O tubo antigravitacional

O Gilberto Canabarro me escreveu enviando este link do “tubo antigravitacional”. Ele me perguntou se eu -um cara que mexe com efeitos digitais e que trabalha com o trem que levita – saberia dizer se isso é 3d ou não.

Ora Bolas. Assista ao video. Você acha mesmo que soltando umas pecinhas de metal dentro de um cano vazio elas iam cair devagar como mágica?
Francamente!

Me intriga como as pessoas podem ser… Espertas!
Porque isso é real! Não só real, como eu mesmo já fiz isso aí e funcionou EXATAMENTE ASSIM. Inclusive eu tô com um ímã de neodímio no bolso agora e se eu tivesse uma maldita webcam (ou se meu Renoir não tivesse sido alvo do olho gordo de algum desgramado) poderia fazer isso se repetir ao vivo e à cores pra vocês.
Mas como não tenho nada disso, eu apenas posso explicar o fenômeno que parece mágica (isso porque você não viu isso ao vivo. Aí sim é de bolar qualquer um) e que se desenrola no vídeo.
O que o cara segura são dois pequenos magnetos de neodímio. Esqueça um ímã comum. Este tipo de ímã é feito com terras raras, entre elas o neodímio, ferro e boro. Este tipo de ímã só foi possível de ser produzido nas últimas décadas e tem um poder magnético quase sobrenatural. (pra se ter uma idéia, é ele que levita nosso trem) A tal ponto que uma vez colados dois pequenos ímãs de 2cm, você tem que fazer uma cara feia de prisão de ventre para conseguir separar. E ainda assim, mais da metade dos fortões que tentam, não conseguem.
Pra falar a verdade, ímãs de neodímio são tão poderosos que poderiam ser considerados armas, pois quando se encontram voam um na direção do outro num milionésimo de segundo, esmagando tudo que estiver ao seu redor. Quer um exemplo? (não clique neste link aqui comendo)
A explicação para este fenômeno do tubo, se chama corrente induzida (valeu Mori) conhecida como Lei de Lenz. É que o ímã de neodímio emite seu campo magnético e ao passar por um tubo, (neste caso aí de cobre, mas também funciona com o alumínio) ele cria uma força de arrasto, e realmente cai mais devagar. (A explicação Física não é exatamente essa. Tem a ver com as propriedades elétricas e tal. Mas essa é mais didática)
Quando o ímã sai do cano não há alumínio para reter a travessia do campo e ele cai na velocidade normal. Olhando de cima você pensa que é efeito especial, magica ou coisa do tipo mas é pura física.
Outra experiência super legal que não dá pra mostrar, só fazer, é tentar bater com uma barra de alumínio numa placa de neodímio (como os trilhos do Maglev Cobra). Isso é praticamente impossível. A sensação que dá é que enfiamos subitamente a barra numa espécie de água invisível, que segura a batida. A sensação é quase como a de uma mola. Parece que um fantasma segura a batida. Louquíssimo!
A sensação que dá, é muito clara de que o alumínio que é um metal não magnetizável tem extrema dificuldade de atravessar o campo magnético e isso produz a abrupta desaceleração.
Esta propriedade é um tipo de efeito colateral do uso do alumínio e ímãs de terras raras. Um pesquisador do LASUP me disse que na Alemanha já estão desenvolvendo amortecedores usando essa propriedade.
Legal, né?
Falando no trem e em levitação, hoje fomos a uma conferência que meu pai proferiu na Escola Superior de Guerra. Foi muito importante esta palestra porque na ESG estão as cabeças que pensam as estratégias de defesa Nacional. No auditório estavam vários generais e brigadeiros do ar, coronéis aos montes, enfim, muitos oficiais de alto escalão das três forças. Isso é muito importante para o projeto Maglev, porque uma coisa que usamos como estratégia de defesa do nosso projeto contra certos predadores interesseiros macomunados com o que há de mais podre na política nacional é a divulgação.
Quanto mais gente sabendo que o Maglev custa A METADE do preço do trem bala  – de tecnologia obsoleta – que estão querendo empurrar para o Brasil, mais difícil vai ser desses caras darem uma tapetada no povo. Tapetada podem até dar, mas será mais difícil. As pessoas tem o direito de saber que o Maglev Cobra é nacional, é mais barato, não polui, é mais eficiente energeticamente e pode ser implantado em menor tempo.
A palestra começou com uma abordagem histórica que traçou o panorama da implantação (e dos grandes erros históricos) da Ferrovia no Brasil até o caos urbano que vivemos. E finalizou com as possibilidades do futuro e os dilemas políticos centrados no imediatismo populista que temos hoje em detrimento nas necessidades da nação para os próximos cem anos.
Durante a palestra eu realizei a experiencia da levitação in loco para que eles vejam com os próprios olhos o ímã levitando. Levamos um garrafão de nitrogênio lá e o bagulhinho levitando passou na mão de um a um. Hilariante ver os generais de queixo caído, sorrindo como crianças para o pequeno milagre. Passamos o vídeo do Discovery Channel que aponta o Maglev cobra como uma das maiores inovações potenciais do Brasil para o mundo.
No final da palestra, após a seção de perguntas, meu pai foi fortemente aplaudido por vários minutos, de pé. Esse foi um fato inédito na história da Escola Superior de Guerra, conforme comentado por um dos organizadores do evento. Algo assim nunca ocorreu por lá, onde já passaram de presidentes a ministros, secretários e figuras renomadas.
Isso nos deixou cheios de alegria e confiança que a mensagem que passamos lá foi positiva. Agora temos certeza que conseguimos aliados importantes para nos ajudar nessa briga.
Meu pai saiu de lá com o ego mais cheio do que o do Lula, hahahaha. Eu a Nivea e a Dani ficamos zoando ele dizendo que agora ele também é “o cara!”

