Project Aquarius – Entenda o documento secreto sobre como lidar com os extraterrestres e as implicações

Antes de falar sobre o Project Aquarius, preciso falar sobre o que é o MJ12, ou Majestic 12, porque se eu não fizer isso este artigo ficará muito constrito aos que já são versados nas teorias da conspiração.

O Majestic 12, também conhecido como MJ-12, é um suposto grupo de cientistas, militares e pessoas influentes em níveis governamentais que teria sido criado pelo presidente dos Estados Unidos, Harry Truman, em 1947, para investigar a queda de um disco voador na região de Roswell, Novo México. Alguns acreditam que o Majestic 12 é um grupo real que foi criado para ocultar a existência de extraterrestres e sua tecnologia da população em geral. Outros acreditam que o Majestic 12 é só mais uma dessas centenas de invenções das teorias da conspirações que pipocam por aí.

Como a conspiração do MJ 12 começou

Ao que parece, a conspiração do Majestic 12 surgiu pela primeira vez em 1984, quando um escritor chamado William Moore afirmou ter recebido uma série de documentos vazados por alguém de dentro do governo sobre o Majestic 12. Moore disse que esses documentos provavam a existência de um grupo secreto criado pelo presidente Truman para investigar a famosa queda do disco voador em Roswell, Novo México, em 1947.

Os documentos incluíam uma lista de membros do Majestic 12, bem como informações sobre o suposto encontro de Truman com extraterrestres. Moore considerou que esses documentos eram autênticos e que o governo os havia mantido em segredo por décadas.

Obviamente que toda coisa bombástica desse tipo imediatamente divide opiniões. Embora grandes pesquisadores tenham considerado a história plausível, outros investigadores e especialistas em documentos afirmaram que os documentos do Majestic 12 eram falsos e haviam sido criados por Moore e um colega, Jaime Shandera. Embora algumas pessoas continuem a acreditar na conspiração do Majestic 12, a maioria das pessoas considera essa história como uma lenda urbana ou uma teoria da conspiração sem fundamento.

Os supostos membros do Majestic 12 incluem:

  • Vannevar Bush
  • James Forrestal
  • Erich Rudolph Juengel
  • Gordon Gray
  • Roscoe Hillenkoetter
  • Robert Oppenheimer
  • Sidney Souers
  • Detlev Bronk
  • Nathan Twining
  • Edward Teller
  • Andrew Goodpaster
  • Donald Menzel
“12 homens e um segredo”

 

Em dezembro de 1984, um envelope pardo caiu pela caixa de correspondência na porta da frente de Jaime Shandera, um escritor e pesquisador de OVNIs. Continha um rolo de filme de 35 mm. O carimbo no envelope pouco lhe dizia; era de Albuquerque, Novo México, mas não havia endereço de retorno ou indicação de quem poderia tê-lo enviado ou o que era. Shandera ligou para seu parceiro na pesquisa de OVNIs, o autor Bill Moore. Eles revelaram o filme e descobriram que cada quadro era uma fotografia de uma página de um documento. Impresso, formou o que ficou conhecido como documentos Majestic 12, geralmente abreviado como MJ-12.

O documento pretendia ser um memorando escrito em 1952 pelo diretor da CIA, informando o presidente Eisenhower da existência de um grupo de doze cientistas e oficiais militares reunidos em 1947 sob as ordens do presidente Truman para investigar a queda do  disco em Roswell . O memorando alertava o presidente sobre a importância do grupo Majestic 12 e sugeria a continuidade do projeto.

Moore e Shandera decidiram manter os documentos em segredo, compartilhando-os apenas com alguns poucos pesquisadores de OVNIs, incluindo Stanton Friedman, um dos grandes investigadores do caso Roswell. A notícia começou a vazar para a comunidade OVNI de que alguns documentos existiam, mas Moore, Shandera e Friedman não estavam compartilhando. Em 1986, uma fonte anônima descreveu os documentos para a autora britânica de OVNIs Jenny Randles, mas ela os recusou. Em 1987, os documentos foram recebidos anonimamente por outro autor britânico de OVNIs, Timothy Good.

