Água em pó

Parece zoeira, mas é sério!
agua em pó
Cientistas mexicanos anunciaram recentemente um produto que deve aliviar os problemas de escassez de água ao redor do mundo. A “Chuva Sólida” é um pó que absorve grandes quantidades de água e libera aos poucos para manter plantas hidratadas em períodos de seca. Locais áridos, como Índia e Austrália, já teriam feito encomendas para amenizar o efeito climático na agricultura.

images (1)

O produto é uma derivação de um polímero absorvente criado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) e usado inicialmente na fabricação de fraldas. O responsável pela adaptação foi o engenheiro Sérgio Jesus Rico Velasco, que já vende a “Chuva Sólida” no México há cerca de 10 anos. Segundo os fabricantes, 10 gramas do material são capazes de absorver um litro de água. Sua empresa afirma ainda que testes feitos pelo governo mexicano indicaram que a colheita poderia ser ampliada em 300% quando o produto era misturado ao solo.

“Ele funciona encapsulando água e pode durar 8 a 10 anos no solo, dependendo da qualidade da água. Se você usar água pura, ele dura mais”, disse Edwin González, vice-presidente da empresa Chuva Sólida, à BBC. Ele acrescenta ainda que a “Chuva Sólida” é um produto que não prejudica o solo, não é tóxico e se torna parte das plantas depois do uso.
agua-em-po-original

Mas o invento não é unanimidade. À BBC, a professora Linda Chalker-Scott, da Universidade do Estado de Washington, diz que “não há evidência científica que sugira que eles armazenem água por um ano”. Para a professora, adubo de lascas de madeira produziriam efeito semelhante custando menos. González se defende: “os outros concorrentes não duram três ou quatro anos. Os únicos que duram tanto são os que usam sódio em suas formulas, mas eles não absorvem tanto”.

via BBC News

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimos artigos

Gripado

O dia da minha quase-morte

Palavras têm poder?