É isso. Por este motivo que o post de hoje só tá entrando agora.
Câmbio desligo.

Related Post

73 comentários em “O tubo antigravitacional”

  1. Muito bom, Philipe! Eu so adicionaria o termo corrente induzida, e que o tubo é provavelmente de cobre, não de alumínio.

    É especialmente interessante notar que nem cobre nem alumínio “grudam” no ímã, mas como são condutores, são capazes de induzir corrente que por sua vez gera um campo magnético que desacelera o ímã.

    Isto é, o ímã gera o campo magnético que freia sua queda. Ver:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Lenz%27s_law

    Vou reblogar isso agora mesmo!

    • Se é cobre eu não sei, pode ser. Ou pode ser também alumínio anodizado com pintura de cobre. Minha experiências praticas são só com alumínio. Nunca testei com cobre. Mas tá aí uma boa experiência. Vou tentar isso terça feira.

  2. Philipe, pegando carona no magnetismo eu vi a bastante tempo atras uma moto que tinha sido feita no japao misturando eletricidade e magnetismo pra fazer ela funcionar, ae busquei o video e encontreo esse ae.

    http://www.youtube.com/watch?v=Hs4GXH5Q3Rk&feature=related

  3. Eu vi o video da discovery, e seu pai tem mesmo é que ser muito aplaudido. O projeto é muito fodastico, e da muito orgulho ver isso nascer no brasil e ainda acompanhar de perto aqui no MG. Familinha esperta essa heimmm… Abraços e de os parabéns pro seu pai em nome dos leitores do MG.

  4. Nossa, projetos como esse tem que ser divulgados. Eu nao tinha visto ainda um projeto pra metrô, gostei muito :] . Mas uma pergunta: como fazer pra manter a temperatura do material tao baixa? Pois qdo a temperatura aumenta a força magnetica acaba.. Ainda nao intendi a interação do hidrogenio com o material (como manter em contato e resfriado).. Ajuda aí Philipe!
    parabens pelo post.

    • O nitrogênio fica armazenado numa caixa lacrada chamada criostato. Esta caixa contém um vácuo sinistraço chamado vácuo molecular que impede que o nitrogênio se aqueça. Uma carga de nitrog~enio faz o troço ficar levitando por muitas e muitas horas.

  5. Philipe, é triste, mas é verdade, bons projetos e que apresentam baixo custo, não interessam tanto para alguns governantes, já que as possibilidade de desvios diminuem….Boa sorte…e concordo com vc…ganharam bons aliados. Abs

  6. Philipe, é triste, mas é verdade, bons projetos e que apresentam baixo custo, não interessam tanto para alguns governantes, já que as possibilidade de desvios diminuem….
    Boa sorte…bons aliados. Abs

  7. legal o post… até o ponto que fala da fisica… depois eu não intendi mais nada.. mudou de assunto de repente… acho que um blog mais divulgado deveria saber estas dicas simples que se vê na internet para so blogs iniciantes

    • Na verdade, shinj, os russos pelo que se comenta, são cosmonautas porque, não andaram na lua então, o nosso amigo brasileiro não é astronauta e sim cosmonauta, pois andou pelo espaço e não no astro, ou seja a lua.

