Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

De um certo modo, eu gostaria que algumas coisas não mudassem.

Eu queria que elas se mantivessem naquela faixa de conforto onde nós não temos medos nem preocupações. Em certos momentos eu queria acordar do pesadelo do real e descobrir que o mundo é bem diferente do que parece ser. Mas as coisas não são assim e infelizmente, para o  bem ou para o mal, as coisas mudam e nos obrigam a mudar com elas.

Veja você. Aqui estou eu, envergonhado em dar prosseguimento a esta história que tanto aborrecimento me gerou, tanta desgraça, tanta insensatez para o deleite e divertimento de uns poucos. Eu me sinto agora como um infeliz lemingue  que se percebe caminhando na direção do abismo. Como um lemingue, eu sigo meu destino invisível rumo ao desconhecido. As pessoas que não conhecem os motivos, as pessoas que não sabem da verdade, as pessoas agraciadas com a bênção da ignorância de certas verdades inconvenientes poderão não compreender os meus motivos.

Tudo bem. Se você não compreender, é sinal que esta verdade não é pra você. Embora eu tenha pensado muitas coisas para contar na parte 7 do relato, não há muito o que dizer além disso. Se você não entendeu, sorte sua.

AVISO: O RELATO DE UM MIB  É UMA OBRA FICCIONAL

O Relato de um Mib parte 7

Comments

comments

De um certo modo, eu gostaria que algumas coisas não mudassem.

Eu queria que elas se mantivessem naquela faixa de conforto onde nós não temos medos nem preocupações. Em certos momentos eu queria acordar do pesadelo do real e descobrir que o mundo é bem diferente do que parece ser. Mas as coisas não são assim e infelizmente, para o  bem ou para o mal, as coisas mudam e nos obrigam a mudar com elas.

Veja você. Aqui estou eu, envergonhado em dar prosseguimento a esta história que tanto aborrecimento me gerou, tanta desgraça, tanta insensatez para o deleite e divertimento de uns poucos. Eu me sinto agora como um infeliz lemingue  que se percebe caminhando na direção do abismo. Como um lemingue, eu sigo meu destino invisível rumo ao desconhecido. As pessoas que não conhecem os motivos, as pessoas que não sabem da verdade, as pessoas agraciadas com a bênção da ignorância de certas verdades inconvenientes poderão não compreender os meus motivos.

Tudo bem. Se você não compreender, é sinal que esta verdade não é pra você. Embora eu tenha pensado muitas coisas para contar na parte 7 do relato, não há muito o que dizer além disso. Se você não entendeu, sorte sua.

AVISO: O RELATO DE UM MIB  É UMA OBRA FICCIONAL

O Relato de um Mib parte 7

Comments

comments

Eu dei duro aqui

Com 15 anos de sangue suor e lágrimas, eu me esforcei para fazer um dos blogs mais antigos e legais do Brasil. Mis de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários, mais de 20 livros, canal, programa de rádio, esculturas... Manter isso, você pode imaginar, não é barato. Talvez você considere me apoiar no Patreon e ajudar o Mundo Gump a não sair do ar.
Ajuda aí?

Conheça meus livros

error: Alerta: Conteúdo protegido !!