Uma ilha que muda de país a cada seis meses

Pode parecer curioso imaginar que existe um território no mundo que literalmente é um território que troca de país a cada seis meses. Geralmente as questões territoriais podem resultar em conflitos, crises diplomáticas e até guerras, mas esta curiosa ilha, chamada Ilha dos Faisões, durante metade do ano pertence à Espanha e na outra metade, pertence à França. Numa boa. Isso ocorre porque esta pequena ilha está bem na divisa dos dois países, e assim se convencionou que ela seria dos dois. Não cortaram ela no meio, nem negociaram para ela ser de um dos dois, como costuma ocorrer nesses casos.

Localizada no rio Bidasoa, a fronteira natural entre a Espanha e a França, a Ilha dos Faisões é um pedaço de terra deserta e sua história e status político é bastante fascinante. Pode não parecer muito hoje, mas centenas de anos atrás foi onde a Guerra dos Trinta Anos entre a Espanha e a França finalmente terminou. Os dois países enviaram dois de seus mais importantes dignitários exatamente a esta ilha para negociar, com seus respectivos exércitos reunidos em ambos os lados do Bidasoa, caso as coisas “dessem ruim”.

Somente após 11 anos e 24 cúpulas de debates depois, um acordo foi fechado e a Ilha dos Faisões tornou-se o menor condomínio do mundo, sob a soberania conjunta das duas nações.


Foto: Zarateman/Wikimedia Commons

Quando a França e a Espanha decidiram encerrar sua longa guerra, a Ilha dos Faisões tornou-se uma metáfora para uma paz duradoura. O rei francês Luís XIV casou-se com a filha do rei Filipe IV, Maria Teresa da Espanha, e nessa pequena ilha, um monumento para comemorar o acordo histórico foi construído no centro dela e, o mais importante, foi decidido que, a partir daquele momento, ambos os países teriam a custódia conjunta do território por seis meses em um ano. Uma solução civilizada.

Desde 1660, quando o acordo histórico foi firmado, a Ilha dos Faisões pertence à Espanha de 1º de fevereiro a 31 de julho de cada ano e à França na outra metade do ano. Os visitantes só são permitidos na ilha em raras ocasiões, como a cerimônia de entrega bianual ou em raros passeios pelo patrimônio. Fora isso, funcionários das prefeituras de Irun, na Espanha, e Hendaye, na França, vão se aventurar semestralmente na Ilha dos Faisões para trabalhos de limpeza e jardinagem.

Os Comandos Navais da Espanha e da França são responsáveis ​​pelo monitoramento da Ilha dos Faisões, portanto, durante seus seis meses de propriedade anual, as tripulações desembarcarão nela a cada cinco dias.

Sem duvida é uma ilha muito curiosa, quase tão curiosa quanto as ilhas que estão uma ao lado da outra mas uma em cada dia e dá pra literalmente viajar no tempo nelas. 

fonte

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertismentspot_img

Últimos artigos