  8. Tenho um Produto, sem similar no Mercado, sobre o qual disponho farta documentação a respeito de sua eficiência. Ao ler sobre o imã, que desconhecia, assaltou-me um imediato insite: O Produto – que é gerador de diversos outros “produtos-satélites” com igual tecnologia e “n” funções exclusivas – adquiriria uma potência muitíssimo mais imbatível do que a atual se utilizasse o referido imã, do meu total desconhecimento. De imediato, ocorreu-me a possibilidade conversarmos sobre. Entre os “produtos-satélites” – todos com funções sociais de extrema importância contemporânea, dois destinam-se também ao uso das Forças Armadas e de Segurança em geral (fins utilitários e pacíficos). Poderemos conversar a respeito, caso isso venha parecer importante a ti e ao teu pai. Aguardo contato no e-mail não publicável.

  9. Não sei se obtive sucesso em meu comentário anterior. Como entendo apenas Inglês coloquial, e pouco, repito:Precisava um contato contigo. É importante, pois disponho de um Produto sem similar, com farta documentação de eficiência no Mercado. De imediato, ao ler sobre o imã assaltou-me o insite; O Produto e seus “Produtos-satélites”, com funções distintas e igual tecnologia, adquiririam muitíssimo mais potência. Se interessar, aguardo contato via o e-mail indicado.

  10. Caro Philipe:

    Sua explicação está correta. Apenas complementando, a corrente parasita que causa o fenômeno de frenagem magnética é conhecida como “corrente de Foucault”.

    O movimento descendente do imã gera a corrente de Foucault no corpo do tubo, que por sua vez gera um campo magnético oposto, frenando o imã.

    O melhor efeito é obtido em materiais metálicos, mas não magnetizáveis (cobre ou alumínio).

  11. CARA ESSE PROFESSOR E O MAXIMO SÃO PESSOAS COMO ESTA QUE ME FAZ TER UM ENORME ORGULHHO DE SER BRASILEIRA OLHA SE EU TIVESSE DINHEIRO DARIA OS CINCO MILHOES PARA O PROJETO PO CADE O EIKE BATISTA INVESTE AI CARA POS ESSA SIM E UMA PROXIMA VALE! vamos brsil vamos apoia este projeto maravilhoso e o melhor nosso estamos precisando de novos santos dumont, pARABENS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!muito lindo …va en frente seu projeto ja e sucesso.

  12. Esses são os chamados imãs terra? Tinham desses nos laboratórios quando eu fazia Física (não me formei), e eram de distorcer (se não f…) a imagem dos monitores por perto, e os usavam para acelerar bolinhas de metal. Esses imãs tem um força impressionante. Adoraria ter um desses em casa…0_0

    Gostei do seu relato do projeto Maglev. Não tenho mais informações sobre o assunto, mas se for verdade, e se vcs realmente mostraram isso pros militares, não poderia haver notícia mais feliz. ^^

    Um abraço

  13. _ Valeu Rodrigo; é de matérias(MUITAS)assim que estamos precisando… com urgência! Quanto ao “CARA”(não o seu pai) a que se refere, é uma simples marionete na mão de um bando de picaretas. Neste país estamos todos FERRADOS!!!

  14. Depois de eu ficar empolgado com a tecnologia do “trem que flutua”, eis a grande dúvida: o que falta para implementá-lo nas metrópoles brasileira?

    • Bom, o trem está sendo construído. É um protótipo em escala real que vai operar na UFRJ. Após ser homologado em termos de segurança ele será colocado numa linha de 4km dentro da UFRJ para levar alunos gratuitamente entre as unidades do Fundão. Após isso, teremos todos os elementos para começar a ligar as cidades brasileiras e internacionais com o maglev.

  15. Incrível! Confesso que não entendo nada de física, mas sou um grande admirador de quem entende e tb sou um entusiasta por tudo o que pode vir a ser positivo para a sociedade de todo o planeta, principalmente se for ecologicamente correto. Espero sinceramente que os governantes esqueçam todo o egocentrismo, egoísmo, ganância e individualismo lhes são característicos e que finalmente pensem no bem de todos. Que a idéia de seu pai vá adiante e seja concretizada e que seu nome brilhe em nossa história. Estou louco pra ver isso funcionar. Parabéns MESMO!

