Videogame mata? 10 mortes ligadas aos videogames

Voc√™ acha que videogame mata? Eu como f√£ de videogames, n√£o gosto da id√©ia de algu√©m pensando que o mesmo pode matar algu√©m. Mas de fato, tenho que reconhecer que existem mortes diretamente associadas aos videogames. Vejamos: 1- Morreu por jogar Starcraft Em 2005 um homem sul coreano chamado apenas como “lee” jogou tanto o …

Leia maisVideogame mata? 10 mortes ligadas aos videogames

O tubo antigravitacional

O Gilberto Canabarro me escreveu enviando este link do “tubo antigravitacional”. Ele me perguntou se eu -um cara que mexe com efeitos digitais e que trabalha com o trem que levita – saberia dizer se isso √© 3d ou n√£o. Ora Bolas. Assista ao video. Voc√™ acha mesmo que soltando umas pecinhas de metal dentro …

Leia maisO tubo antigravitacional

Top 5 Cag√Ķes sensacionais

Antes de come√ßar o post, vamos definir o termo “cag√£o” usado aqui. N√£o me refiro a algu√©m com disfun√ß√Ķes intestinais, mas sim aquele tipo de sujeito que tem tanta sorte que √© capaz de tirar dez num dado de seis lados. Todo mundo conhece algu√©m assim. Vamos l√°, puxe pelas lembran√ßas e voc√™ ser√° assaltado …

Leia maisTop 5 Cag√Ķes sensacionais

O samurai

O cara aparece com duas premia√ß√Ķes no Guiness Book. Uma √© a de conseguir cortar nada menos que 1000 rolos de esteira em 36 minutos e 4 segundos. O outro √© de conseguir dar mais golpes num rolo de esteira sem base fixa. Ele conseguiu dar 7 cortes sem o bagulho cair. De fato, temos …

Leia maisO samurai

Uma f√°brica de brinquedos na China

O tão esperado dia das crianças vem chegando e com ele, o sonho de brinquedo de muitos bacuris se aproxima da realidade, ou da decepção, em certos casos.

√Č ineg√°vel que os pais, pelo menos os da classe m√©dia, s√£o altamente afetados por este tipo de marketing que gerou o dia dos pais, dia das m√£es, dia das crian√ßas, e agora quer implantar o “dia da sogra” como uma data presente√°vel.

Como se j√° n√£o fosse suficiente a p√°scoa e seus ov√Ķes de chocolate (a m√≠dia e o marketing querem que voc√™ pense que quanto maior o ovo, maior seu amor pelo presenteado) o natal e seus milh√Ķes de comerciais com velhinhos de √≥culos sorrindo com panetones ou chester bolinha nos bra√ßos, o ano novo e suas roupas brancas com detalhes em prata, e as cores da moda para atrair de tudo, menos desgra√ßa, o carnaval e a cerveja, e seus pacotes de viagem, seus hot√©is com traslados, os ingressos, os abad√°s e as lembrancinhas de lugares long√≠ncuos o in√≠cio das aulas e os materiais, cadernos, mochilas, livros. As √©pocas de gastan√ßa se espalham pelo ano.

O fato, meus amigos é que somos engrenagens de uma maquina que não se sustenta. Uma bicicleta gigante que está em permanente pedalar para não cair. Somos forçados pela lei do consumo capitalista. Bem, isso não é necessariamente uma constatação tão ruim, uma vez que, sob certos aspectos, até na natureza o consumo é praticado. Pelos menos nós já saímos da fase de consumir uns aos outros.

Aí vem a pergunta fatídica : Será?

Leia maisUma f√°brica de brinquedos na China