14 Comentários

  1. DanXP (Daniel Bart Pinheiro)

    WOW, Leonard gosta de apresentações estranhas hein, e Philipe, o livro do Zumbi você só vai republicar depois que lançar o filme né? Porque eu estava doido pra comprar, mas quando eu arranjei o dinheiro, você já tinha despublicado. Mas voltando ao conto, essa viagem de ônibus do Anderson, me lembrou a sua viagem para Varginha e também do 3º capítulo de um conto que eu estou escrevendo.

    Responder

    1. Não, Dan, eu pretendo republicar o livro do zumbi em breve. O que me atrapalha é que eu terei que ler ele todo para achar o ponto em que fiz uma cagada no indesign e alterei a ordem das paginas. Eu preciso fazer isso para achar o erro, consertar e republicar.

      Responder
  2. Dhays

    Quase pensei que dessa vez o Anderson tava quebrando a cara indo atras das loucuras dele, mas ainda bem que o Leonard apareceu. E Philipe, a título de curiosidade, naquela época, início dos anos 90, os caixas eletronicos já estavam assim tão acessíveis, a ponto de ter um deles na rodoviária? É que me lembro que até pouco tempo atrás (tipo uns 10 anos) eles ainda não eram assim tão populares…

    Responder

    1. Não tinham os caixas dos bancos, como tem hoje, mas o banco 24 horas é antigaço. Eu me lembro de ir com meu pai no Banco 24 horas quando eu era um molequinho de sete anos.

      Responder
  3. BEZALEL

    Leonard, finalmente! “cobras luminosas”, Mara Zumbi, era só o que faltava! Que mais vem por aí? Agardem queridos leitores, o PHILIPPE está a todo vapor! Aí vem “CHUMBO GROSSO!” Se abaixem! Rsrsrs!

    Responder

  4. Muito bom, ele achou o Leonard, eu já estava aqui pensando que ele iria quebrar a cara. Mas que bom que as buscas dele tem dado resultado.

    Responder
  5. Rogério

    Excelente estória! Você está de parabéns!

    Mas com tanto capítulos eu me perdi. Quem é Leonard mesmo?

    Vou esperar terminar e depois leio tudo de uma tacada só…

    Responder

    1. Leonard não é explicado em A caixa. Mas ele é explicado superficialmente em “o caçador” e em “a busca de kuran”

      Responder
      1. Rogerio

        Ixi! Então danou-se. Não li nenhum desses dois contos. Mas tenho certeza que o Leonard já apareceu nesse conto, mas não lembro onde. Foi o Leonard que tirou aquele professor da caixa com uma faca mágica que cortou a caixa? (pelo menos foi o que o tal professor disse). E o tal do besouro? Ele falou pro Anderson que ele poderia encontrar o Leonard nas dunas? Mas por que o Anderson está procurando o Leonard?

        Eu não li tudo o que tem no seu site, mas li bastante. O que mais me marcou foi o Relato de um MIB (acho que o nome era esse). E aqueles vídeos do cara falando do Blop e Slow Down?!?!?! Putz!! Fui pesquisar e os tais barulhos existiram mesmo!! Caramba! Quase pirei naquele conto! Comecei a confundir realidade com ficção! Isso porque li em uma tacada só, pelo arquivo. Se tivesse lido na época da publicação, à medida que você fosse postanto, acho que iria enlouquecer mesmo!! KKK

        Esse não tem esse perigo, mas que está tenso, está!

        Responder

        1. Um cara que esteve na caixa disse pra ele que conheceu Leonard, e que leonard tinha salvado ele da maldição da caixa. Ele foi atras do Leonard, porque a coisa tá feia pro lado dele.

          Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.