Foi Good  que publicou em seu livro Above Top Secret. Moore percebeu que o tempo de sigilo havia passado e ele se tornou público com eles em uma conferência sobre OVNIs em junho daquele ano. De repente, todos sabiam sobre o MJ-12, e até mesmo a grande mídia noticiou sobre eles. Parecia um assunto suficientemente quente para que os céticos começassem a se mexer para tentar mostrar que não havia nada além de bullshit ali e por isso, o cético autor de OVNIs Philip Klass enviou uma cópia dos documentos ao FBI, que imediatamente declarou:

O Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea dos Estados Unidos informou em 30 de novembro de 1988 que o documento foi forjado. Cópias desse documento foram distribuídas para várias partes dos Estados Unidos. O documento é completamente falso.

 

Eu estranharia é se o governo assumisse ser tudo real naquela altura dos acontecimentos.

O project Aquarius

O Project Aquarius é uma suposta operação governamental secreta dos Estados Unidos que teria sido criada para investigar fenômenos extraterrestres e sua tecnologia. Alguns acreditam que o Project Aquarius é uma invenção da história do conspiração, enquanto outros afirmam que ele realmente existe e é mantido em segredo pelo governo.

Segundo a teoria da conspiração, o Project Aquarius teria sido criado após a queda do disco voador na região de Roswell, Novo México, em 1947. Acredita-se que o governo teria recuperado o disco voador e o teria levado para o Projeto Aquarius para ser estudado. Graças ao Project Aquarius o governo teria descoberto informações valiosas sobre a tecnologia extraterrestre e teria mantido essas informações em segredo da população em geral. Existem hipóteses de que o Projeto Aquarius teria trabalhado em conjunto com extraterrestres e teria desenvolvido tecnologias avançadas com base nas informações obtidas deles.

Steven Greer e documentos vazados do project Aquarius

Steven Greer

Steven Greer é um médico americano e ufólogo que se tornou conhecido por suas teorias sobre fenômenos extraterrestres e sua suposta existência de operações governamentais secretas para esconder essa informação da população em geral. Ele é o fundador da Disclosure Project, um grupo que busca tornar públicas informações sobre fenômenos extraterrestres e tecnologias avançadas supostamente mantidas em segredo pelo governo.

Greer também é o autor de vários livros sobre fenômenos extraterrestres e teorias da conspiração, incluindo “Unacknowledged: An Expose of the World’s Greatest Secret” e “The Ascension Mysteries: Revealing the Cosmic Battle Between Good and Evil”.

Ele também foi um dos produtores e estrelas do documentário “Sirius”, que aborda suas teorias sobre fenômenos extraterrestres e operações governamentais secretas. Embora algumas pessoas encontrem suas teorias interessantes e convincentes, outras as consideram sem fundamento e baseadas em lendas urbanas e teorias da conspiração.

Em 21 de maio de 2014, Steven recebeu um lote de documentos ultrassecretos relacionados ao “Projeto Aquarius”, destinado ao MJ12. Anteriormente, resumos dos documentos apareciam na Internet. No entanto, o Dr. Greer recebeu as fotos dos documentos reais, ao que parece.

Tudo leva a crer que esta foi a primeira vez que o REAL (não apenas uma transcrição) do cache completo de documentos foi divulgado. Esses documentos, bem como sua transcrição, podem ser visualizados abaixo.

 

O documento Aquarius

 

CORRESPONDÊNCIA
EXECUTIVA SUPER SECRETA
ASSUNTO:
PROJETO AQUARIUS {TS}
ATENÇÃO
ESTE DOCUMENTO FOI PREPARADO POR MJ-12. O MJ12 É O ÚNICO RESPONSÁVEL PELO CONTROLE DE DOCUMENTOS DO SEU ASSUNTO
: ECN 0001
CLASSIFICADO POR: MJ12-EO-34012 DECLASSIFICAR
EM: ISENTO
CAT 1 REC/770614 ULTRA
SECRETO

 

CLASSIFICAÇÃO ULTRA SECRETA E INSTRUÇÕES DE DIVULGAÇÃO {TS/ORCON}

As informações contidas neste documento são classificadas como ULTRA SECRETAS pela ORCON. {Apenas o originador pode divulgar as informações} Somente MJ12 tem acesso ao Projeto Aquarius. Nenhuma outra agência governamental, incluindo os militares, tem acesso às informações contidas neste briefing. Existem apenas duas cópias do Projeto Aquarius e a localização é conhecida apenas por MJ12. Este documento será destruído após o briefing.

