A incrível historia de Wojtek o urso que foi veterano de guerra

Suas garras nunca acabaram com um humano.
Mas sua bravura era mais do que necessária para se tornar um soldado polonês.
Wojtek é um urso que foi criado com soldados depois de perder sua mãe. E ele não sentiu falta dela. O animal ganhou posição e classificação ajudando seu esquadrão a  treinar para lutar.
Mas ele se tornou um herói quando realizou uma manobra ousada no campo de batalha.

Em seu tempo livre, Wojtek (Fala-se voitek) tinha o hábito de fumar para aliviar a tensão, e gostava de dividir uma cerveja com os companheiros da 22ª Companhia de Suprimentos de Artilharia do Exército da Polônia. Era um soldado como outro qualquer, exceto pelo fato de… ter nascido urso.

 

O bichinho foi adotado pelas tropas polonesas ainda filhote. A pequena bola de pelo foi avistada pelos soldados aliados ao Exército britânico vagando pelas montanhas do Irã em 1942. Não demorou muito para que se afeiçoassem ao urso, o qual passaram a alimentar com leite condensado em uma mamadeira improvisada com uma garrafa. Batizaram- no “Wojtek”, que, em polonês, significa “guerreiro sorridente”.

Wojtek em seus primeiros dias de caserna

Com o regimento aquartelado no Iraque por quase um ano, Wojtek se tornou um importante companheiro para os soldados – com os quais o animal (…) adorava brincar de lutinha – e ajudou a elevar o ânimo das tropas. Fácil entender o porquê: além de sua predileção por esportes corpo a corpo, o amigo urso tinha adoráveis excentricidades, como uma curiosa fascinação por banhos, o que o motivou a aprender a ligar sozinho o chuveiro do acampamento.

Com seu posto de mascote favorito da turma assegurado, provou também suas habilidades militares. Em uma ocasião, percebeu a porta do banheiro entreaberta e, ao aproveitar a oportunidade para se banhar, acabou farejando um espião árabe que havia se infiltrado no acampamento.

O intruso confessou os detalhes de sua missão e a tropa conseguiu recolher informações para cercar os soldados inimigos. Salvador do dia, o ursinho ganhou duas garrafas de cerveja e permissão para ficar a manhã inteira relaxando na banheira.

Mas ele também colocava a mão na massa: treinado por seus companheiros humanos, ajudava as tropas carregando munição pesada e se tornou peça-chave da unidade militar.

Wojtek era tão importante para o batalhão que, quando a companhia foi convocada para a região de Monte Cassino (Itália), ele acabou sendo oficialmente alistado: o Exército polonês registrou nome, posto e número do soldado peludo.

Cabo Wojtek na guerra com seu esquadrão. 

Com o fim da guerra, a companhia foi alocada em uma vila localizada em Berwickshire, na Escócia, e Wojtek se tornou uma lenda local. Após a desmobilização das tropas em 1947, o urso foi levado para o zoológico de Edimburgo, onde continuou sendo um dos animais mais adorados pelo público até sua morte, em 1963.

Existem até estátuas em homenagem ao destemido cabo Wojtek:

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. Que maluquice bicho. Li a postagem esperando o momento em o urso enlouquecia e atacava alguém. Muito impressionante esse companheirismo do urso (e dos soldados com ele).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimos artigos