A macabra torre do silêncio

“…Nenhum dos corpos em decomposição na fotografia foi identificado. Os moradores das proximidades ficaram chocados com o numero de corpos no Dakhma, e se mostraram incapazes de reconhecer quem eram aqueles mortos. Os corpos, por sua vez, não batiam com a descrição de nenhuma pessoa desaparecida. Não havia animais, exceto moscas e suas larvas. Os zoroastristas permitem que aves necrófagas alimentem-se dos mortos pois vêem nisso uma pratica onde de acordo com suas crenças “o corpo volta para a Terra”. Mas os oficiais encontraram os corpos relativamente preservados e intocados por qualquer animal. Não há contagem oficial de mortos. De fato, muito pouca investigação foi feita no local, e talvez seja esta a razão dessa foto ter aparecido. Os oficiais evitaram o lugar não só porque ele parecia difícil, mas pelo seguinte…”

Leia mais »

Mumias de Venzone: Passando o dia com os mortos

Por centenas de anos, um mistério cercou a catedral de Venzone, uma pequena cidade na província de Udine, Itália. Em vez de se decompor normalmente, corpos enterrados nos túmulos abaixo da catedral ficavam perfeitamente preservados e ainda reconhecíveis muitas décadas mais tarde, fato que levou os habitantes da cidade (agora vem a bizarrice) a desenterrar periodicamente seus entes queridos mortos para “passar um tempo com eles e matar a saudade”. Veja as fotos dos mortos.

Leia mais »

Artigos recentes