Nenhuma nota, fotografia ou gravação de áudio pode ser feita deste briefing. PÁGINA 0 de 0 ULTRA SECRETO

 

PROJECT AQUARIUS {TS/ORCON} {PROWORD:DANCE}

Contém 16 volumes de informações documentadas coletadas desde o início da Investigação dos Estados Unidos de Objetos Voadores Não Identificados {UFOs} e Ofícios Alienígenas Identificados {IAC}.

O Projeto foi originalmente estabelecido em 1953, por ordem do Presidente Eisenhower, sob controle do NSC e MJ12. Em 1966, o nome do projeto foi alterado de Projeto Gleem para Projeto Aquarius. O Projeto foi financiado por fundos confidenciais da CIA {não apropriados}.

O Projeto foi originalmente classificado como SECRETO, mas foi atualizado para sua classificação atual em dezembro de 1969, após o fechamento do Projeto Blue Book. O objetivo do Projeto Aquarius era coletar todas as informações científicas, tecnológicas, médicas e de inteligência de avistamentos de OVNIs/IAC e contatos com formas de vida alienígenas. Este arquivo ordenado de informações coletadas tem sido usado para avançar o Programa Espacial dos Estados Unidos. {TS/ORCON} O resumo do processo é um relato histórico da investigação do Governo dos Estados Unidos sobre Fenômenos Aéreos, Aeronaves Alienígenas Recuperadas e Contatos com Formas de Vida Extraterrestres.

PÁGINA 1 de 9

EXTREMAMENTE SECRETO

INFORMAÇÕES EXECUTIVAS SUPER SECRETAS {TS/ORCON}

Em junho de 1947, um piloto civil sobrevoando as montanhas Cascade, no estado de Washington, observou nove discos voadores, {mais tarde referidos como OVNIs}. O Comandante do Centro de Inteligência Técnica Aérea da então Aeronáutica do Exército, preocupado, ordenou inquérito. Este foi o início do envolvimento dos Estados Unidos com as investigações de OVNIs.

Em 1947 uma aeronave de origem extraterrestre, caiu no deserto do Novo México. A nave foi recuperada pelos militares. Quatro corpos alienígenas {não homo-sapiens} foram recuperados nos destroços. Os Aliens foram considerados criaturas não relacionadas aos seres humanos {Atch 1}.

No final de 1949, outra aeronave Alien caiu nos Estados Unidos e foi recuperada parcialmente intacta pelos militares.

Um alienígena de origem extraterrestre sobreviveu ao acidente.

O Alien sobrevivente era do sexo masculino e se autodenominava “EBE”. O Alien foi minuciosamente interrogado pelo pessoal da inteligência militar em uma base no Novo México. A linguagem do Alien foi traduzida por meio de imagens. Descobriu-se que o Alien veio de um planeta no sistema estelar Zeta Riticuli, a aproximadamente 40 anos-luz da Terra. EBE viveu até 18 de junho de 1952, quando morreu de uma doença inexplicável. Durante o período em que EBE esteve vivo, ele forneceu informações valiosas sobre tecnologia espacial, origens do Universo e questões exobiológicas.

Mais dados estão contidos no Atch 2.

PÁGINA 2 de 9

 

TOP SECRET {TS/ORCON}

A recuperação de aeronaves alienígenas levou os Estados Unidos a um extenso programa investigativo para determinar se esses alienígenas representavam uma ameaça direta à nossa segurança nacional.

