Como uma mulher enganou sua avó por 13 anos contratando uma atriz para se passar por sua mãe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Uma chinesa resolveu mentir para a própria avó, e até recrutar alguém para fazer o mesmo, por 13 anos. O motivo? Ela não queria partir o coração da velha.

A mídia chinesa recentemente apresentou a história comovente de uma jovem que decidiu enganar sua própria avó por mais de uma década, sabendo que a verdade seria demais para ela suportar. Cheng Jing, uma mulher de 46 anos de Xi’an, recentemente perdeu sua avó, que morreu na idade avançada de 100 anos. A vó de Cheng morreu sem saber que era enganada.  Nos últimos 13 anos de sua vida, ela acreditou firmemente que sua filha ainda estava viva.

A mãe de Cheng havia morrido em 2003, mas sabendo que a notícia devastaria sua avó, a neta recorreu a recrutar alguém para imitar a voz de sua mãe falecida pelo telefone para poupar sua avó desse sofrimento.

A mãe de Jing, Cheng Congrong, e sua avó sempre foram muito próximas e, mesmo depois que Cheng desenvolveu câncer de pulmão em 2003, ela ainda ligava para sua mãe sempre que podia para avisá-la de que estava bem. Sabendo que a idosa não tinha muito tempo de vida, a mãe de Cheng pediu a filha que mantivesse sua memória “viva” para sua vó. E a menina assim o fez. As duas gravaram dezenas de mensagens de voz e usaram isso para fazer com que a avó não se preocupasse.

Cheng Jing respeitou o último desejo de sua mãe e após sua trágica morte, e eles continuaram tocando as gravações que sua mãe haviam feito para a avó, dependendo da época do ano. Em alguns, Chen Congrong reclamava do tempo frio e lembrava a mãe de tomar o remédio diariamente, e em outros, aconselhou-a a se levantar da cama devagar pela manhã, para não perder o equilíbrio, e garantiu que faria uma visita assim que ela pudesse.

As mensagens de voz funcionaram por um tempo, mas Chen Jing logo percebeu que era apenas uma questão de tempo até que sua avó percebesse que as mensagens estavam ficando iguais. Ela então levou a estratégia de sua falecida mãe a um outro nível quando contratou uma imitadora profissional para replicar mais fielmente possível sua mãe e pediu que ligasse para a vovó e garantisse que estava tudo bem.

Mesmo essa estratégia começou a dar errado.

A imitadora Chen Weiping – a mulher a quem Jing se aproximou para imitar a voz de sua mãe  – praticou a voz de Congrong, mas aquele primeiro telefonema não saiu conforme o planejado. Assim que a velha atendeu, ela perguntou com quem estava falando, reconhecendo claramente que havia algo de errado na voz de “sua filha”.

Embora Chen Weiping insistisse que era sua filha, a velha não parava de perguntar quem estava do outro lado da linha. Chen Jing não teve escolha a não ser pegar o telefone e explicar que sua mãe havia pegado um resfriado e uma voz ligeiramente diferente por causa disso. Isso pareceu apaziguar a vovó e, daquele momento em diante, ela pareceu aceitar Weiping.

De alguma forma, Chen Jing, seus irmãos e a imitadora conseguiram manter a ilusão de que Chen Congrong ainda estava viva por nada menos que 13 anos!

Weiping ligava para a velha tão frequentemente quanto podia, oferecendo todos os tipos de desculpas de por que ela não poderia vir visitá-la. Certa vez, ela disse à avó por telefone que havia feito uma cirurgia cardíaca e não poderia ir.

Motivos de ordem cardíaca sempre amenizaram a pressão, pois a velha advertia “sua filha” para se cuidar e não se preocupar com ela. Todos os netos visitavam tanto quanto podiam, mas estava claro que a mulher de 90 e poucos anos queria ver sua única filha pessoalmente novamente. Infelizmente, isso nunca poderia acontecer, e Chen Jing nunca teve coragem de contar a ela.

Jing, seus irmãos e primos celebraram recentemente o 100º aniversário da avó; todos vieram visitá-la e até dispararam fogos de artifício em sua homenagem. Chen Jing, com os olhos marejados, disse recentemente a repórteres chineses que sua mãe era a única filha de sua avó e que ela havia sacrificado tudo por ela. Saber que ela havia morrido em 2003 teria sido demais para a velha, então ela não queria arriscar.

Jing lembra que, embora a avó parecesse feliz em ver todos eles, ela estava visivelmente desapontada porque a filha que ela não via há mais de uma década ainda não tinha voltado para casa para ela. Jing garantiu que sua mãe estava bem, apenas ocupada cuidando do bebê de sua nora, mas essa desculpa pouco agradou à velha.

Alguns meses depois de seu aniversário, a vovó faleceu, sem ver sua filha há quase duas décadas. Foi um final trágico para uma história de partir o coração e, embora Chen Jing admita que enganar sua avó não foi o ideal, ela acredita que foi a coisa certa a fazer, para poupá-la do sofrimento. A história se tornou viral na mídia social chinesa e derreteu o coração de milhões.

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.