  16. Fantástico!!! Algo realmente surpreendente, óbvio, simples, eficiente, factível, extremamente fácil de se empreender nas linhas de trem atualmente disponíveis sem ter que se preocupar com bitolas, tem tudo para ser realmente a inovação do futuro no transporte de massa. Pena que nasceu no Brasil. Será que não seria possível os governantes de grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro investirem numa ideia arrojada pelo uma vez na História?

  17. :shocked: 🙂 :sly: :] ;] :worry: :wow: :omg: :raisebrow: 😛 🙁 :X :meh: O_o :ohhyeahh: D: :argh: 😐 :$ :B 😎 😎 :*( :curious: x_x :gasp: =D :happy: :/ 😀 :injured: 😆 :lol2: :love: :X

  18. Nossa nossa, quem diria que em nosso pais haveria pessoas capazes de revolucionar o meio de transporte….
    Cara eu quero parabenizar sei pai, não não na verdade tenho que agradecer né ?, não não não o brasil tem que agradecer, agora melhorou né ? rsrsrsr.
    Ficou imaginando o MAGLEV aqui em SP, tipo por cima do tiete, o que acha ???
    Só fico triste pela mídia não mostrar esse grande projeto BRASILEIRO para nosso povo e para o mundo, isso é motivo de orgulho para nosso pais.

    Siga os passos de seu pai com toda vontade e nunca desamine, pois creio que ele sofreu muito para chegar onde chegou.

    Haaa alguém chame o presidente e apresente essa maravilha de projeto brasileiro.

    Meus cumprimentos .

  19. pelo o que sei, o imã induz uma corrente no tubo, o que gera um campo magnetico que tenta impedir a queda do ima
    queda do ima = variação do campo magnetico, o que gera corrente

  20. MUito legal e sua explicação tambem.
    Fiquei com uma duvida em relação a lei de Lenz,no seu exemplo da barra, ao afastar a barra o ima exerce alguma força “segurando a barra”?

  21. Parabéns, Philipe. Aqui, mais um brasileiro torcendo para que esse fantástico projeto seja implantado no Brasil e no mundo. Vocês honram a ciência brasileira.

  22. Philipe você e seu pai estão de parabéns,este por usar sua inteligência para o social e você por ser o relacões públicas mais dispojado que já conheci; além da demonstração de amor e admiração do pai cientista, unindo assim gerações por servirem de exemplo na mídia.

  23. Philipe você e seu pai estão de parabéns,este por usar sua inteligência para o social e você por ser o relacões públicas mais dispojado que já conheci; além da demonstração de amor e admiração do pai cientista, unindo assim gerações por servirem de exemplo na mídia. 😀

  24. Estive lendo que o custo maior para a construção do trem bala brasileiro se deve à construção da linha, pois serão necessários vários viadutos, túneis e coisas desse gênero. Um trem fabricado a partir dessa tecnologia “anti gravitacional” seria mais barato ao longo do tempo, mas em quê, especificamente, ficaria mais barato no processo de fabricação das linhas, ou seja, da ferovia? E qual seria o impedimento para uma troca posterior de tecnologia, no caso de já estar construído o trem bala quando esta “nova” tecnologia estiver, efetivamente, sendo utilizada no Brasil?

    • O maglev cobra é tão leve que a estrutura necessária para ele passar pode ser uma passarela de pedestres. Nenhum trem no planeta exige tão pouca estrutura de engenharia civil. Imagine isso na distancia total do percurso e dá pra entender porque é bem mais barato. Além disso ele não tem desgaste de linha, sobe rampas de até 15%, na versão urbana ele consegue fazer curvas com raios minúsculos, como 30m! E não precisa de 30km de distância para parar, como o TAV.
      Ele também não libera calor e não queima combustível. O mais estranho é que não é a questão da alta tecnologia que tem o maior impacto no preço. É o design. É o design do veículo que faz ele tão barato.
      Quando falamos em Maglev Cobra falamos em veículo maglev urbano de baixa velocidade. (entre 20 e 180km/h) e quando falamos em maglev rio-Sp falamos da versão nacional do Transrapid.

