O sobrevivente parte 5

EXT Estação Orbital AZIMOV III – Vista da janela dos aposentos de Paul

Paul está com a cara no vidro triplo da cabine. A câmera se afasta velozmente e vemos passar abaixo do vídeo os primeiros pedaços de uma nave.

INT Estação Orbital AZIMOV III – Corredor de acesso aos quartos da tripulação

Paul dispara correndo só de cuecas pela nave. Está eufórico. Ele grita:

PAUL

Milagre! É um Milagre!

Na afobação, Paul passa ao lado de Aude. Ele grita para ela:

PAUL

Aude! É um milagre! Uma nave. Uma nave!!! Rápido para a sala de controle! Vem… E leva minhas calças!

Aude gira o corpo e corre na direção do quarto.

AUDE

Sim Paul. Vou pegar suas roupas.

Paul corre pelos corredores escuros e úmidos da nave até a sala de controle.

INT estação orbital AZIMOV III – Sala de controle

A porta da sala de controle se abre e Paul entra correndo. Joga-se na poltrona. Inicia uma seqüência de digitações nos teclados. Nas telas de cristal líquido transparentes Paul entra com uma sucessão interminável de códigos e numerações.

PAUL

Computador! Iniciar protocolo de acoplamento.

COMPUTADOR

Protocolo de acoplamento iniciado. Aguardando resposta.

PAUL

Houve resposta? Algum sinal de saudação?

COMPUTADOR

Há, um sinal remoto. A nave que está preparando o acoplamento está controlada remotamente. O protocolo é antigo e foi reconhecido como um procolo de prioridade 2 -classe H. A nave tem numeração desconhecida, mas o cabeçalho da mensagem indica que ela é uma cápsula de resgate. Não é possível obter dados sobre o estado de tripulação.O computador de bordo está operando em estado de emergência e muitas requisições não estão sendo respondidas. Há conflito em três protocolos em função da idade do sistema.

PAUL

Certo, certo. Então, deixa eu ver. O que vamos fazer? …Hum… Peraí. Tá… Calma. Tenho que pensar friamente. Computador, não tem como obter os dados de leitura das formas de vida a bordo?

COMPUTADOR

Negativo. O protocolo impede a sondagem. Aguardando instruções.

PAUL

Há alguma chance de burlarmos os protocolos? Talvez infiltrar no computador da nave?

COMPUTADOR

Eles estão emitindo um sinal padrão de comunicação, mas o sinal é extremamente simplório.

PAUL

E se nós tentássemos o acesso ao computador deles de outra forma?

COMPUTADOR

O sistema é antigo demais. Não suportaria a entrada de dados.

PAUL

Vamos entrar com dados pela força bruta, através do painel de acesso de emergência perto da porta.

COMPUTADOR

Positivo

PAUL

Aude?

AUDE

Sim, Paul. Aqui está sua calça.

PAUL

Tá. Valeu.  Aude, você vai sair. Assim que a nave atingir o pergieu 667456 salte na direção da porta. Vamos assumir remotamente dali.

AUDE

Sim Paul.

Aude sai e vai para o portão de saída.

EXT Estação Orbital AZIMOV III – Casco externo

Aude caminha pelo casco até chegar na porta. A pequena nave está prestes  a atingir a posição de acoplamento.

Ela se posiciona.

Ponto de vista de Aude

O robô salta na direção da nave. Ela viaja na imensidão vazia até atingir a porta na pequena nave.

INT Estação Orbital AZIMOV III – Passadiço

A voz de Aude surge na cabine de controle.

AUDE

Aude em posição. Aguardando instruções.

PAUL

Computador, oriente Aude a encontrar o painel de acesso de emergência.

COMPUTADOR

Positivo. Instruções do posicionamento do painel enviadas.

AUDE

Aude em posição. Painel aberto, conexão estabelecida.

EXT – Pequena nave – Casco externo

Aude abre um compartimento em seu braço e dali retira um cabo. Ela pluga o cabo numa pequena entrada no interior do painel onde estão inúmeros fios, conectores e placas de circuito.

INT Estação Orbital AZIMOV III – Passadiço

AUDE

Cabo de conexão ligado. Recebendo dados. Pronta para operação remota.

PAUL

Computador, inicie a tentativa de decodificação do código de emergência.

COMPUTADOR

Tentativa de quebra da senha em força bruta iniciada. Tempo máximo estimado para a quebra total da senha em 45 dias, nove horas, trinta e dois segundos.

PAUL

Droga. É muito tempo! A ideia de usar Aude como antena foi engenhosa, mas isso vai levar a vida toda.

COMPUTADOR

Não há outra solução Coronel Gillon.

Paul baixa a cabeça, pensativo. Ele se levanta e veste as calças. Sai do passadiço.

INT Estação Orbital AZIMOV III – Corredor principal

Paul está andando pelo corredor principal quando a voz do computador ecoa no ambiente.

COMPUTADOR

Coronel, retorne ao passadiço. O sinal foi quebrado.

PAUL

O que? Como?

COMPUTADOR

O codigo de acesso era extremamente simples. AURAN 777.

Paul corre de volta para o passadiço.

INT Estação Orbital AZIMOV III – Passadiço

PAUL

Computador, já que conseguimos o código de acesso de emergência, e agora? Qual é o relatório da situação?

COMPUTADOR

Acesso aos dados internos da espaçonave. Verificando relatórios internos. Acessando os bancos de dados. Bancos de dados acessados e copiados. A nave está tripulada.

PAUL

(comemorando)

Yesss!

COMPUTADOR

Iniciado o processo de despertar da tripulação. O computador de bordo informa que há apenas uma cápsula hiperbárica utilizada.

PAUL

Quanto tempo leva para o contato?

COMPUTADOR

Previsão de conclusão do acoplamento em dois minutos. O processo de desligamento da cápsula hiperbárica da nave foi concluído com êxito. Os sinais vitais do tripulante estão estáveis.

PAUL

Obtenha os dados da tripulação. Quem está lá?

COMPUTADOR

Obtendo dados. Aguarde. Dados Obtidos. Não há referência ao tripulante. O cabeçalho informa que esta é uma nave de resgate, proveniente de um cargueiro da empresa UNW.

PAUL

Conexão em modo automático, certo?

COMPUTADOR

Conexão automática iniciada. Ponte de acoplamento estendida…Conectado. Aude sendo desconectada do sistema.

AUDE

Aude pronta para retornar para a Estação Orbital. Aguardando permissão do Paul.

PAUL

Pode voltar Aude

EXT Estação Orbital AZIMOV III – Casco externo

Vista das naves se acoplando. No fundo surge Aude voltando de cabeça para baixo, andando lentamente no espaço através da ponte.

COMPUTADOR

A nava está reequilibrando a pressão interna e em alguns segundos estará equiparada à nossa para a abertura do portão de acesso à ponte.

PAUL

Ótimo. Vou lá para saudar o meu novo amigo!

Paul corre e sai afoito pela porta afora.

INT estação orbital AZIMOV III – Corredor de acesso a ponte de acoplamento

A nave está posicionada. Um tubo telescópico foi conectado entre as duas naves. O barulho de pressurização é ouvido e uma emanação de jatos de vapor se faz perceber.

EXT estação orbital AZIMOV III – Ponte de conexão

A porta se abre e Paul está na ponte. Do lado de fora a escuridão do espaço recoberto de estrelas.

Musica de suspense.

Do outro lado uma porta redonda metálica com inscrições se abre.

Gradualmente uma figura começa a surgir em meio a névoa e intensa luminosidade do interior da nave.

Close do rosto de Paul.

Musica de suspense em clímax.

Surge do meio da névoa uma mulher. É uma mulher morena, linda, trajando um macacão verde colado ao corpo. Os cabelos ainda molhados com o gel de proteínas da cápsula hiperbárica. Ela pisca os olhos como alguém que tenta encergar com dificuldade e cambaleia.

Paul corre em sua direção e abraça a mulher antes que ela desfaleça.

Os dois caem de joelhos abraçados. Paul chora de emoção.

Ao fundo, surge Aude, que fica parada, ao lado da porta. Imóvel.

(continua)

Related Post

6 comentários em “O sobrevivente parte 5”

  1. Demaissssss Philipe, ah que bom que Paul encontrou algum ser finalmente, acho que já estava na hora, pois se chegasse na parte 6 e não tivesse encontrado ninguem, não ia ter muita graça, mas está muito bom mesmo, isso está parecendo que será uma historia grande, pois eu não consigo imaginar um final muito surpirendente em mais uma ou duas partes(pelo menos “eu” não imagino nada).
    Então por favor, continue!

  2. :lol2: :lol2: :lol2:

    cara muito boa a historia
    interessante o modo que vc usa o ponto de vista do ultimo homem vivo

    essa historia daria um filme que eu pagaria para assistir

    e realmente
    é do karalho :ohhyeahh:

  3. espaço, no futuro. Nossa, adoro histórias assim
    Então chega nave de resgate, de um cargueiro, uma mulher somente….só falta ser a Ripley do Alien…

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares