Meenakshi Amã – O templo do exagero

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Todo mundo sabe que a Índia é um dos países mais gumps do mundo.

Casamento de gente com cachorro, cerimônias de jogar bebês do alto de prédios, a pratica de  desovar defunto no rio de onde as pessoas bebem água, cafeteria-cemitério, favelas do tamanho da Cidade do Rio de Janeiro, casamento de sapos… É uma exuberância de bizarrices tremenda que rola lá. Hoje veremos um conjunto de templos muito, muito loucos. Eles ficam na cidade de Madurai, no estado indiano de Tamil Nadu. Esta é uma das mais antigas cidades do mundo e tem sido uma metrópole há mais de dois mil anos.

 

Surgindo imponentes no meio da paisagem urbana e caótica, esses enormes templos lembram montanhas repletas de detalhes. Tantos que chega a dar nervoso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como dizia minha vó:

 

“isso aí parece mais uma penteadeira de puta!”

De fato, o exagero é parte da vida no lugar. Saca só:

O complexo arquitetônico do templo dedicado à deusa hindu Parvati e seu consorte, Shiva, é guardado por nada menos que 10 torres de vigia, conhecido como gopuram. A torre mais alta das 10 é a torre sul, que foi construída em 1559 e tem mais de 170 metros de altura.

Já a torre mais antiga é a torre oriental, cuja construção remonta ao ano de 1216.

A principal característica do templo é ser ornamentado com milhares de figuras de pedra pintadas individualmente. É um negócio tão sem noção que chega a ser difícil de acreditar. Tem gente que acha isso lindo… Pois é.

Pode imaginar o trabalho que deve ser a manutenção disso? E olha só a qualidade dos andaimes!

Os templos fazem sucesso. A cada dia mais de 15.000 pessoas, afluem ao templo e em uma sexta-feira o público duplica. O festival mais importante, que é em meados de abril e início de maio traz mais de um milhão de pessoas para o templo e seu complexo.

Embora o templo seja mencionado na literatura Tamil no século 7 acredita-se que um complexo religioso no local já existia há centenas de anos antes disso. No entanto, o complexo original foi destruído por um invasor muçulmano, Malik Kafur, em 1310. Então, em meados do século XVI, o então rei da cidade, Viswanatha Naya decidiu refazer o templo. Seu projeto foi substancialmente ampliado durante o reinado de Thirumalai Nayak (1.623-1.659) que o fez como ainda podemos todos ver hoje.

Se você chega a quase ter um ataque epiléptico de ver tantos detalhes do lado de fora, espere só para ver que o exagero não fica só do lado de fora.

 

O templo é servido por 50 monges que pertencem a casta dos Shivaite e Adishaivas, uma sub-casta de brâmanes. Eles executam diversos rituais ao longo do dia. No entanto, para muitos a fonte duradoura de fascínio n o templo de Meenakshi Amã são as milhares de figuras de pedra que adornam as torres de vários andares que guardam o templo.

fonte

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

19 respostas

  1. Cara, quando vi a foto, cheia de estatuas coloridas a primeira coisa que me veio a mente é que era uma versão indiana daquela coleção de barbies que alguns malucos(as) tem por ai … XD

  2. Realmente é muito.”escalafobélico”…mas não deixa de ter a sua beleza. Muito colorido.
    Mas é de dar enjôo e fazer as tripas dar nó….rsrsrsrs!

  3. Imagina fazer restauração,como pintura, rachaduras… Achei um exagero de cores, mas como dizem, há um simbolismo que só eles entendem.

  4. Muito lindo esse templo. Já o conhecia de outras fontes, mas nunca tive a oportunidade de pesquisar mais a fundo. Tem gente que acha feio, ou abominável… Sinceramente: isso é cultura; devemos respeitar.

  5. Está relacionado ao Baghavad Gitã, quando Krishna apresenta a Arjuna sua forma divina, um deus com infinitos olhos, bocas, braços e por aí vai, infinitas formas e infinitas expressões.

    Não é simples exagero cultural, existe uma explicação nos fundamentos religiosos do hinduísmo para isso.

    Mas que dá agonia de olhar, dá mesmo.

  6. Cara, lá existe mais de 5 mil divindades e todas são amplamente respeitadas ao mesmo nível, ao contrario daqui que crente chuta estátua de santo! Comentário bem babaca de chamar isto de algo que da nervoso e principalmente ser igual penteadeira de puta, se a tua vó sabia como era uma, talvez o passado dela foi dentro de cabarés!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.