Aqua Rex – Parte final

Compartilhe

Finalmente. Chegamos na parte final do Aqua Rex. Quero começar agradecendo a paciência dos leitores em esperar esta última parte ser colocada no ar. A coisa toda demorou porque eu nunca tinha tentado fazer um boneco complexo em plena mudança. (Experiência que eu veementemente não recomendo a ninguém, hehehe)
Bom, se você está curioso para ver tudo desde o início, aqui estão os links para as partes conceito, 1, 2, 3 e 4.

Na parte final, nós vamos trabalhar a base do monstro. Embora eu tenha finalizado a pintura do monstro na parte 4, a parte 5 é fundamental, porque eu não queria ter apenas um boneco do monstro sobre uma base lisa. Eu queria criar um micro ambiente para ele, afinal o Aqua Rex é um animal altamente adaptado a um meio natural específico. Assim, me dediquei a pensar num ambiente lacustre, uma coisa que oscilasse entre uma praia de mangue e uma beirada de açude. Um tipo de ambiente que remetesse a pântanos e coisas do tipo.
O objetivo da peça era mostrar o monstro saindo da água, avançando sobre uma presa com a boca arreganhada. O grande desafio desta peça seria a construção de uma cena de ação, usando água artificial e ambientação minimamente realista para combinar com o alto grau de detalhamento do monstro.

O primeiro passo é escolher uma base de madeira que sirva bem e tenha espaço suficiente não só para o monstro, como também para a ambientação. Escolhi uma base oval, de modo que eu pudesse posicionar o corpo do monstro em ângulo, criando duas posições básicas de “leitura” da peça: Lado A e lado B.

CIMG0867 Aqua Rex   Parte final

Este post tem MUITAS IMAGENS!

A escolha da base oval levou em conta que eu ia fazer a água e por isso, era necessário que a base não fosse muito larga, senão eu teria que gastar resina demais, encarecendo desnecessariamente a peça.

O segundo passo é começar a decorar  a base. O trabalho se dá de baixo para cima. (óbvio, não?)

Para fazer a estrutura básica, usei gesso, que é um material barato e facilmente encontrado em qualquer lugar.

CIMG0879 Aqua Rex   Parte final

O gesso é colocado de modo a ficar acumulado num lado e “raso no outro”, para fazer a “beira do lago”.

Para quebrar a aparência orgânica do gesso, há um macetinho simples.  Pegue um pouco de gesso cremoso e coloque num recipiente com tampa. Em seguida, jogue uma quantidade de gesso em pó em cima. Api agite fortemente, e o que vai acontecer é que você vai formar um tipo de “areia de gesso” Quanto mais sacudir o recipiente, mais finos os grãos.

CIMG0880 Aqua Rex   Parte final

Este material é aplicado de forma salpicada sobre a base cremosa de gesso.

CIMG0881 Aqua Rex   Parte final

Espero secar um pouco e viro a base de ponta cabeça para tirar o excesso que não aderiu. O resultado melhora muito o aspecto fajuto que o gesso cremoso deu na base. Note que a parte que será o fundo do lago, forrado com “lama”, fica na consistência cremosa mesmo.

CIMG0882 Aqua Rex   Parte final

Feito a estrutura básica da base, eu retiro o Aqua Rex da base de escultura original, cortando os arames que o amarram na base.

CIMG0884 Aqua Rex   Parte final

Então com um alicate de corte eu corto fora os pinos de arame que o prendiam a base de escultura e ajusto para que prendam na base decorada.

CIMG0885 Aqua Rex   Parte final

CIMG0886 Aqua Rex   Parte final

Ainda no gesso, só para blocar a peça e saber onde aumentar e onde recortar o gesso.

CIMG0887 Aqua Rex   Parte final

Quando eu acho que está legal, fecho a parte dos ajustes e começo a fazer a pintura da base.Como sempre, o meu primeiro passo é meter um tintão preto em cima do gesso. A finalidade do preto é funcionar cmo uma base para as camadas sucessivas de tinta que vou aplicar no boneco. O preto esconde o branco do gesso e funciona assim: Se sem querer eu deixar alguma parte sem pintura, o branco vai aparecer, mas o preto pode sempre ser confundido com uma sombra. Por isso a base preta. Para pintar todos os detalhes eu uso a tecnica de pintura em aguada.

CIMG0889 Aqua Rex   Parte final

O passo seguinte é ressaltar os detalhes. E para isso, eu uso tinta de artesanato branca, aplicada na técnica do pincel seco. Veja como os detalhes aparecem bem após esta etapa.

CIMG0891 Aqua Rex   Parte final

Em seguida, eu aplico tons de marrom diferenciados para a parte “seca” e a parte “molhada” da base. As camadas são aplicadas sucesssivamente, para quebrar o aspecto uniforme de tom, pois raramente algo tem cor uniforme na natureza.

CIMG0892 Aqua Rex   Parte final

Eu uso um secador de cabelos comum para secar as tintas. (estou usando tinta de artesanato nesta fase.)

CIMG0893 Aqua Rex   Parte final

Veja como a mistura do gesso cremoso com o gesso empelotado em grãso produz uma sensação de lama e areia:

CIMG0894 Aqua Rex   Parte final

Eu entro com uma “aguada” de cores marrom mais claro para sujar o leito do lago e realçar mais os detalhes. Também aplico tons variados de verde acrílico para simular musgo e gramíneas.

CIMG0895 Aqua Rex   Parte final

Para dar mais vida na peça, eu resolvi colocar uma espécie de raiz de árvore de mangue. Para fazer a raiz, eu uso um arame retorcido.

CIMG0897 Aqua Rex   Parte final

O arame vai ser retrcido de modo orgânico e cada um dos fios vai fazer o papel de uma perna da raiz.

CIMG0898 Aqua Rex   Parte final

Em seguida, eu cubro isso com massa epoxi e vou detalhando com a ajuda de um instrumental.

CIMG0899 Aqua Rex   Parte final

O passo seguinte é começar a pintar, para dar um visual mais realista.

