Como os desenhos animados me jogaram no colo do Jazz, e da musica clássica

Essa musica em específico, teve um grande impacto em mim. Certo dia eu estava brincando e meu pai estava lendo na sala. Ele colocou um disco que tinha uma Âncora na capa. E eu fiquei ali brincando e tal e do nada… Tocou essa musica. E eu:
– “Ué, musica de desenho???”
E então passei a colocar aquele disco varias vezes para ouvir essa musica, e daí fui pegando o gosto e passei a reconhecer também outras musicas clássicas nos desenhos animados da época, como da Hanna Barbera e Lonney Toones. Depois vi Fantasia, que usou o desenho para valorizar obras como Bach e Tchaikovsky, e assim foi sendo construído meu amor por este tipo de musica, sem eu nem sentir.

 

Mas afinal, essa musica é de desenho ou foi usada pelo desenho?

Sim e não.

” The Pink Panther Theme ” é uma composição de jazz de Henry Mancini escrita como tema do filme The Pink Panther de 1963 e posteriormente indicada ao Oscar de Melhor Trilha Sonora Original no 37º Oscar , mas perdeu para os irmãos Sherman por Mary Poppins.

O personagem de desenho animado homônimo criado para os créditos de abertura do filme por David DePatie e Friz Freleng foi animado no ritmo da música. O solo de saxofone tenor foi tocado por Plas Johnson.

Depois, essa música foi incluída no álbum da trilha sonora do filme (originalmente lançado como RCA Victor LPM/LSP-2795) e disponível como single (nos Estados Unidos) em 1964; o single alcançou o Top 10 na parada contemporânea adulta da Billboard dos Estados Unidos e ganhou três prêmios Grammy.

Várias gravações da composição apareceram nos créditos de abertura de todos os filmes de The Pink Panther , exceto A Shot in the Dark e Inspector Clouseau  Também tem sido usado em curtas teatrais, desenhos animados de televisão, comerciais e outros trabalhos em que aparece a animação da Pantera Cor-de-Rosa.

“The Pink Panther Theme”, foi composta na tonalidade de Mi menor, é incomum pelo uso extensivo de cromatismo de Mancini .

Em sua autobiografia, Mancini falou sobre como compôs a música tema:

Eu disse [aos animadores] que daria a eles um tempo para o qual eles pudessem animar, de modo que sempre que houvesse movimentos de rebatida, alguém sendo atingido, eu pudesse pontuar.

[Os animadores] terminaram a sequência e eu olhei para ela. Todos os acentos da música foram sincronizados com as ações na tela. Eu tinha um saxofonista específico em mente – Plas Johnson. Quase sempre pré-moldei meus músicos e escrevi para eles e ao redor deles, e Plas tinha o som e o estilo que eu queria.

Assim, essa musica foi ao mesmo tempo usada nos desenhos quando já era famosa, mas foi feita para e após o desenho da abertura. Desse modo eu posso dizer que se há uma musica realmente eternizada por um desenho animado, é essa.

fonte

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimos artigos

Gripado

O dia da minha quase-morte

Palavras têm poder?