  25. muito bom,muito mesmo!
    como um grande intusiasta dessa `nova` tecnologia eu tambem aplaudiria em pé alguem que quer levar essa idéia a sério no Brasil.
    parabens e quando já estiver funcionando, eu tô dentro!!!!!
    =]

  26. Nossa !!
    Isso é mesmo maravilhoso! Seu pai está fazendo um grande trabalho ! em nome da Ciência !
    Mande Parabéns ao seu pai ! Ele é um grande homen !
    Estou muito enteressado em saber mais será q você não poderia entrar em contato comigo ?
    [email protected]
    Parabéns !
    Abraço

  27. poxa… parabéns!
    agora… eu gostaria de saber se esse
    projéto já foi repassado para os nossos governantes,e se já,qual a resposta perante a isso!!
    + uma vez, PARABÉNS!

  28. Philipe, parabens pela tua explanação e tens razão de dizer que teu pai “é o cara”. Lí todos os comentários e o que vi nos links não me deixou espantado mas maravilhado com a capacidade extrema destes engenheiros abnegados da vanguarda tecnológica que não só trabalham nos laboratórios mas num duplo expediente tentando provar aos tecnocratas e políticos de plantão que as soluções desenvolvidas não só podem, como devem, ser utilizadas para resolver os problemas reais e atuais do país. Pena que mesmo com toda publicidade haja muito entrave pois tem muita gente grande envolvida em obras faraonicas e ultrapassadas como o metrô, em todas as capitais brasileiras.
    Bom, façamos a nossa parte. Espalhemos estas noticias boas por todos os lugares onde passarmos; este é o único caminho para que as pessoas que tem a caneta na mão não possam alegar desconhecimento.
    Mais uma vez parabens e esteja certo que vou pesquisar mais inclusive sobre as demais aplicações tais como mancais porque são infinitamente maravilhosos os benefícios frente à tecnologia que ainda usamos atualmente!!

  29. Show de bola , implantar e que e o X do problema , nossas usinais nucleares são obsoletas e estão ai, nosso porta avião e de terceira mão e mais facil o botafoço ser campeão brasileiro do que esse projeto ser implantado aqui vende para os japoneses, ingkleses e americanos depois eles dizem que e deles , o americano não diz que inventou o avião , ele e o cara mesmo e dos bons

  30. Não ha nada magico apenas uma ilusão para as pessoas que não estão conscientesde do que acontece, O que acontesse: o objeto menor e solto eque cai pela ação da gravidade naturalmente na vertical apenas a camera filmou a imagem que é posta para assistir na horrizontal não vi nada apenas a força da gravidade agindo naturalmente

  31. Parabens pela materia, muito interessante, e parabens a seu pai pelo esforço de tentar abrir a mente obtusa de politicos e autoridades brasileiras.

    Documente tudo o que vocês tem feito, e se possivel, coloquem estes videos no youtube, que é uma ferramentea de divulgação poderoa. Nunca tinha escutado falar antes sobre este projeto de seu pai, acho que assim como eu, muitas pessoas desejarão saber mais sobre o tema!

    Grande Abraço!

  32. Desde de moleque sou fascinado por imãs, decadas depois surgiram estes projetos nos quais o magnetismo possui uma ulltilização pratica mas sempre para um futuro proximo…como uma quimera.Falamos de nossos “governantes como se fossem pessoas alheias a nós esquecendo que pessoas como cada um que escreveu aqui foi um pouco responsavel por elas estarem governando; no dia da eleição assumam a responsabilidade e não sejam como “eles” os outros que não são outros.

    • Verdade mesmo. Falou tudo.
      Outra coisa, os políticos em sua ampla maioria amam a idéia do maglev, porque são pessoas e pessoas gostariam de ver este tipo de coisa acontecer. As pessoas que tem interesses econômicos contrários é que torcem o nariz. Mas aos poucos seus argumentos vão minando, minando e eles ficam sem ação. O papel de cada um de nós é fundamental. É apoiar e torcer a favor. Não parece, mas isso tem uma força incrível. Não existe interesse financeiro que possa suplantar o desejo popular. Embora sejam os políticos que decidam a implantação ou não do Cobra, é o povo que tem o poder de pressão.

