A misteriosa doença dos papagaios

O estranho fenômeno ganhou o nome de “Síndrome de Paralisia do Lorikeet” ou (LPS). Trata-se de uma misteriosa doença sazonal que ocorre todos os anos entre outubro e junho, fazendo com que os lóris (lorikeets), papagaios australianos, caiam do céu e se tornem incapazes de se mover.

Ornitólogos e veterinários sabem sobre a Síndrome de Paralisia de Lorikeet há muitos anos, mas apesar de seus melhores esforços, a causa da doença ainda permanece um mistério. Isso é particularmente alarmante porque a doença afeta milhares de aves todos os anos e é fatal para muitas delas, tornando-as incapazes de se alimentar ou escapar de predadores. Casos de LPS foram relatados na Austrália desde 1970 e, embora os cientistas tenham conseguido eliminar algumas causas prováveis, eles ainda não sabem o que causa essa misteriosa paralisia.

O professor David Phalen da Escola de Ciências Veterinárias da Universidade de Sydney  disse ao The Sydney Morning Herald:

“Descartamos as coisas comuns que poderiam causar os sintomas que essas aves apresentam – sabemos que não é uma toxina produzida como resultado da poluição, não é uma toxina associada a pesticidas ou algo parecido. Também sabemos que não é uma doença infecciosa.”

 

Ao longo dos anos, muitas teorias tentaram resolver o mistério da Síndrome de Paralisia de Lorikeet, mas até agora nenhuma delas foi confirmada. A certa altura, a doença foi associada a envenenamento por chumbo, deficiência de tiamina, zinco ou selênio, e alguns veterinários acreditam que seja causada por danos na vértebra do pescoço.

A teoria mais aceita é que o LPS é causado por uma planta da qual os lorikeets se alimentam – olha só –  justamente nos meses entre outubro e junho.

A sazonalidade da doença e o fato de ocorrer em certas regiões da Austrália certamente apontam nessa direção, mas até agora ninguém conseguiu identificar corretamente de que planta se trata.

“Existe uma quantidade enorme de alimentos naturais por aí, flores de todos os tipos, mas de alguma forma está causando uma doença”, disse o especialista em pássaros Darryl Jones, da Griffith University, à ABC News . “Não sabemos o link – sabemos o que é, mas não sabemos o que está causando isso ou por quê.”

Descobrir a causa dessa terrível doença tem se mostrado tão complicado que os especialistas em aves começaram a apelar ao público em geral, pedindo que tirem fotos sempre que virem lóris comendo uma determinada planta, assim poderão investigar e pelo menos retirá-la da lista de plantas potencialmente tóxicas.

Os sinais clínicos da Síndrome de Paralisia de Lorikeet variam em gravidade e incluem incapacidade de voar, paralisia de todos os membros e do pescoço, paralisia da língua, incapacidade de engolir e até incapacidade de piscar. Algumas aves morrem por causa desses sintomas, como a incapacidade de se alimentar, enquanto outras são atropeladas por carros ou apanhadas por predadores ou formigas no chão devido à incapacidade de se mover.

“Eu só posso imaginar o que eles devem estar passando, pensando em não serem capazes de se mover e sentindo que será o fim deles”, disse o professor David Phalen.

“Eles têm uma garra fechada, então não podem pousar e se segurar em um galho: esse é o problema simples”, acrescentou o professor Darryl Jones. “Eles caem no chão e morrem de fome ou um predador os pega ou as formigas os pegam. É uma maneira muito horrível de morrer.

Os primeiros casos de Síndrome de Paralisia de Lorikeet já foram relatados este ano, mas o pico da doença sazonal deve ocorrer nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro.

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos