Escamoles: O caviar mexicano de ovas de insetos no seu prato

Mexicano não raro come uns bagulhos que já me dá gastura só de pensar. Um desses pratos é o Escamoles, ou “caviar mexicano”. Basicamente, é um tipo de ova de barata de formiga, em conserva, que você come.

É muito nojento, mas ainda não sei se ele tem como rivalizar com aquele milho podre preto que eles adoram. Só na aparência ele já lembra algo saído das entranhas do alien em The Thing. Não tem como uma coisa com esse visual não ter um cheiro de defunto no sol.

comida nojenta
Sim, as pessoas COMEM isso.

 

Já os tais dos “Escamoles”, não é uma coisa tão imageticamente horrível assim. Se me dessem isso pra comer falando que é uma dessas sementinhas da moda, perigava eu provar.

Os escamoles são o caviar mexicano

Essas bolotinhas que lembram um arroz arbóreo são ovas de um inseto. É o tal do caviar mexicano.

O caviar Mexicano

Segundo a Wikipedia, Escamoles vem do espanhol: [eskaˈmoles] ; Línguas nahuatl:azcamolli, deazcatl‘formiga’ emolli‘purê’ ), conhecido coloquialmente como caviar mexicano ou caviar de inseto, são larvas e pupas comestíveis de formigas das espécies Liometopum apiculatum e L. occidentale var. lutuoso. Eles são mais comumente consumidos na Cidade do México e arredores.

Os escamoles são consumidos no México desde a época dos astecas.

Que gosto que tem o caviar Mexicano?

O sabor é descrito como amanteigado e de nozes, com textura semelhante à do queijo cottage.

Os insetos são parte da alimentação mexicana desde centenas de anos atrás. Comer insetos se chama “entomofagia“.

É normal que em feiras das cidades do interior se encontre bacias lotas de larvas e todo tipo de besouro colorido pra você fagocitar.

comida nojenta de insetos

Eu sinceramente fico pensando em quem foi o cara que olhou aquela barata bem na folha de uma planta e pensou: “Hummm que gosto será que tem esse bicho?”

Muitas culturas adotam a ingestão de insetos. Os insetos comestíveis têm sido usados ​​​​há muito tempo por grupos étnicos na Ásia,  África , México e América do Sul como fontes baratas e sustentáveis ​​de proteína. Até 2.086 espécies são consumidas por 3.071 grupos étnicos em 130 países.

As espécies incluem 235 borboletas e mariposas, 344 besouros, 313 formigas, abelhas e vespas, 239 gafanhotos, grilos e baratas, 39 cupins e 20 libélulas, bem como cigarras.

Sabe-se que os insetos são consumidos em 80% das nações do mundo.

A formiga cortadeira Atta laevigata (tanajura) é tradicionalmente consumida em algumas regiões da Colômbia e nordeste do Brasil . Na África Austral , a grande lagarta da mariposa Gonimbrasia belina , o verme mopani ou mopane , é uma fonte de proteína alimentar . Na Austrália, a larva de bruxa é consumida pela população indígena. As larvas de Hypoderma tarandi , um parasita de renas , faziam parte da dieta tradicional do povo Nunamiut.

Udonga montana é um inseto pentatomídeo que apresenta surtos populacionais periódicos e é consumido no nordeste da Índia, e comer elas ajuda a controlar um pouco a explosão populacional desses animais. Isso sem falar no mosca burguer das proximidades do lago Victoria, na  África!  Lá é feito esse hamburguer com moscas prensadas.   Cada hambúrguer de mosca contém aproximadamente 500 mil moscas, e o que me impressionou é que isso é até sete vezes mais nutritivo do que um hambúrguer de carne bovina!

moscaburguer
Dilícia!!!

 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. O cara que olhou aquela barata bem na folha de uma planta e pensou: “Hummm que gosto será que tem esse bicho?” deve ser o irmão do cara que pensou “E se eu comer essa coisa branca que saiu do c* dessa galinha?”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos