Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Essa noite sonhei que havia me hospedado num hotel tão vagabundo com minha família que estava dormindo e senti uma lambida na minha cara e algo farejando meu ouvido. Acordei (ainda no sonho) e não havia nada, então falei com a Nivea:
“-Amor, acho que tem um fantasma de cachorro aqui nesse hotel.”
E uma voz veio da cama do Davi em plena escuridão: “tem um cachorro ali no armário!”
Eu acendi a a luz pra ver e não tinha um, tinham três vira-latas no armário, e dois filhotes de gato.
Depois a Nivea começou a vomitar loucamente uma gosma verde a lá exorcista. Saí do quarto para pedir ajuda e vi poças de vomito verde e pessoas mortas caídas pelo chão do corredor. Corri pro lobby a tempo de ver mais gente morrendo depois de vomitar verde. Lembrei da sopa de ervilhas de “cortesia”.
Descobri que o cozinheiro do hotel havia envenenado a sopa. Subi as escadas desesperado para meter o dedo na goela do Davi e acordei.
Aí depois sonhei que estava numa fabrica de brinquedos vendo um monte de coisa legal que seria muito útil pra mim… Tudo passando numa esteira, lentamente caindo num triturador e depois sendo incinerado.
Depois sonhei que estava vendo televisão. Aí a tv saiu fora do ar. Então ela voltou, com uma imagem minha, em preto e branco, sentado no sofá. E eu pensei: “ué, a televisão tem uma câmera e esta me filmando”. Então eu dei tchau pra mim mesmo na televisão, e aí que tudo ficou doido, porque o eu lá na televisão levou um puta dum susto, e foi então que vi que não era um vídeo feed de uma câmera me filmando, era eu mesmo em outro universo me vendo nesse universo aqui e ele se assustou quando viu que também não era um feed. E ele chamou um monte de gente para vir ver, e era um monte de gente que eu nem conheço. (só tinha o vídeo, não tinha áudio)
depois de alguns minutos o sinal caiu e voltou a passar o filme que eu estava vendo. Eu pensei: Porra, ninguém vai acreditar em mim!
Acordei.
Sonhos esquisitos dessa noite

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!