Meu computador morreu

Na sexta passada, eu estava trabalhando todo feliz, escrevendo um novo capítulo do Experimento Carlson, quando… PUF.

Tal qual a linda música Roda-viva do Chico Buarque,

“Faz tempo que a gente cultiva, a mais linda roseira que há, mas eis que chega a roda-viva e carrega a roseira pra lá.

A musica é linda, mas a minha realidade é que soltei um deselegante “PUTA QUE O PARIIIIU”.
Computador com nobreak que apaga do nada é certo que deu merda na fonte. Mas não, a fonte tinha dado merda meses antes, então não era ela.
E assim, dei com minha ingrata no fato de que estava diante duma cataclísmica desgraça na forma de um curto na ponte-sul da placa mãe. Investigando vi outras pessoas que passaram por similar calvário com o mesmo modelo. Depois de diversas tentativas variadas de ver se ligava e constando o falecimento sem chance de ressureição, me conformei e vivi meu luto.
Era uma boa placa, essa da ECS. Ela foi lançada em 2009, e eu comprei ela em 2010, quando montei meu primeiro pc para 3d que era um verdadeiro “capiroto” naquele tempo. Pra se ter uma ideia um pc com 18 fucking giga de ram. Nesse tempo um pc normal devia ter sei lá, 4?
O processador era um intel que não lembro de cabeça o modelo e estou com preguiça de dar seis passos para ir ali olhar.

Morreu? Morreu. Antes ele do que eu!

O meu gabinete é esse aí. Olha que lindo esse monte de led, né?

A solução foi me endividar e comprar uma placa mãe nova para montar no gabinete FODA que eu tenho aqui. Realmente é foda mesmo. Meu gabinete é um Aerocool 500 que não tem presepada nenhuma de arvore de natal e nem parece um embrião de transformer com câncer. E ele nem é do caro.

Meu novo pc agora foi montado em AMD. Na real, eu estava com uma preguiça do caramba de ficar lendo sobre hardware, que é um treco cheio de variações, chipsets, versões, características tão variantes que a sensação é de precisar fazer uma pós-graduação só para poder comprar um computador novo.  Como eu trabalho com 3d, eu fiz o seguinte, fui no fórum do zbrush, e olhei lá qual era o treco mais cavalo que eu podia ter para rodar o Zbrush, que é quase que um computador da NASA, e dali eu fui descendo até achar algo que cabia no meu “não-orçamento”.

 

Minha nova placa é essa aqui.

E usei nela um processador AMD Ryzen 5 5600G. Não é o mais top que dá pra usar nela, mas considerando que estou sendo obrigado a gastar um dinheiro que eu não tenho, não dá pra jogar água fora da bacia.

Ryzen com video integrado

 

As memórias botei um kit Fury DDR4 de 32 giga, na forma de dois pentes de 16gb, pq isso melhora a performance.

Segundo dizem, dois de 16 é melhor que um de 32. Por que é assim, vou falar a verdade de que eu nunca parei pra perguntar, apenas entubei isso como um fato sacrossanto da tecnologia, e segui com minha vida. Mas deve ser pq assim ele opera em dois canais de alimentação, e não dá gargalo na memória.

Agora falando de armazenamento, a realidade é que essa é uma parte meu setup complicada pq eu tenho UM MONTE de Hds. E alguns estão dando pau. Eu tenho hds de bakup e hds de bakup do bakup. E hd de bakup do hd de bakup do hd de bakup.  Eu fiquei paranoico quando perdi num só dia dois hds da seagate e tive que pagar para uma empresa recuperar dados.
Então eu aproveitei para remover um Hd que está com setor defeituoso, funcionando no dia que ele quer e trabalhando menos que político na sexta-feira.

Eu troquei esse Hd de 500gb por dois SSds.

Bagulho rápido feito o catiço, somente para o SO

E um outro kingston de 960 gb só para guardar os programas.

 

Infelizmente não vou poder tão cedo mudar minha placa de video. Felizmente o Zbrush não usa praticamente nada em GPU. Em contrapartida, ele bebe é memória e processador como um Maverick bebe gasolina.

Hoje eu montei essa bagulheira toda, e levei um susto com a velocidade BRUTAL com o qual meu computador entra no windows. É tipo dez segundos de ligar a começar a trabalhar. Antes, eu botava pra ligar e ia tomar banho.
Eu espero nem tão cedo voltar a olhar para a famosa mensagem de erro de memoria do Zbrush :

 

Bem, é isso, espero em algum momento futuro ganhar algum dindim para botar uma placa de video boa RTX, que embora o zbrush despreze, é uma ajuda bem importante para o render NPR.
tá aí a dica de presente, caso alguém aí do outro lado goste do meu trabalho ou tenha uma RTX encostada juntando poeira.

Computador funcionando, finalmente! Estamos aí, como dizia Willie Nelson, “On the road again”.


 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. Philipe GAMER veio aí?? Pra ver a compatibilidade de peças eu uso o pcpartpicker e qualquer dúvida sempre vou de duvidaemingles+reddit no google

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos