11 Comentários

  1. Júnior

    Philipe -_-‘ isso é hora pra bota o continua kkkk ?
    eu ja tava todo arrepiado aqui ; \

    Responder
  2. Rodrigo

    Cara, você tem o dom de deixar as pessoas ansiosas para a próxima parte hein hahahahha

    Responder
  3. Michele Hill

    Philipe levando a gente pela mão por dentro dessa casa sinistra.
    Respiração quase suspensa, pude sentir as teias de aranha no meu próprio pescoço!

    Responder
  4. Daniel Silva Pinheiro

    Ansioso pelo capítulo 4, esse conto você tá caprichando mesmo na arte do medo.

    Responder

  5. Cara, até sonhei com essa história entre a parte II e parte III… Termina logo !!! hahahaahhaah.
    Excelente história! Grande abraço.

    Responder
  6. Dhiego

    Achei que era impossível superar a qualidade de “A caixa”, mas pelo andar da carruagem, você vai bater o recorde aqui! Que trabalho magnífico! Continue assim!

    Responder
  7. Carlos Dente

    Duas palavras: magnificamente excelente!

    Tua capacidade descritiva está no auge com essa história.

    Responder
      1. Carlos Dente

        Tô, sim!

        E, ao ler, é como se eu visse tudo que está sendo descrito.

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.