Lama

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Quando vejo na Tv
A tristeza me invade
Tenho visto tanta morte
Destruição pela cidade

Sangram ocre os morros verdes
Encostas que já não vejo
Já não sobra nem um teto
Em meio a lama, e o céu negro

Põe a culpa na natureza
O descaso me arrepia
Mas nada do que me prometem me faz perder a apatia

Eu só queria ter uma mata
Uma serra montanhesa
Pra rever meus companheiros
E aplacar minha tristeza
Segura firme moço lá vem a correnteza…
E vamos perder tudo, ficar na pindaíba
Senão chegar a morte
Ou coisa parecida
E te arrastar moço
na lama homicida

Eu só queria ter um barco
E uma política dinamarquesa
Pra valer o meu dinheiro
E não ver tanta torpeza
É o fundo do poço, falando com franqueza
E deixemos de coisa, traz os donativos
Senão chega tarde
Morrem de ansiedade
e o único colosso
é a solidariedade

É pau, é pedra, é o fim da cidade
É uma escorregada, é uma calamidade
É um povo varrido, pingos do temporal
É a noite, é a morte, é o abraço mortal
São os culpados de sempre culpando a monção
É a promessa de investir no próximo verão.

é a lama.
é a lama.
é a lama.

Comments

comments

2 respostas

  1. Já peço perdão antecipadamente por me basear na estrutura da musica Canteiros, do Fagner sobre a poesia de Cecília Meireles e Águas de Março, do Tom Jobim.
    Foi sem querer querendo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eu dei duro aqui

Com 15 anos de sangue suor e lágrimas, eu me esforcei para fazer um dos blogs mais antigos e legais do Brasil. Mis de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários, mais de 20 livros, canal, programa de rádio, esculturas... Manter isso, você pode imaginar, não é barato. Talvez você considere me apoiar no Patreon e ajudar o Mundo Gump a não sair do ar.
Ajuda aí?

Conheça meus livros

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.