Em 1947, a recém-criada Força Aérea iniciou um programa para investigar incidentes envolvendo OVNIs. O programa era operado sob três codinomes diferentes: Grudge, Sign e finalmente Blue Book. A missão original do programa da Força Aérea era coletar e analisar todos os avistamentos ou incidentes relatados envolvendo OVNIs e determinar se a informação poderia ser interrompida por ter qualquer relação com a segurança dos Estados Unidos.

Algumas informações foram avaliadas com a ideia de usar os dados obtidos para avançar nossa própria tecnologia espacial e futuros programas espaciais. 90% dos 12 estimados, 000 relatórios analisados ​​pela Força Aérea foram considerados boatos, explicaram fenômenos aéreos ou objetos astronômicos naturais. Os outros 10% foram considerados avistamentos e/ou incidentes alienígenas legítimos.

No entanto, nem todos os avistamentos ou incidentes de OVNIs foram relatados no programa da Força Aérea. Em 1953, o Projeto Gleem foi iniciado por ordem do presidente Eisenhower, que acreditava que os OVNIs representavam uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos. O Projeto Gleem, que se tornou o Projeto Aquarius em 1966, era um relatório paralelo de avistamentos e incidentes de OVNIs. Os relatórios coletados no Projeto Aquarius foram considerados avistamentos reais de aeronaves alienígenas ou contato com formas de vida alienígenas. A maioria dos relatórios foi feita por militares confiáveis ​​e pessoal civil do departamento de defesa.

PÁGINA 3 de 9

TOP SECRET {TS/ORCON}

Em 1958, os Estados Unidos recuperaram uma terceira aeronave Alien do deserto de Utah.

A aeronave estava em excelentes condições de voo. A aeronave foi aparentemente abandonada pelos Aliens por algum motivo inexplicável, já que nenhuma forma de vida alienígena foi encontrada dentro ou ao redor da aeronave. A aeronave foi considerada uma maravilha tecnológica pelos cientistas dos Estados Unidos. No entanto, os instrumentos operacionais da aeronave eram tão complexos que nossos cientistas não conseguiram interromper sua operação.

A aeronave foi armazenada em uma área de segurança máxima e analisada ao longo dos anos por nossos melhores cientistas aeroespaciais. Os Estados Unidos obtiveram um grande volume de dados tecnológicos da aeronave Alien recuperada.

Uma descrição detalhada e mais informações sobre a aeronave são explicadas no Anexo 3.

PÁGINA 4 de 9

TOP SECRET

TOP SECRET {TS/ORCON}

Várias investigações científicas independentes, a pedido da Força Aérea e da CIA, foram iniciadas durante a era do Projeto Blue Book.

MJ12 decidiu que oficialmente a Força Aérea deveria encerrar sua investigação sobre OVNIs. Esta decisão foi tomada durante a _ _ _ _ reunião {Atch 4} em 1966.

A razão foi dupla. Primeiro, os Estados Unidos estabeleceram comunicação com os Aliens. Os Estados Unidos sentiram-se relativamente seguros de que a exploração da Terra pelos alienígenas era não agressiva e não hostil. Também foi estabelecido que a presença dos alienígenas não ameaçava diretamente a segurança dos Estados Unidos. Em segundo lugar, o público estava começando a acreditar que os OVNIs eram reais.

O NSC sentiu que esse sentimento público poderia levar a um pânico nacional. Os Estados Unidos estiveram envolvidos em vários projetos delicados durante esse período. Sentiu-se que a consciência pública desses projetos teria comprometido o futuro programa espacial dos Estados Unidos. Portanto, MJ12 decidiu que um estudo científico independente do fenômeno OVNI seria necessário para satisfazer a curiosidade do público.

O estudo oficial final do fenômeno OVNI foi realizado pela Universidade do Colorado sob contrato da Força Aérea. O estudo concluiu que não existem dados suficientes que indiquem que os OVNIs ameaçam a segurança dos Estados Unidos. A conclusão final satisfez o governo e permitiu que a Força Aérea saísse oficialmente do negócio de investigação de OVNIS PÁGINA 5 de 9

SUPER SECRETO

TOP SECRET {TS/ORCON}

Quando a Força Aérea encerrou oficialmente o Projeto Blue Book em dezembro de 1969, o Projeto Aquarius continuou a operar sob o controle do NSC/MJ12. O NSC sentiu que as investigações de avistamentos de OVNIs e incidentes deveriam continuar em segredo sem qualquer conhecimento público.

O raciocínio por trás da decisão foi o seguinte: se a Força Aérea continuasse sua investigação de OVNIs, eventualmente alguns funcionários civis da Força Aérea ou do departamento de defesa não esclarecidos e não informados obteriam os fatos por trás do Projeto Aquarius.

Obviamente {por razões de segurança operacional} isso não poderia ser permitido.

A fim de continuar a investigação de avistamentos de OVNIs e incidentes em segredo, investigadores da CIA/DCD e MJ12 foram designados para agências militares e outras governamentais com ordens de investigar todos os avistamentos e incidentes legítimos de OVNIs/IAC. Esses agentes estão operando atualmente em vários locais nos Estados Unidos e no Canadá. Todos os relatórios são filtrados direta ou indiretamente para MJ12.

Esses agentes estão coletando relatórios de avistamentos de OVNIs/IAC e incidentes que ocorrem em ou perto de instalações governamentais sensíveis.

{NOTA: Os alienígenas estão extremamente interessados ​​em nossas armas nucleares e pesquisa nuclear. Muitos avistamentos e incidentes militares relatados ocorrem em bases de armas nucleares. O interesse do Alien em nossas armas nucleares só pode ser atribuído à futura ameaça de uma guerra nuclear na Terra. A Força Aérea iniciou medidas para garantir a segurança das armas nucleares contra roubo ou destruição alienígena}.

MJ12 sente-se confiante de que os Aliens estão em uma exploração de nosso sistema solar para fins pacíficos. No entanto, devemos continuar a observar e rastrear o movimento dos Aliens até que seja determinado que os planos futuros do Alien não contêm nenhuma ameaça à nossa segurança nacional ou à civilização da Terra.

PÁGINA 6 de 9

EXTREMAMENTE SECRETO

TOP SECRET {TS/ORCON}

A maioria dos documentos governamentais relativos a avistamentos de OVNIs, incidentes e políticas governamentais, incluindo o Projeto Blue Book, foram divulgados ao público sob FOIA ou sob vários outros programas de divulgação.

MJ12 sentiu que os documentos e informações remanescentes {não relacionados ao Projeto Aquarius} relacionados a fatos tecnológicos sobre questões médicas de Aliens, o fato de que um Alien foi capturado vivo e sobreviveu por três anos sob sigilo, não podem ser divulgados ao público por medo as informações seriam obtidas pelo SHIS.

Outras informações obtidas da EBE foram consideradas confidenciais e não podem ser divulgadas ao público. Notavelmente, o Projeto Aquarius Volume IX, que se refere a traçar a primeira visita dos Aliens à Terra há cerca de 5.000 anos.

EBE informou que 2, 000 anos atrás, seus ancestrais plantaram uma criatura humana na Terra para ajudar os habitantes da Terra a desenvolver uma civilização. Esta informação era apenas vaga e a identidade exata ou informações básicas sobre este homo-sapien não foram obtidas.

Sem dúvida, se essa informação fosse divulgada ao público, causaria um pânico religioso mundial. MJ3 desenvolveu um plano que permitirá o lançamento do Projeto Aquarius, Volumes I a III.

O programa de divulgação exige uma divulgação gradual de informações durante um período de tempo para condicionar o público a divulgações futuras. O Atch 5 deste briefing contém certas diretrizes para futuros lançamentos públicos.

PÁGINA 7 de 9

EXTREMAMENTE SECRETO

TOP SECRET {TS/ORCON}

No relatório MJ3 de 1976 {Atch 6}, estimou-se que a tecnologia do Alien estava muitos milhares de anos à frente da tecnologia dos Estados Unidos.

Nossos cientistas especulam que até que nossa tecnologia se desenvolva a um nível igual ao dos Aliens, não podemos entender o grande volume de informações científicas que os Estados Unidos já obtiveram dos Aliens.

Esse avanço da tecnologia dos Estados Unidos pode levar muitas centenas de anos.

PÁGINA 8 de 9

EXTREMAMENTE SECRETO

SUBPROJETOS SUPER SECRETOS SOB O PROJETO AQUARIUS 1.

{TS/ORCON} PROJETO BANDO: {PROWORD: RISK}

Originalmente estabelecido em 1949. Esta missão era coletar e avaliar informações médicas da criatura alienígena sobrevivente e dos corpos alienígenas recuperados. Este projeto examinou medicamente o EBE e forneceu aos pesquisadores médicos dos Estados Unidos certas respostas para a teoria da evolução. {OPR: CIA} {encerrado em 1974}.

2. {TS/ORCON} PROJETO SIGMA: {PROWORD: MIDNIGHT}.

Originalmente estabelecido como parte do Projeto Gleem em 1954. Tornou-se um projeto separado em 1976. Sua missão era estabelecer comunicação com Aliens. Este projeto teve um sucesso positivo quando, em 1959, os Estados Unidos estabeleceram comunicações primitivas com os alienígenas. Em 25 de abril de 1964, um oficial de inteligência da USAF, conheceu dois alienígenas em um local pré-combinado no deserto do Novo México. O contato durou cerca de três horas. Com base na linguagem do Alien que nos foi dada pela EBE, o oficial da Aeronáutica conseguiu trocar informações básicas com os dois Aliens {Atch 7}. Este projeto continua em uma base da Força Aérea no Novo México. {OPR: MJ12/NSA}.

3. {TS/ORCON} PROJETO SNOWBIRD; {PROWORD:CETUS} Originalmente estabelecido em 1972. Sua missão era testar voar uma aeronave Alien recuperada. Este projeto continua em Nevada. {OPR: USAF/NASA/CIA/MJ12}

4. {TS/ORCON} PROJETO POUCE: {PROWORD:DIXIE} Originalmente estabelecido em 1968. Sua missão era avaliar todas as informações OVNI/IAC pertencentes à tecnologia espacial. O PROJETO POUNCE continua. {OPR: NASA/USAF}

PÁGINA 9 de 9

ULTRA SECRETO

Em resumo, trata-se de um documento que trata bem claramente dos temas relacionados a problemática ufo e permite uma série de suposições a partir do que está escrito ali. Será mesmo que os EUA estudaram e interrogaram por 3 anos uma criatura extraterrena de Zeta Reticuli até a morte do EBE?
Por enquanto, apesar de todo sensacionalismo e perplexidade que algo assim poderia causar, não há evidências concretas que confirmem a existência do Project Aquarius ou mesmo do Majestic 12.

Será tudo parte de um programa de desinformação governamental? Escolha sua conspiração.

 

Até hoje, muitos dos documentos e informações que são apresentados como provas acabam sendo considerados falsos por muitos especialistas e investigadores. Enquanto algumas pessoas continuam a acreditar nas teorias da conspiração, muitos ainda veem essas histórias como simples lendas urbanas ou teorias da conspiração que atuam como um lastro cultural composto de desinformação e formações de visão de mundo baseadas em viés de confirmação.  Os documentos, que parecem ser memorandos oficiais do governo dos EUA  parecem confirmar tudo o que muitos na comunidade OVNI acreditam: que os Estados Unidos sabem tudo sobre alienígenas visitando a Terra em seus discos voadores. Muitos dizem que os documentos são uma farsa; outros dizem que os reclamantes da farsa fazem parte do encobrimento.

Mas não importa o que seja a verdade: O Majestic 12 teve um grande impacto em todo o curso da crença OVNI na cultura popular, e isso é um fato.

fonte

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. Não me passou credibilidade, achei apenas que choveu no molhado, talvez se tivessem informações que supostamente obtiveram do EBE como origem da vida ou como funcionam os discos voadores eu levaria a sério, mas sobre o existência do MJ12 acredito ser inegável.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos