Rock do Chupacabra

A musica do IEA

Esse é um post apenas para avisar que atendendo a pedidos fiz um daqueles rocks com o tema do chupacabras. Coloquei um metal sinfônico com aqueles gritos de coral para dar um drama no negocim.
Aqui está. Em homenagem ao meu amigo Machado, coloquei o nome do livro dele como refrão: “Olhos de dragão”.

eu também já fiz o do Caso Varginha e da Operação Prato

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

    • Eu achei um pouco chato tb, na moral, hahahaha. Ele ficou muito repetitivo, criando repetições que eu nem mandei fazer.
      É que a versão 3.5 parece estar cagada. Ele agora permite musica de ate 4 minutos por geração, mas diferente da 2.5 e da 3, ele quer usar a porra do tempo todo. Às vezes a musica precisa acabar antes, mas ele não entrega, ele fica baixando e aí entra num esquema de falar, e depois volta a batida, aí sai do ponto do corte e chega nos 4:00 ele corta seco no meio de uma palavra, fodendo a musica. Mas em termos de arranjos ele deu um ganho que já acho impressionante da ultima versão pra essa. Está pra sair a 4. Vamos ver. As musicas estão bem merda, pq eu estava usando free com varios emails diferentes, então não tinha créditos para ajustar. É capenga demais tentar criar assim. Depois dessa musica eu resolvi pagar essa bosta para poder criar melhor e tb poder trocar insights e sugestões com a equipe de devs. Ainda está muito longe de um bagulho real, mas é divertido e impressionante a velocidade com que esta evoluindo.
      Eles tb precisam resolver um problema de degradação de audio em tempo longo, que o Eleven Labs conseguiu superar. Vai ficando granuloso o som, como um ruído branco. Nessa musica da pra notar claramente, pegando o verso final e comparando com o primeiro.

      Outro entrave que eu noto é que o processo de criação é bem limitado. Tu escreve a letra, coloca algumas strings pontuais (que quase nunca ele respeita, é de veneta, se a IA estiver de bom humor, vai) e ela tenta achar um jeito de musicar aquilo ali, mas como ela parte da letra para a musica. você não pode voltar e ajustar a letra depois que ela fez o arranjo. Aí fode com tudo. É tipo um tiro só pra matar, não matou tu tem que caçar outro bicho. Vai sair outra musica COMPLETAMENTE diferente. Às vezes era só mudar um compasso de um verso. Não tem como. Clicou em gerar, gerou. às vezes eu fico putaço, vai indo bem aí chegar no final ele alucina e fala em língua alien.
      Outro problema, ele só faz de letra pra musica. Não consegue fazer de musica pra letra. às vezes eu gosto mais de escrever sobre uma melodia, mas ele não consgue fazer assim. Isso gera musicas menos melódicas no meu ver. Pra mim, esse é um desafio grande que vão precisar enfrentar.
      Tá na pré-história do negócio ainda, eu sei, mas é cansativo e demorado. Então, eventualmente a peça ficar grande demais ou ate meio chata, é parte do aprender a lidar com o Suno.
      Agora por outro lado, eu fico de queixo caído com uma coisa ou outra lá, porque tenho amigos do ramo e sei o que custa para fazer uma musica. É uma FÁBULA de dinheiro! Essa porra consegue colocar uma parada que ok, não é a mesma coisa de um estúdio da Sony Music, mas porra é MUITO FODA PRA CARALHO para o preço que é.
      E tipo, não vamos esquecer que a indústria musica esta empurrando isso aqui pras pessoas como um produto validado hoje:
      https://x.com/mspbra/status/1799873368457421153

      Se eu botar um chimpanzé surdo clicando botões aleatórios no suno, sai musica melhor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertismentspot_img

Últimos artigos