Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

O que pode ser pior que uma cobra de veneno mortífero? Isso mesmo, uma coba com duas cabeças e quatro presas inoculadoras de veneno altamente peçonhento, de uma só vez. O bicho gump deu as caras lá na Índia.

A criatura incomum mede apenas 11 cm, é uma das mais mortíferas do país.

Trata-se da espécie chamada de  víbora de Russell. Ela foi vista do lado de fora de um prédio residencial e as autoridades foram chamadas ao local para retirá-la. Agora está em uma instalação especializada.

A equipe que pegou a cobra disse em um comunicado: A cobra está viva e sendo mantida em ambiente seguro. Devido ao protocolo do Departamento Florestal, não podemos divulgar a localização da cobra no momento.”

Uma das mais mortais

A oficial dos Serviços Florestais Indianos, Susanta Nanda, disse: “A víbora de Russell de duas cabeças foi resgatada em Maharashtra.”

“A víbora de Russell é muito mais perigosa do que a maioria das cobras venenosas, porque te machuca mesmo se você sobreviver à mordida inicial.”

víbora de Russell leva a ingrata fama de ser responsável por “milhares de mortes a cada ano”, de acordo com a Universidade de Michigan.

Qualquer pessoa infeliz o suficiente para ser mordida por uma criatura dessa pode enfrentar inúmeros sintomas desagradáveis, incluindo dor, vômito, tontura e insuficiência renal.

Na prática, não é bem uma cobra de duas cabeças, mas duas cobras de um só corpo. Apesar de seu veneno ser mortal, essa cobra siamesa  pode ser vulnerável na selva, pois a anormalidade causa complicações.

Segundo especialistas, cada cabeça tem suas próprias ideias de sobrevivência, o que pode gerar problemas no que diz respeito à alimentação.

Se você achou esse bicho esquisito, não deixe de ver nosso super post com os bichinhos mais gumps do mundo. 

Fonte: Lad Bible

 

Cobra venenosa de duas cabeças surge na Índia

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!