27 Comentários

  1. Diego Borges

    Então esse é o visual da cadeira? Tava imaginando algo mais rústico.

    Responder
  2. Yan Magno

    HAha tava com duas abas abertas.. A busca de Kuran e Os Outros.. quando derrepente sai a cadeira obscura kkk seu mal vou morrer de tanto ler huhuehue

    Responder
  3. José Patrocínio da Silva Júnior

    Cara… toda semana eu volto aqui para o site e leio mais um pouco. Virei seu fã.
    Agora, teorias a parte, eu comecei a ler “A caixa” (estou agora na parte 13) e me veio uma dúvida. Há uma relação entre o acontecimento ocorrido com Anderson de “A caixa” e o ocorrido com Renato durante a noite da banheira?

    Responder
      1. José Patrocínio

        Tudo se passa em um só universo?
        Cara, tô achando muito bacana seus contos, Na boa, fazia tempo que eu não lia algo que me empolgava tanto.

        Responder
  4. Alex Hellsing

    Philipe, tem uns erros de digitação ai no ultimo parágrafo ehsuehsuhes Davi?

    Responder
  5. Marcus

    Philipe, é impressão minha, to viajando ou tem uma silhueta de bode no encosto da cadeira?

    Responder
  6. Rodrigows

    O conto termina bem no momento onde se cria uma expectativa muito grande, mandou bem.
    Procurando aqui, vi que essa cadeira existe mesmo.
    Para quem tiver curiosidade o artista é Michel Haillard. Ele já fez vários moveis bem macabros hahahah
    abraços

    Responder
  7. Carlos Dente

    Cara, o Leonard PRECISA aparecer nesse conto! Que tal uma participação especial?

    (Mesmo qu’ele não apareça, essa história entra para a saga dele…)

    Responder
      1. Carlos Dente

        Bom… Aparecendo ou não, a sensação é sempre de que ele está por perto.

        Responder
  8. Carlos Dente

    Aliás… Tem (me ajude se esqueci algum, por favor) ‘O Caçador’, ‘A Busca de Kuran’, ‘A Caixa’, ‘As Crianças da Noite’, aquele conto em que ele ensina um monge a criar vida (qual o nome desse, mesmo?) e, agora, ‘A Cadeira Obscura’.

    Se um dia saísse uma coleção, poderia ser incluído até aquele conto do cara que faz tudo para obter um pacto com o Demônio, para explicar um pouco “como as coisas funcionam”.

    Responder
    1. Carlos Dente

      “(…) aquele conto em que ele ensina um monge a criar vida (…)” = ‘Trevo’ (lembrei!).

      Responder
  9. Mariana

    Caramba…
    Seus contos viciam.
    Todos os dias eu acordo ansiosa para saber se vai ter mais alguma parte para eu ler na hora do almoço, no trabalho…

    Responder
  10. Carla

    cada capítulo que passa, eu vejo o cara mais ferrado, e mais longe de imaginar como ele vai se livrar da encrenca… afinal, ele escapa vivo, o conto começa com ele numa mesa de bar contando o “causo”…
    Eu imagino que seja algo do tipo O Chamado, em que ele fica com uma maldição, e pra se livrar dela, tem que passar adiante. Tipo, a sina passa pro cara pra quem ele tá contando lá no primeiro capítulo.
    Acompanhando ansiosamente cada pedacinho!!

    Responder
  11. Amaral

    Muito bom. Só uma dica: conta sobre o q houve na vila após a demolição do casarão.

    Responder
  12. Marluce Tana

    Cade o capitulo novoooo =( estou entrando em abstinencia ja! nao consigo nem pensar direito kkkkk entro de manha, no almoço, ate na hora de dormir pra ver se colocou o novo capitulooo…kkkkkkk vai ter que lançar uns 3 de uma vez pra compensar kkkkkk
    #BD#PCC

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.