CIMG0901 Aqua Rex   Parte final

Começo com um tom marrom basico e vou colocando camadas de tons variados em cima.

Após esta etapa eu começo a fazer elementos decorativos da peça, como os seixos (pedras roladas) que são criadas com epoxi.

CIMG0900 Aqua Rex   Parte final

Fiz também alguns trilobitas, conchas e raízes esparsas. Tudo de epoxi. E até uma espécie de lesma primitiva passeando pela raiz.

CIMG0927 Aqua Rex   Parte final

Numa tampa plástica de potinho, eu modelo separadamente algumas plantas aquáticas e peixinhos primitivos que usarei mais tarde.

CIMG0923 Aqua Rex   Parte final

O passo seguinte, é começar a decorar a base. Com uma fita de sisal já tingida de verde e usada para fechar embalagens, eu corto fiapos para criar a grama. È importante nunca usar um tom só de verde, pois a grama não é assim (só em foto de imobiliárioa, hehe) é importante ter fiapos amarelados, esmaecidos e amarronzados. Além de grama verde escuro e verde clara. Eu corto e monto em pequenos tufos que vou colando na superfície da base decorada. É um trabalho meio chato, que lembra muito o processo de colocar pelos no lobisomem.

CIMG0917 Aqua Rex   Parte final

CIMG0919 Aqua Rex   Parte final

Usando um pote com tinta verde escura eu faço um tingimento e consigo obter uma grama sortida de tons escuros e claros, além de amarelados (obtidos de fibra de juta)

CIMG0922 Aqua Rex   Parte final

O resultado final ficou interessante.

CIMG0924 Aqua Rex   Parte final

Aqui podemos ver também como a grama deu uma vida ao galho-raiz.

CIMG0918 Aqua Rex   Parte final

Então eu estou pronto para posicionar o monstro novamente na base, agora com a mesma já parecendo mais realista.

CIMG0928 Aqua Rex   Parte final

CIMG0929 Aqua Rex   Parte final

A pata do monstro é colocada com cuidado para amassar corretamente as folhas, de modo que ele pareça ter um grande peso.

CIMG0930 Aqua Rex   Parte final

CIMG0931 Aqua Rex   Parte final

Pinto cada detalhe adicional, como os seixos, as conchas e os trilobitas.

CIMG0925 Aqua Rex   Parte final

CIMG0926 Aqua Rex   Parte final

E então chega a hora de preparar o boneco para receber a “água”. Esta é a parte crucial da peça, pois se der errado tudo vai por água abaixo. (trocadilho infame, eu sei.)

O primeiro passo é isolar a peça, criando um tipo de “envelope” ao redor dela, para que a resina não vase. A resina que eu uso nesta peça chama-se resina de poliéster cristal. Ela é um liquido que vem com um vidrinho anexo de catalisador. Após misturar na proporção correta, a resina começa a endurecer e vira um plastico duro e resistente, parecido com um vidro. É perfeito para simular água em maquetes e dioramas.

Então, como durante a aplicação a coisa é líquida, eu preciso isolar a base para o líquido não vasar. Então para solucionar este problema, eu usei um filme de acetato. Eu queria o acetato mais grosso, porém estava em falta em todas as lojas em que procurei. Só me restou usar o poliéster fino e torcer para tudo funcionar.

CIMG0932 Aqua Rex   Parte final

Eu então cortei uma grande fita de acetato e comecei a colar ela num ressalto em forma de dente que havia na base da escultura. O processo é mais ou menos como fazer um aquário, só que com o monstro dentro, e ao invés de usar vidro, usando plástico.

CIMG0933 Aqua Rex   Parte final

Após pontear o acetato com super bonder eu usei cola PVA (cascorez) para calaferatr totalmente a peça e evitar vasamento de resina, que seria uma catastrofe!

CIMG0934 Aqua Rex   Parte final

Deixei uns dias secando e quando estava pronto, comecei a fase da resina.

O passo seguinte é misturar a resina cuidadosamente na proporção certa e começar a derramar lentamente dentro da peça. Este trabalho tem que ser feito em etapas, com muito cuidado.

Imagem076 Aqua Rex   Parte final

Lentamente, o nivel da “água” vai subindo na peça.

Imagem077 Aqua Rex   Parte final

Eu faço intervalos entre as camadas de resina e deixo gelificar. Vou fzendo isso camada por camada. è nesta hora que eu retiro os peixinhos da tampa e vou aplicando eles com a ajuda de uma pinça. Eles sõ colocados sobre a camada de resina endurecida e depois recobertos com uma nova camada. A resina mole se liga a resina dura e prende o peixinho entre elas, dando a sensação que ele está solto, nadando livremente. O aspecto de cardume faz o efeito ficar mais realista ainda.

Imagem078 Aqua Rex   Parte final
Imagem079 Aqua Rex   Parte final

Imagem080 Aqua Rex   Parte final

Vou aplicando a resina pacientemente, deixando elas secarem entre cada nova aplicação. Mas isso não evitou que a resina gerasse um tremendo calorão, que deu uma amolecida no poliéster, criando uma infeliz “barriga” na lateral da peça, o que gerou um efeito de distorção  e atrapalhou um pouco a ver os peixinhos. Mas são ossos do ofício.POr isso era importante o poliéster grosso.Note que nesta fase, a água está totalmente flat. Isso é bom para ver o fundo, mas tira o realismo do movimento totalmente. Optei por sacrificar a visualização do fundo em busca de uma água de maquete que parecesse água mesmo. Com um pincel e muita paciÇência eu gelifiquei a resina e comecei a “modelar ela”, fazendo ondulações na superfície.

CIMG0942 Aqua Rex   Parte final

CIMG0944 Aqua Rex   Parte final

Com a ajuda de uma colher, eu agitei bem a resina próximo ao rabo do monstro, para prender bolhas de ar e acentuar o aspecto do movimento da cauda na água.(note a tal distorção nos peixinhos)

CIMG0945 Aqua Rex   Parte final

CIMG0943 Aqua Rex   Parte final

CIMG0958 Aqua Rex   Parte final

As pedras no fundo, vistas de cima dão uma sensação realista de água de rio, que nunca seria cristalina assim, mas aí entra a “licença poética” da peça, hehe.

CIMG0946 Aqua Rex   Parte final

Depois disso, eu começo a construir os respingos da cauda. Os respingos, que chamarei de “splash” são importantes para fazer parecer uma cena congelada no tempo. Com uma grande parte de água sendo jogada pelo movimento da cauda. Para fazer isso, recorri à massa clay, uma massa a base de óleo que não seca nunca. A marca usada foi a dimclay soft.

CIMG0870 Aqua Rex   Parte final

Eu modelei os splashes com a dimclay e usei um secador de cabelos para aquecer e esquentar a massa. Em seguida continuei modelando com a massa derretida, de modo a criar ondulações orgânicas.

CIMG0871 Aqua Rex   Parte final

CIMG0872 Aqua Rex   Parte final

Então eu fiz uma forma e cobri com silicone. Usei um silicone que eu tinha guardado dos tempos do john locke. Era uma sobra de umsilicone da siliplast. E descobri da pior maneira do mundo que ele estava vencido. A porra não endureceu e eu perdi o trabalho todo com os splashes. Fiquei puto e pra piorar eu não tinha mais verba para gastar no boneco, devido ao alto custo da mudança mas obras em duas casas.

Assim, arrisquei e fiz tudo de novo, tirando a forma com alginato. (alginato é aquela gosma sabor ortelã que o dentista usa para tirar molde da sua boca)

CIMG0948 Aqua Rex   Parte final

CIMG0949 Aqua Rex   Parte final

Obviamente que isso ia dar alguma caca também, pois o alginato é à base de água e a resina de poliéster não reage bem com a água. Mas sendo minha última alternativa, tive que fazer funcionar. E até que funcionou, meio precáriamente, mas funcionou. É como (literalmente) tirar a forma de algo com gelatina de sobremesa.

Aqui está um splash, já em resina feitona “fôrma” de alginato:

CIMG0950 Aqua Rex   Parte final

Os splashes são então colocados sobre a resina dura e posicionados. Uma gota se super bonder ajuda a prender na posição.

CIMG0951 Aqua Rex   Parte final

Assim solto parece mais gelo, mas então venho com um pouco da resina líquida e misturo as duas camadas, da base e do splash.

CIMG0952 Aqua Rex   Parte final

E então a parada se integra melhor.

CIMG0954 Aqua Rex   Parte final

CIMG0955 Aqua Rex   Parte final

Com mais resina e uma colher de sobremesa velha,  eu vou modelando na resina ainda mole, criando ondulações na superfície, aumentando o tamanho delas perto do monstro.

CIMG0956 Aqua Rex   Parte final

…Depois acrescento as plantinhas aquáticas, para dar mais vida na peça.

Em seguida uso o verniz cristal para dar um brilho molhado no monstro. O verniz de alto brilho dá um efeito impressionante de sensação de molhado.(não é tão legal nas fotos)

CIMG0959 Aqua Rex   Parte final

CIMG0960 Aqua Rex   Parte final

CIMG0962 Aqua Rex   Parte final

Depois eu liberto o monstro da prisão de filme de poliéster…

CIMG0966 Aqua Rex   Parte final

O poliéster solta fácil da resina cristal, e deixa as laterais da peça com aparência brilhante como vidro.

CIMG0967 Aqua Rex   Parte final

Isso permite-nos ver melhor os detalhes da água , do fiundo, e do splash.

CIMG0968 Aqua Rex   Parte final

CIMG0969 Aqua Rex   Parte final

CIMG0970 Aqua Rex   Parte final

CIMG0971 Aqua Rex   Parte final

CIMG0972 Aqua Rex   Parte final

CIMG0974 Aqua Rex   Parte final

CIMG1176 Aqua Rex   Parte final

CIMG1177 Aqua Rex   Parte final

CIMG1179 Aqua Rex   Parte final

CIMG1183 Aqua Rex   Parte final

CIMG1184 Aqua Rex   Parte final

Aquafinal Aqua Rex   Parte final

aquafinal3 Aqua Rex   Parte final

aquarexfinal2 Aqua Rex   Parte final

È isso. Espero que tenham curtido. Foi um prazer fazer o Aqua Rex. Agradeço a paciência de vocês. Até a próxima maluquice.

Artigos relacionados

147 comentários em “Aqua Rex – Parte final”

  1. Curto tudo que é feito artesanalmente (inclusive faço algumas coisas também)mas fico impressionada como você consegue dar realidade às suas peças. Nas explicações dá a impressão de que é tão fácil… mas vai tentar fazer pra ver!!!

    NOTA 100000000000 SEU TRABALHO!!!!

    Estou de boca aberta!!! Queria ter um desses, mesmo sendo um bicho tão feio!!!!

  2. Cara, meus parabens……….na minha opinião é o seu melhor trabalho até agora.
    Nem é tanto pelo boneco, ele ficou excelente também, assim como os outros que vc fez, mas o que mais me impressionou foi o cenário que vc fez……….a água, o ambiente…….espetacular cara.
    Um boneco desses não tem preço……..nunca vi uma escultura e um ambiente tão trabalhados assim, os respingos da agua, o solo, os peixes………….é muito detalhe que se destaca.

    Parabens………uma verdadeira obra de arte

    • POis é. Dá um trabalho louco. Tem hora que eu penso que vou pirar. Sobretudo quando dá merda e perco tempo como com o problema do silicone velho.
      Muito obrigado aí pelo apoio, incentivo e reconhecimento
      Abração

  3. E eis que surgiu a parte final dessa incrível criação!
    Ficou absurdamente demais a água! Você dá uma atenção tão grande aos detalhes, que fiquei embasbacado com o resultado final! De longe, o diorama mais realista que já vi! Muito bom mesmo todos os aspectos da peça!!! Queria ter um desses aqui ao lado do meu PC!! hehehehe
    Abração!!

    Creio que agora você vai tirar “férias” da escultura por mais um tempinho, não? huahauahua

    • Opa, valeu. Na verdade eu não estava pensando em tirar férias de boneco não, hehehe. Eu tô pensando em fazer uma nova peça, mas ela é meio complicada… Talvez eu faça um busto ou coisa do tipo só pra manter a chapa quente. Talvez mais um personagem do chaves. Quem sabe o Quico?

    • Grande Gustavão! Valeu mesmo.
      BOra marcar um chopp? Ou melhor. Uma cerva gelada aqui no meu novo QG! (eu patrocino o contra-filé)
      Não esquece de chamar a mafia: Trovão, Filipão, Rafa Arnold e Rapha. Posso pegar vcs na barca! Vcs tem que ver o quartinho novo do Juca. Coloquei uns starfix no teto e ele adorou.

    • Ei esta idéia é ótima! O Mamute ia focar fodaço. O problema é conseguir o alvará com a primeira dama para um novo boneco “peludo” porque eu quase matei ela duas vezes com o viking warrior. Ela é alergica a pelos e depois quando já havia passado uns meses ela enfiou a mão no freezer e eu tinha guardado a pele que sobrou do coelho lá, mas não tinha avisado ela. A Nivea meteu a mão com vontade para pegar uns cubos de gelo e apertou uma “coisa peluda”. Ela deu um grito horrível, achando que era um rato (ela se pela de medo de rato, hahahah)

  4. Caraaaaaaaaaaaca!!!! Que peça fenomenal…

    Há cerca de 1 ano e meio atrás quando comecei a acompanhar seu blog, sempre que tinha escultura eu não lia, aprendi a admirar com vc! Sempre que tem agora eu leio tudo, pq eh demais o capricho com q vc az as peças, fica perfeita.

    Como o outro leitor perguntou, quanto seria uma peça dessa? Não rola uma peça promocional com os leitores? 😛

    Abraço e parabéns pela sua arte!

    • OI Caio. O problema é que os bonecos dão um trabalho tão grande que eu acabo me apegando a eles. Mas já rolou de eu dar bonecos promocionais aqui. O John Locke foi assim.
      Obrigado por suas palavras gentis.

  5. Nossa, como demorou a finalização, entrei todos os dias para ver e nem acredito que acabou. Ficou excelente, nossa, não imaginava essa parte da água, e esse realismo, depois tem que fazer um apanhado de todas suas peças e fazer uma galeria mais detalhada. Abraços.

    • Cara é que no meio da produção eu me mudei. Mas não só isso, eu comecei duas obras. Uma na casa antiga e outra na casa nova. Tudo bem no meio da produção da peça… Então é tipo: Cadê o instrumental que tava aqui? – Puts.. Já encaixotei. Mas que caixa será que está? … Putamerda! Tá na caixa que foi pra casa nova…
      Imagina fazer isso assim! Uma merda, hehe. Era pro boneco estar pronto faz tempo, e depois que me mudei ainda fiquei mais de uma semana sem internet… POr isso demorou.
      Sobre a idéia de fazer um apanhado, eu estou trabalhando há anos num livro de construção de bonecos. Este sim será um apanhado detalhado, didático e profundo sobre a construção dessas obras artísticas.

  6. ei philipe!

    adoro o mundo gump e fico aqui babando com a sua habilidade em esculpir. trabalho com artes manuais e a cada novo boneco, fico aqui me corroendo por nao ter esse incrivel talento.

    parabens e continue fazendo esses projetos incriveis. so de acompanhá-los ja fico bastante feliz. os varios truques e macetes servem de inspiraçao para as minhas criaçoes.

    um abraço!

    • Karen, como assim “fico aqui me corroendo por não ter esse incrível talento.”?
      Acredite em você. No seu potencial. Eu não nasci sabendo esculpir e tenho total consciência que estou em processo de aprendizagem. Tem MUUUITO nego muito mais foda do que eu na escultura. É tudo um processo de paciência e dedicação. Não tem dom, poder mágico ou iluminação divina. É apenas treino, paciência e dedicação. Nada mais.
      E não é falsa modéstia. Eu realmente acredito nisso. Qualquer um faz melhor que este boneco. É só querer.

    • Lucy, eu dei aulas a até um tempo atrás. Eu dava aulas na Azimuth, um centro de treinamento em computação gráfica que fica em Copacabana. Porém, meus compromissos profissionais foram avolumando de tal forma que ficou impossível ministrar aulas. Mas eu curto muito lecionar. Não por acaso eu sou professor mesmo, fiz curso normal. (aquele de normalistas, que só as meninas “pra casar” costumam querer fazer, mas eu não usei saia de pregas nem meia 3/4! hehehe)

  7. Só um minuto…vou procurar meu queixo que caiu no chão…… :gasp:
    Já fez ou pensou em fazer algo mitológico como uma quimera, hipogrifo, grifo, minotauro, centauro e assim vai?

    • Sim, com certeza. Tenho o maior tesão de fazer peças mitlógicas. Aliás, era para eu ter feito um grifo em vez de aqua rex. Só parti pro aqua rex porque o grifo um amigo de um forum de modelagem começou primeiro e poderia parecer que eu queria copiar ele e tal. Mas eu curto muito o lance de mitologia grega.

  8. Caraca, essa realmente está um absurdo…
    Philipe, tenta fazer um videozinho de 360º dessa peça e coloca no youtube pra gente…

    Dá vontade de olhar de cima, de lado, de perto… Tá animal mesmo! Parabéns!

  9. Parabéns Philipe
    Mais uma vez acho que você conseguiu se superar
    Cada escultura que faz vai adicionando técnicas e materiais novos esse Aqua Rex ficou ótimo!
    Obrigado por sempre compartilhar sua arte conosco (Sei o quanto esta parte de compartilhar aumenta ainda mais o desenrolar do processo embora também dê motivação para terminar o serviço).
    Grande abraço 😎

  10. Meu camarada! num tô afim de repetir o que todos já falaram, mas na boa! Simplesmente maravilhoso o trabalho.
    Na Facul tive que fazer umas peças em argila, a minha melhor peça (mesmo com minha dedicação) não chega aos pés da unha desse monstro!
    E obrigado pelo prazer de acompanhar esse trabalho, confeço que fiquei muito ansioso no seu período de mudança!
    Parabéns… Eita o ego deve estar lustroso…uahuhauahuhauahuha

  11. Meu camara! num tô afim de repetir o que todos já falaram, mas na boa! Simplesmente maravilhoso o trabalho.
    Na Facul tive que fazer umas peças em argila, a minha melhor peça (mesmo com minha dedicação) não chega aos pés da unha desse monstro!
    E obrigado pelo prazer de acompanhar esse trabalho, confeço que fiquei muito ansioso no seu período de mudança!
    Parabéns… Eita o ego deve estar lustroso…uahuhauahuhauahuha

    • OI LUiz. Fico feliz que tenha gostado do boneco, cara. Na verdade, acho que se ele fosse de argila seria bem pior. O tipo de material ajuda muito.
      Muito obrigado pelo seu incentivo. Abração

  12. Galera todos aqui sabem que o Philipe é um dos melhores escultores do Brasil e mais que isso o cara tem uma paciência, didática e humildade que se vê muito pouco entre talentos deste nível.
    Uma dica que dou a todos que visitam o Blog e querem incentivar o trabalho desse cara é recomendar que todos vocês cliquem nos links de comerciais que o google coloca no Blog assim você contribui pro Philipe faturar uma graninha.
    Outra dica para colaborar, se você for se cadastrar no mercadolivre se cadastre pelo link do blog assim o Philipe fatura também.

    E Claro vamos aguardar o banquinho da felicidade.
    Esse cara merece ficar rico.

    Philipe muito sucesso pra você mais uma vez obrigado

    • Renato, muito obrigado mesmo. Entendo que vc quer me dar uma força aí. MAs eu preciso avisar os leitores que só cliquem se acharem real interesse na publicidade, sobretudo do Adsense, porque o adsense é claro ao PROIBIR que se peça cliques. Os cliques voltados para “ajudar o blogueiro” prejudicam a credibilidade do sistema adsense e por isso tem que ser combatidos. Volto a pedir para não clicarem para me ajudar! Só cliquem se estiverem curiosos e/ou interessados em um produto ou serviço. Eu tenho que deixar isso claro, pois do contrario posso ser punido e até mesmo expulso do sistema adsense.
      Já o mercado livre eu posso pedir numa boa que quem queria se cadastrar, que o faça pelo meu link de afiliação (acima do campo de comentários) porque ali realmente me ajuda mesmo.

      Mais uma vez, obrigado mesmo pela força, apoio e reconhecimento cara. Grande abraço.
      É bom ter amigos como você.

  13. Você venderia uma escultura dessas? Ou só por encomenda?
    Conheço alguns escultores que cobram na faixa de 900 reais por uma escultura desse tipo. Dependendo da complexidade da peça, claro.

    Parabéns pelo trabalho… é o melhor até agora.
    SENSACIONAL!!!!!!!!

    • Venderia. Mas veja, peças únicas custam caro (bem mais caro que 900 pratas) porque são peças únicas na face da Terra. Uma obra de arte é avaliada pelo valor da arte em si, mas não só isso, é avaliada por sua condição única. Geralmente quem compra este tipo de peça única, chamada de “matriz” pelos especialistas são os colecionadores (que tem uma grana forte para gastar) e os fabricantes, que vão pegar a matriz e duplicar ela, fabricando dezenas, centenas, milhares e milhões de peças iguais a partir dessa, e então ele pode diluir o valor da matriz em muitas peças, saca? Depois de um determinado numero de peças o cara lucra bem.
      A maioria dos compradores deste tipo são gringos. Infelizmente, no Brasil esta cultura ainda está sendo formada, mas com difculdade por causa de uma PUTARIA safada chamada Recaster. O recaster é o pirata de boneco. Ele pega o boneco do artista e “chupa” copiando com baixa qualidade e pintando de qualquer jeito, vende para incautos. O cara que revende uma peça que vale aí 500 reais pagando 30 merréis se acha esperto, mas mal sabe que está matando um mercado que poderia se tornar seu ganha-pão no futuro.

    • Bem… Valeu. Suponho que vc curtiu. Infelizmente isso só gastou grana, porque não fiz com intenção de vender. O objetivo é mostrar a técnica aos interessados e incentivar os artistas brasileiros a fazer peças desse tipo. E claro, ter material inédito e exclusivo no meu blog.

  14. meeeeu amigo.
    não tem nem graça falar que isso é a coisa mais foda que eu já vi na minha vida, porque já falaram isso tudo aí em cima.

    … bom, não tem muito o que falar além disso. É A COISA MAIS FODA QUE EU JÁ VI NA MINHA VIDA!
    eu quero ser que nem você quando eu crescer :/

  15. Philipe, por favor me responde, eu tava fuçando os sites por ae e achei isso: http://ueba.com.br/forum/lofiversion/index.php/t88038.html

    Vey eu sempre acreditei im TUDO desse blog, menos nos textos que vc inventava. Veyý me reponde 2 coisas:

    O negócio ae do site eh verdade?? o.O
    Foi coicidencia??
    Eu fikei sem internet por um 1 ano quase, e perdi boa parte do Relato de 1 Mib. A história jah acabou ??

    BJOS E POR FAVOR ME RESPONDAAA

    Veýy, eu sou fã desse blog faiz tempo e naum tem nda pior do qe 1 idolo decepcionar um fã
    pf

    • OI Stella. Então, acho que essa parada que vc achou era antiga, porque o relato de um mib era e sempre foi uma obra ficcional. No meio da história eu criei NPCs (personagens controlados por mim) que atuaram no mundo real. Esses personagens usaram as aparências de dois amigos meus, uma menina e um cara e eu escrevia como eles, criei o maior rebú, criei uma polêmica danada, uma briga entre um tal Gustavo e sua namorada Viviane, que posteriormente descobrimos que se chamava Renata. Os dois personagens interagiram com leitores do meu blog e das comunidades do orkut, e criaram até um blog só pra me difamar, o http://www.oguerreirodaverdade.blogspot.com, mas então o Gustavo arrumou uma invasão ao meu blog e derrubou ele (sim, o personagem, logo, eu mesmo) por varios dias. Posteriormente ele fez ameaças e acabou sofrendo um sequestro. Apareceu todo machucado, apanhou muito. Um video dele sendo surrado de cuecas, num quarto escuro vazou na rede. Posteriormente o Gustavo sumiu e nunca mais deu notícias. Então tuido se concentrou na namorada maluca que exigia o Gustavo de volta. Até ela sofrer uma maeaça de uma figira com cara de caveira pelo orkut, que a chamou de Renata. Até então todo mundo pensava que ela chamava VIVI. Ela baixou a bola legal e então sumiu. Meses depoois uma noticia da morte dela a tiros na porta de um pensionato no interior de são paulo surgiu na rede.
      Muita gente que interagiu e testemunhou os ataques dos dois NPcs a mim e ao blog acreditaram que eles eram mesmo malucos. Pra piorar eu criei um terceiro personagem na trama. E este personagem era eu mesmo. Eu comecei a agir como se fosse realmente um cara perigoso, deixando indícios que eu tinha relações com os sujeitos que haviam dado cabo dos dois Npcs. Muita gente acreditou nisso. Surgiram sites dedicados a me desmascarar e tudo. Lógico que teve gente que desde o início saciou que era tudo uma obra de ficção, num nível impossível de se obter em qualquer outra mídia.
      Mas eu contei toda a verdade no final. Expliquei os motivos para criar os personagens reais e divulguei os famoso videos dentro da base militar, onde eu vejo o alien e tudo mais.
      No fim das contas, teve gente que ficou puta da vida, que detestou, teve gente que gostou e gente que reconheceu que o relato de um mib foi uma das mais profundas experiências de imersão numa realidade alternativa já tentada.
      O relato teve mais ou menos dez partes. É legal de ver.
      Aliás, tem gente que até hoje tem a pulga atrás da orelha com relação ao relato. Volta e meia no you tube eu vejo videos que “provam” que o alien 3d é real.

  16. cara, sem palavras. ou melhor, muitas palavras! teu trabalho é genial. vc domina a tecnica e tem a alma do artista. é como na formula 1; nao adianta pilotar o melhor carro do mundo se vc nao nasceu pra pilotar o melhor carro do mundo! vc tem a manha! parabens, de verdade. espero um dia ter a grana pra enconcoimendar um trampo seu. até lá, contiune com esta arte senscaional q vc nos proporciona. um grande abraço!

    • Firmino, a resina que eu uso nem tem marca. Eu compro a resina numa loja que vende material para fibra de vidro. geralmente casa que vende material para fibra de vidro tem dessa resina. Basicamente são duas as resinas para fibra: resina cristal e resina de laminação. A cristal é mais cara um pouco, mas é bem legal o efeito, pois a peça sai como se fosse de vidro mesmo.
      A resina é comprada em Kg. 1 Kg de resina vem acompanhado de um frasquinho de remédio daqueles tipo colírio. Ali dentro vai o catalisador. Ocorre que para a resina ficar dura é preciso uma reação química. Em geral, basta pingar um determinado numero de gotas num pote de resina e agitar bem, depois deixar sumir as bolhas e esperar endurecer. No processo de catálise, a resina vai esquentar ABSURDAMENTE. (existem casos dela derreter recipientes e até mesmo pegar fogo na mesa!) Quanto mais catalisador, mais rapida a reação química e mais quente ficará.
      Cada resina tem sua proporção de catalisador-resina. Como existem muita formulações e marcas, não posso dar uma receita do tipo “são tantas gotas”. Mas em geral, o cara que vende sabe em detalhes quantas gotas são. É importante usar um copo dosador daqueles de 1,99 para poder saber quantas gotas de catalisador devem ser usadas.
      Um abraço

  17. “Marvilhoso”. Não existe outra palavra que possa descrever o Aqua Rex.

    Os detalhes fikaram incríveis, pensei que vc ia apenas colocar detalhes como se fosse o fundo de um rio ou coisa do tipo, mas quando vi que não era penas isso fiquei surpreso. ÓTIMO.

    Parabéns aew… =D

  18. Não sei nem o que dizer. Se houve alguma palavra superior a “Excelentemente Perfeito” eu diria mas não consigo pensar em nada com a beleza disso ai. É encantador, é um troféu! :omg:

  19. Philipe,

    Acho que você deveria apresentar seu trabalho para o Anima Mundi. Eles têm demanda de troféus todos os anos. Você ganharia uma nota!

    Grande abraço, Brunno

  20. Cara você é um artista, a cada foto eu ficava mais abismada com os detalhes que você ia colocando, acompanhei todos os posts, desde o comecinho e é incrivel imaginar no que aqueles arames se tornaram, parabens vc tem um dom!

    Muito sucesso e saúde!

  21. Cara, ficou muito legal, incrivel essa ultima parte, valeu a espera pela finalização, Parabéns!!!

    Já pensou em fazer algum personagem do StarWars? tipo o Jabba, ou Cheewbacca? ficaria muito legal..

  22. Philipe, parabéns, com certeza foi o seu melhor trabalho! Quanto você quer por ele?? hehehe

    Faça uma galeria com todos os seus “brinquedinhos”, só para nós ficarmos babando.

    Abraços.

  23. Meu, fiquei até assustado com isso cara. Eu sempre leio o blog, comento as vezes, mas essa não tinha como não comentar. Ficou muito bom mesmo, ao meu ver, sua melhor obra! Parabéns Philipe.

    Thiago

  24. Simplesmente incrivel.
    Cara, vc parece ser muito bom em tudo q faz(e sei que é bom mesmo) nao sei oq dizer, estou sem palavras, fikou otimo se eu pudesse eu compraria o Aqua Rex mas se eu fosse você nao venderia.Ainda espero conhecer o Aqua Rex e é claro, o mais importante:conhecer meu mega super incrivel híper ídolo:

    PHILIPE KLING DAVID.

  25. Cacete!!!!!!!! incrivel, perfeito, fiquei realmente admirada com todos os detalhes, a sua atençao, o realismo, tudinho tão bem pensado e bem executado.. acompanhei todo o processo de criaçao, bem como acompanho seu blog há muito tempo mas nunca comentei, dessa vez nao pude deixar passar!

    A escultura mais memoravel que eu fiz foi um pinguim de massinha de modelar na epoca do colégio, mas ele ficou tao torto e errado que acabou parecendo aquela formiguinha evangélica, o Smilinguido.. heheh
    beijos e parabens de novo!

  26. Cara impressionante. Melhor que o monstro em si. o cenario. fiquei impressionado com os macetes e técnicas que vc usa, tudo muito detalhado.
    Esta de parabens cara.

  27. Meu irmããããããããããããããããããããããão!
    Juro que quando via tu colocar as etapas, eu pensava: -Vai ficar bom não. Mas ai tu ia dando o trabalho final e ficava show.

    PQP! Parabéns kra!

  28. Isso que eu chamo de arte vei, parabéns, eu que acompanhei todo o processo pelo blog fiquei impressionado, espero ver outras obras de arte assim, parabéns.

  29. O cenario ficou perfeito… sem palavras… os splashs ficram show e a tecnica da água me suspriendeu porque eu fiquei desde o primeiro post imaginando como você iria fazer água.

    Mas o monstro achei eu que ficou meio torto na peça, sei lá…
    porém ficou bacana…. eu iria querer pra mim!

    • Thiago, o monstro não está torto. Ele está inclinado propositalmente. A cena captura um fragmento de momento, e para aumentar a agressividade, eu inclinei o monstro como se ele estivesse transferindo o peso, para a próxima passada. Se você observar bem, o movimento da cauda dele faz um S deslocando a água justamente no sentido oposto, o que indica que ele está sendo propelido pela cauda, num salto. Dificilmente um monstrão pesado ia saltar reto.
      Quando vemos filmes de predadores africanos caçando, eles raramente estão correndo em linha reta, porque as presas tentam correr em zigue-zague para confundir o predador. Pensei nisso para inclinar o monstro, que está jogando o peso e contrabalançando-o com a cauda.

      • Intendi seu ponto. Mas quando o rex estava na base que ele nasceu, ambos as patas estavam no chao. Quando ele foi transportado pro cenario, a pata direita ficou fora da agua e portanto mais alto que a esquerda, isso torceu seu corpo para a esquerda, ta certo, mas ao meu ver o pescoco do bicho se deslocaria um pouco para que ele nao ficasse com uma visao assim “\” do mundo que deveria ser assim “|”, ou ele pode ter vertigens… hehehe
        Eh, eu nada sei de movimentacao de repteis/predadores/peixes, mas nao posso reclamar, queria a peca mesmo assim pois ficou mto boa!

        Abracos.

  30. Philipe
    Estou reescrevendo pela quarta vez pois me faltam as palavras pra descrever minha admiração pelo seu trabalho.
    Acho que meu português é escasso para tanto.
    Mostrei pra minha esposa e filho como é o trabalho de um verdadeiro artista que tem a genialidade a flor da pele, e sobretudo a grandeza de passar a nós, leitores e quem sabe candidatos a artesãos, todo o processo de criação.
    Seus textos são de uma qualidade impar….sempre que estou entediado ou de mau-humor venho aqui para resgatar o sorriso e a leveza de espirito.
    Obrigado por tudo.

  31. Esse passo a passo faz tudo parecer tão facil!(rs)…você tem indicação de alguma escultura para quem quer começar? pq se eu me metesse a fazer uma dessas logo no começo ia desanimar bastante, já que esta peça é um nivel mais avançado…

  32. êEÊÊEÊêÊêê festaa! 😀
    mais uma vez mostrando criatividade e perseverancia! Não seja tão duro com vc mesmo! o efeito de agua ficou lindio!
    aquarex 10!

  33. Escuta você não tem a manhã de fazer o personagem deste site: http://evilking.net/ , o Necronauta, algo neste nipe http://evilking.net/2009/07/06/necronauta-avulso/ ou neste http://evilking.files.wordpress.com/2008/10/necronauta.jpg?w=493&h=1134

    Quanto custaria?

    Outra pergunta porque não coloca peças a venda que podem ser reproduzidas em pequena escala por você? Sabe igual o molde como aquela do lost, assim ficava um preço legal e acessível a todos!

    Sobre esta escultura seria legal, mas legal mesmo possível colocar peixes de verdade, sabe como se fosse um aquário, tipo a parte onde o bixo fica fosse como uma tapa e abaixo o vidro onde ficassem os peixes.

    • OI And. Seria mesmo legal fazer o necronauta.
      Sobre fabricar e colocar peças à venda, eu penso que não compensa financeiramente pra mim, já que meu negócio é fazer matrizes e peças comissionadas. Hoje, não vivo mais de bonecos e só esculpo pelo prazer, nas (cada vez menos) horas vagas.
      Mas me deu um tesão de fazer o Necronauta.
      Faz o seguinte. Veja aí com o dono do personagem se ele autoriza. Se ele liberar eu posso fazer mesmo no esquema do locke, com três ou quatro peças em resina para sortear aqui, numa promoção conjunta do MG com o site do Necronauta.
      Se ele topar, a gente mete a mão na massa.
      Abração

      • Eu mandei um email para o criador, espero que ele responda seu comentário autorizando!

        Este na minha opinião é o melhor personagem de HQ criado no Brasil nos últimos tempos, a historia é muito bem bolada só faltava um editora investir, mas no Brasil isto é quase impossível de acontecer.

        Para quem não sabe O Necronauta é uma especie de salva vida de almas. A missão dele é conduzir a alma dos mortos ao além. Sua especialidade são aqueles que em vida deixaram assuntos inacabados, aqueles que têm pendências e que ficaram presos ao plano intermediário, almas penadas, assombrações e poltergeists.
        “Peguei a descrição no site”

        Espero que de certo e ver esta promoção no ar, pois suas esculturas são excelentes fico aqui matutando o que você vai aprontar, na próxima!

        Abraço

    • Valeu Dann. Ainda estou aprendendo. Cometi alguns vacilos nesta peça, que me ensinaram bastante. Espero que no próximo boneco o grau de realismo aumente significativamente. Vamos ver…

  34. Cara umas 2 semanas atraz eu decidi fazer um mergulhador de durepoxi, eu já tinha feito um peixe de brincadeirinha então do nada decidi fazer um mergulhador, nunca tinha ouvido falar de técnicas nem que existia de fato arte de alto nível usando massa epoxi. Enfim, terminei meu mergulhador e o pessoal aqui em casa achou legal e eu decidi pesquisar um pouco no google sobre coisas do tipo, dentre tudo que encontrei o que mais me impressionou foi este aqua rex! Cara queria saber, como você começou? Qual foi a primeira peça? Tem fotos? Eu poderia te mostrar meu mergulhador? O fiz sem esqueleto, 100% em durepoxi, tive que fazer membro por mebro depois unir tudo ao tronco, o trabalho foi desproporcional ao resultado final mas quem sabe no futuro faço um perto do que vc faria, estou pensando em fazer um tubarão. E cara, PARABÉNS

    • Valeu Lucas. O meu primeiro boneco foi um beholder de D&D, não tenho fotos dele, mas guardo-o com carinho na minha cristaleira de bonecos.
      Agora o meu primeiro boneco usando polyclay foi o robô do “tutorial do robô”, que você pode ver em http://www.portifolium.com.br/philipe
      O importante é não desanimar e continuar fazendo. O Epoxi é um material ingrato para se começar. Acho que o tutorial do robô e o do lobisomem (procura por “lobisomem sinistro” ali na caixa de pesquisa do blog) podem te ajudar apontando o caminho.

  35. Caramba Philipe, essa foi a miniatura mais sinistra que eu já vi em toda minha vida, na moral!!! Imagino a trabalhera que deu fazer isso, parabéns!!!
    Eu estava querendo começar a fazer umas miniaturas estilo fantasia, sempre tive o sonho de ter esse tipo de miniaturas. Li vários tutoriais, pesquisei bastante e decidi que usaria a Super Sculpey pra fazer as miniaturas. Só que procurei bastante e vi que é muito cara, achei um site estrangeiro que vendia a U$8.00 mas só pra trazer pro Brasil saia por mais de U$35.00.
    Então, gostaria de te perguntar se tem como você me indicar alguma massa que não seja tão cara mas que fique dura depois, pra iniciante mesmo.
    Valeu ai e mais uma vez parabéns pelo seu trabalho! uma verdadeira obra de arte!

  36. camarada… que demais!
    comecei a ler o mundo gump nos meados de 2010 quando eu tava procurando dicas pra criar uma fantasia do freddy krueger e acabei lendo seu artigo sobre sua mae e o seu famigerado trabalho escolar! descobri a pouco tempo o lance de tu criar os dioramas e quero agradecer, pois to entrando agora nesse ramo e eu tava procurando umas dicas e voce me explicou o beaba das esculturas!vlw!
    e so mais uma coisa, que tal vc fazer um diorama do predador?
    abração!!!

  37. Philipe,
    Seu trabalho ficou incrível. Um verdadeiro deleite acompanhar cada detalhe! O efeito da água ficou impressionante e agregou muito à escultura!
    Parabéns!!!
    E obrigado por compartilhar!

  38. eu sempre me impressiono com o nivel de detalhes que voce coloca nas suas peças!!! ficou muito lindo!!! a água, incrivel! eu fico brincando de moledar com epóxi, mas nada comparado com suas esculturas! um dia – um diiiiiiiiiiiiaaaaaaaa- eu consigo fazer alguma coisa chegar no nivel do seu dedo do pé! hahaha! será que em são paulo tem esses materiais que voce usa? por que onde eu moro não tem nada assim para comprar não… dá medo de arriscar comprando pela net, fora que agente nunca sabe quando vai ter dindin, hehe! parabens!!!!!!!

    • OI Raquel, primeiramente, obrigado por suas palavras gentis. Em segundo, quero dizer que não tem nada de muito detalhado nos meus bonecos, há escultores muito melhores que eu que fazem 10X mais detalhes nas peças. Eu acho que qualquer pessoa que queira consegue fazer sem muita dificuldade os bonecos seguindo mais ou menos essas sequencias que eu coloco. Sobre comprar os materiais, eu recomendo comprar na loja, mas se na sua cidade não vende, o melhor mesmo é comprar on line. Com material comprado no Brasil nunca tive problemas, então, eu recomendo. No mercado livre vende tudo isso que eu uso. Um grande abraço e mete bronca!

  39. Philipe, belo trabalho, estou impressionado com sua criatividade, principalmente com o cenário. Ficou perfeito. Gosto de desenhar mas quero partir p as esculturas (principalmente animais). Vou seguir seu tutorial e tentar começar. Vlw!

  40. Sua arte é divina…tenho uma grande vontade de aprender a fazer este tipo de arte mas não encontrei nada para iniciantes… se puder gostaria que mostrasse…fadas, elfos, gnomos e bruxas…Parabéns já sou sua fã… 😉

    • Resina de poliéster cristal. Usei uma genérica. Você vai encontrar muitas possibilidades no mercado. Se você não quer que amarele, sugiro resina de PU cristal. Você encontra ela na redelease. A poliéster amarela com luz ultravioleta (mas é BEM mais barata)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.