  33. NOssa super interessante, já fiquei imaginando as coisas que posso fazer com um pouco desse imã, brinquedos, shows, apresentações, é o futuro, eu já tinha pensados em alguma coisa antigravitacional para fazer desing de objetos de enfeite, brinquedos, patins… onde eu consigo isso, com quem eu falo? eu não tenho o poder mas tenho as idéias…

  34. Philipe,
    A cidade de Poços de Caldas, MG possui um monotrilho, não acabado, mas com mais de 3km já construídos, assim como muitas estações, para a instalação de um aerotrem que não sei se algum dia chegou a operar. O que me ocorreu foi que, talvez, interessasse ao seu pai associar-se à prefeitura de Poços de Caldas e, ao invés de testar o maglev no circuito de 112 metros, testá-lo em circuito maior (além, é claro, de economizar em custos, uma vez que a estrutura já está pronta!!!), testando, ainda, a viabilidade de se instalar o sistema em linhas pertencentes a outros meios.
    Faça a sugestão a seu pai.

  35. E nem precisa falar que os aplausos de pé são mais do que merecidos. O trabalho que seu pai desenvolveu, e se não me engano, agora você participa é fantástico.Se realmente sair do papel, como é certo que vai, revolucionará os transportes no Brasil. Muito sucesso para vocês. Parabéns.

  36. 😐 :$ 😎 =D D: D: D: :ohhyeahh: :love: :happy: 😀 😆 ;] :] :shocked: 0_0 :shocked: :shocked: :shocked: :shocked: :shocked: :shocked: :shocked: :sly: :] :wow: :wow: ;] :] :shocked: :argh: :*( :gasp: :/ :love: O_o 🙁 😛 😛 😛 😛 😛 😛 😛 :raisebrow: :omg: :omg: :omg: :omg:

  37. Philipe,

    A hora é agora.
    São Paulo 28-04-2009 – Governo e prefeitura anunciam construção do Expresso Tiradentes
    Ex-Fura-Fila, projeto deve estar concluído em 2012; trens irão até o extremo leste da capital.
    ( http://sptv.globo.com/Jornalismo/SPTV/0,,MUL1101903-16576,00-GOVERNO+E+PREFEITURA+ANUNCIAM+CONSTRUCAO+DO+EXPRESSO+TIRADENTES.html)

    Seria uma boa idéia se nos mobilizássemos pedindo ao programa Antena Paulista da globo em São Paulo(www.g1.com.br/sptv) uma série de reportagens a respeito da viabilidade de instalação do maglev cobra nesse trecho.
    Peça a todos aqueles com quem tem contato para que escrevam.
    É só entrar em “fale conosco” e mandar a sugestão ao Antena Paulista.
    Eu acabei de mandar a minha sugestão. Aí vai ela :

    O Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo acabam de assinar convênio para construir linha de trens no trecho final do Expresso Tiradentes.
    Eu gostaria de sugerir uma série de reportagens a respeito do novo trem Maglev-cobra, tecnologia nacional, 100% (!!!) limpa e custo igual a 1/3 do custo de construção do metrô convencional desenvolvida por técnicos da UFRJ e que começa a ser testado na llha do Fundão em breve.
    Trata-se de trem impulsionado por magnetismo (tecnologia semelhante ao do trem-bala japonês), porém capaz de fazer curvas de raio de 30 metros (ao contrário dos demais trens deste tipo, que necessitam de curvas de, no mínimo, 2km de raio), dessa maneira, tornando-se viável em áreas urbanas como meio de transporte de massa.
    Mais informações sobre o maglev-cobra:

    http://www.lasup.com.br

    http://www.mundogump.com.br/category/tecnologia/maglev/

    • Interessante. Tudo que vier para somar só ajuda a causa.
      Faltou dizer que o Maglev Cobra consegue subir rampas de 15% (coisa que nenhum outro trem faz, nem com magia negra)

  38. Philipe!
    Convença teu pai a entrar em contato com o Eng. Mauri Adriano Panitz, de POA. Ele é meu amigo da época do ginasio e vestibulares (1956-7-8) e 1962. Ele foi eng. da pref de POA e pode influir para usarem o MAGLEV no lugar de linhas de METRO em POA e regiao metropolitana de Porto Alegre. Da para traze-lo até a COPPE e apresentar o projeto. Eu fui aluno da COPPE em 68, e aprecio muito o trabalho dela e seus engenheiros. Nem precisa citar meu nome. Ele pode achar que estou pressionando-o. Felicidades.

  39. Isso dá pra fazer amortecedoer de carro? já pensou, que legal? Dai não vai ter escapamento de fluido ou de outro componerete!
    Uma vez guardei dois imãs grudados por muito tempo, Sabe o que aconteceu? eles se fundiram e tornaran-se uma peça só. Fantastico né?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares