fbpx

ciência, incrível, Tecnologia

Tecnologia de ampliação de imagem parece até magia

O sistema pega uma imagem de 64X64 pixel e cria uma imagem detalhada de 1024X1024. "Tecnologia suficientemente avançada não se difere de...

Escrito por Philipe Kling David · 2 Minutos de leitura >

Olha só esse negócio, que impressionante.

Quando se pega uma imagem de baixa resolução e você amplia, você joga um problema complicado para o computador resolver, ele precisa aumentar o nível de informação na ampliação. Mas se a imagem de baixa resolução contém  pouca informação, o que o programa faz é pegar a área da imagem, dividir por blocos de cor e tentar interpolar isso para ampliar. Isso resulta sempre em imagens borradas, porque, afinal, o computador não é nenhum gênio capaz de extrair dados do nada para completar o que falta numa ampliação.

Não era. Saca só a macumba:

Trata-se do SR3. Conforme o resumo do paper,

A pesquisa é uma abordagem à imagem S uper- R eSolution via R epeated Refinement. SR3 adapta modelos probabilísticos de difusão de redução de ruído para geração de imagem condicional e produz uma  super-resolução por meio de um processo de denoising estocástico. A inferência começa com ruído Gaussiano puro e refina iterativamente a saída ruidosa usando um modelo U-Net treinado na redução de ruído em vários níveis de ruído. SR3 exibe forte desempenho em tarefas de super-resolução em diferentes fatores de ampliação, em rostos e imagens naturais. Conduzimos a avaliação humana em uma tarefa de super-resolução facial 8 × padrão no CelebA-HQ, comparando com os métodos SOTA GAN. SR3 atinge uma taxa de confusão próxima a 50%, sugerindo saídas foto-realistas, enquanto GANs não excedem uma taxa de confusão de 34%.

Este é o resultado da ampliação simples. Ela aumenta borrando os pixels.

Como podemos ver no artigo original, quando se amplia uma imagem de baixa resolução, usando o sistema bicúbico, ela tradicionalmente fica borrada:

 

…Mas esse sistema de múltiplas varreduras chamado SR3, pode gerar um resultado surpreendente.

No SR3 os pixels ficam menos borrados e o computador parece “inferir” o detalhamento.

Observe o resultado da ampliação da imagem acima em SR3 com a imagem de alta resolução que era a de controle.

SR3 e controle

Nos testes o sistema de ampliação converteu imagens de 64X64 pixels em imagens detalhadas de 1024X1024.

Chega a parecer até um primeiro de abril esse troço.

Eu confesso que estou ainda um pouco incrédulo sobre a alegação, porque como que o computador pegou essa placa lisa de pixels de cor creme e sabe que ali tem cerca de 15 dentes e como eles devem se parecer?

Chega a ser assustador como um computador pode pegar algo de baixa resolução e ampliar no melhor estilo filme de Hollywood mal feito: “pegue o video e amplie, Scully”

O resultado da ampliação SR3 (na esquerda e a imagem de alta resolução original do controle na direita)

Observe que na imagem acima, podemos ver que o SR3, meio que “chutou” como ele achava que seria aquela pequena prega de pele sobre a pálpebra.

Com o mundo avançando para uma escalada de alta resolução, soluções de pós que podem ampliar a qualidade das imagens no futuro serão super bem vidas. Um campo sensacional para quem gosta de muita (muita mesmo) Matemática.
Como diz a lei de Clark: “Tecnologia suficientemente avançada, não se difere de magia”

Para conhecer mais profundamente que tipo de bruxaria é essa, aqui esta o paper e aqui esta o link. 

 

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

A IA que imagina seu rosto apenas ouvindo sua voz

em incrível, Tecnologia
  ·   2 Minutos de leitura

O som mais alto do mundo

em ciência, Curiosidades
  ·   2 Minutos de leitura

Uma resposta para “Tecnologia de ampliação de imagem parece até magia”

  1. Eu vejo uma aplicação pra essa tecnologia quando as placas de vídeo começarem a moer dados como se não houvesse amanhã.
    Imagina jogos de mundo aberto, ultra detalhados, com texturas em altíssima resolução mas sem custar 200GB de espaço…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.