Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Você gostaria de morar na Europa e viver em Portugal? Isso é possível.

Eu confesso que sou muito tentado pela ideia de me mudar para Portugal e passar a viver na Europa como já estão por lá meus pais e meus irmãos.

A cada dia que passa, mais amigos meus estão se mudando pra lá, porque o mercado de tecnologia tem essa vantagem, há demanda no mundo todo.

Como meus pais tem cidadania espanhola, eu estou esperando (há um bom tempo) para que os espanhóis resolvam os entraves internos da lei (já aprovada) de reconhecimento dos filhos e netos. Enquanto isso não acontece, eu vou tocando minha vida, mas como tenho muitos amigos se mudando pra lá, e até tive um aceno positivo para fazer uma startup por lá, eu penso em me mudar pra lá em algum momento dos próximos anos.

A única coisa realmente boa dessa pandemia que estamos vivendo é que ela mostrou ser possível, e fortaleceu os instrumentos necessários para o trabalho remoto. Hoje, uma pessoa que trabalha e ganha dinheiro pela internet, não tem porque se limitar a ficar num lugar com baixa qualidade de vida quando pode simplesmente se mudar para um lugar melhor.

E quão legal é Portugal? Portugal é sem dúvida um dos países mais legais da Europa, e do mundo.

O fenômeno de emigração que ocorre no Brasil, demonstrado em uma pesquisa DataFolha divulgada em maio, indica que seis em cada dez brasileiros têm desejo de deixar o país. Um exponencial parte desse número desejam ir para Portugal, onde já habitam mais de 85 mil brasileiros com residência fixa além de mais 30 mil que conseguiram cidadania por descendência, conforme dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Uma das principais razões que levam os brasileiros ao país é a praticidade da língua, mas também está sendo procurado, por pessoas de diversas partes do mundo. Isso pois vive um instante especial de sua história com grande desenvolvimento econômico, cultural e de estabilidade social.

Fora a língua, entre outras coisas boas, a segurança que as famílias se deparam por lá é mais um dos pontos que atrai os brasileiros.

Neste video abaixo, o Cônsul Antônio Almeida fala um pouco sobre o processo de integração dos que estão se deslocando para viver em Portugal. Isso certamente vai ajudar a esclarecer as duvidas principais.

Qualquer pessoa pode emigrar? Sim, quer dizer, mais ou menos.

Você não vai conseguir emigrar se você tiver uma ficha criminal suja ou estiver sendo processado criminalmente, foragido, ser membro de grupo terrorista ou qualquer coisa desse naipe, é claro. Fora isso, sendo uma pessoa honesta e motivado a buscar uma vida melhor para você e para sua família, a resposta é sim! Almeida diz que “Qualquer pessoa poderá emigrar. O adequado, é que se vai para trabalhar, é fundamental já ter um contrato em Portugal, para imigrar já legalizado no país”. Isso é importante, porque tem gente que vai no esquema kamikaze, com visto de turista e acaba se enrolando, fica ilegal e se ferra todo.

Pesquisa em primeiro lugar

Uma das coisas que costumo ler em fóruns relacionados a viver em Portugal, ou como emigrar para Portugal, é que você deve investir algum tempo e dinheiro estudando e fazendo seus planos antes de sair igual um doido e acabar por fazer merda. Mudar de país não é ir na padaria comer uma coxinha. Um passo interessante seria juntar alguma grana, comprar uma passagem aérea e ir lá conhecer COMO TURISTA.

Esse é o passo zero. Não tem como você resolver mudar para um lugar que nem conhece, nem viu. E se você achar ruim? E se não curtir? Não dá pra correr o risco e fazer igual a Leopoldina (imperatriz do Brasil) que casou com Dom Pedro sem nunca sequer ter visto ele. Assim, meu conselho básico é: Conheça e sinta o lugar passeando pelo país como turista. Volte, não se meta a esperto de ficar ilegal. Volte para o Brasil, ou para seu país original,  e então agora decidido, comece os planos. Estude. Caso queira morar em Portugal, é importante planejar bem sobre a região que deseja ficar e as condições. Para se legalizar, é fundamental ter passaporte com vencimento prolongado, ser maior idade, ter RG, ficha de antecedentes criminais limpa, certidão de nascimento, diplomas etc.

Todos os documentos precisam ser apropriadamente apostilados em qualquer cartório capacitado independentemente da origem destes e deixarão de ser apresentados aos serviços consulares para legalização.

Dinheiro, Quanto você precisará ter para emigrar para Portugal? 

Essa é uma questão que merece alguma investigação. Como base, o cônsul Almeida diz que é necessário, no mínimo, ter mil euros mensalmente para se manter. É obvio que se você conseguir ganhar mais, isso vai ajudar. Almeida conta que com mil euros você vai pagar um aluguel local de 300 a 400 euros. Segundo Almeida, “O restante é para outros custos como alimentação”. Como no momento em que escrevo este artigo o euro está cerca de cinco reais, você precisará então ter montado sum sistema de renda que te gere aproximadamente cinco mil reais para estar apto para tentar a imigração. Hoje existem muitas maneiras de se conseguir renda passiva e formar rendimentos em escalas muito superiores a este valor. É interessante estar atento a isso, porque entre os diversos tipos de vistos que a embaixada de Portugal oferece está um visto específico para quem não precisa trabalhar lá especificamente, recebendo rendimentos de operações de renda passiva, ou aposentadorias. Esse visto é interessante, porque ele é basicamente o que traz o tipo de imigrante que todo país quer: O que leva grana. 
Mas se não é este o seu caso, é possível também trabalhar em Portugal. O país europeu foi muito sagaz em se preparar para a onda de startups e novos negócios tecnológicos, sendo a cidade do Porto/Vila nova de Gaia um hotspot para investidores.

A cidade do Porto é hoje um forte hotspot de empreendedores, com muitas incubadoras, que estão transformando a paisagem do Douro numa verdadeira Meca para investidores

Segundo Almeida, hoje Portugal está Necessitando de mão de obra especializada, “certamente cada um em sua área. Engenharia, enfermagem e comércio em geral, principalmente em hotelaria, estão em evidência”. Se você for da área tecnológica, design e similares, aí é só alegria!

O Diploma brasileiro

Almeida diz que se você é de uma profissão que necessita comprovação de formação, como medicina, direito e etc, para usar o diploma brasileiro em Portugal, é necessário revalidá-lo. Antes de ir, você passa em um cartório, faz o apostilamento do certificado e das disciplinas que estudou e lá em Portugal, nas faculdades, vai confirmar essa revalidação. Amigos meus que já passaram por isso me contaram que não é muito fácil, então, cada caso é um caso. Eu recomendo fortemente algumas pesquisas em grupos específicos de imigração para Portugal, onde você tirará mais informações, mas esses grupos também tem um problema: Qualquer um fala qualquer coisa, e é por isso que muitas vezes, a gente entra com uma duvida e sai com dez.

Hoje é muito fácil encontrar grupos de discussão sobre Emigrar para Portugal, mas há de se ter algum cuidado: Há muita gente falando coisa errada (alguns eu não duvido, de propósito). Na duvida, recorra a quem realmente sabe, ou busque informações adicionais sempre.

 

Outra dúvida recorrente, diz respeito ao sistema de saúde pública.  Por mais saudável que você esteja hoje, a gente não sabe o dia de amanhã e se você não se preocupa com isso, me desculpe, você está sendo trouxa! A questão de se os brasileiros podem usar o Sistema de Saúde em Portugal é muito pertinente.

Lisboa é uma das mais incríveis cidades em que já estive.

Almeida diz que os brasileiros possuem sim o direito aos serviços de saúde de graça em Portugal. Após apresentar o PB4, que é um documento de segurança social, eles começam a ter o atendimento gratuito no país instantaneamente, o que é ótimo.

POrtuGUia dicas para você morar em Portugal e desfrutar de uma vida na Europa

Célio Sauer traz algumas informações interessantes para quem planeja uma nova vida do outro lado do Atlântico:

 

Como sair do Brasil e ir morar em Portugal?

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!