5 materiais incomuns para fazer roupas

Hoje a ciência investe em novas tecnologias para a criação de tecidos especiais. Você não vai acreditar no que esses caras andam pensando para fazer roupas. Saca só:

1- Muco de peixe abissal.

%name 5 materiais incomuns para fazer roupas

Acredite se quiser, as roupas do futuro poderão ser feitas com um tipo de catarro nojento que um peixe que mais parece um verme gigante secreta para escapar de predadores. O tal peixe tem o talvez apropriado nome de peixe bruxa. Ele secreta um muco altamente resistente e viscoso, através de glândulas especiais no seu corpo. O muco pode ser secado e tratado para produzir um tipo inovador de tecidos. Até o momento, sabe-se que criar o tal peixe é tarefa quase impossível, já que ele não se reproduz em cativeiro e seu ambiente natural é a escuridão das profundezas, onde ele se alimenta de baleias mortas.

%name 5 materiais incomuns para fazer roupas

Mas os cientistas tem esperança de entender como se dá a formação da proteína que compõe o muco. A tal proteína parece ser um golaço evolutivo, que permitiu ao peixe bruxa ser um dos animais mais antigos do planeta vivendo exatamente do mesmo jeito. Ele ja estava aqui antes dos dinossauros, há mais de 300 milhões de anos. O segredo do “catarrinho” é que quando um peixe tenta comer ele, ele solta tanta, mas tanta gosma, que sufoca o predador, que vendo que vai se dar mal por não conseguir respirar, larga o peixe bruxa na dele.
A ideia dos cientistas é que uma vez compreendendo a cadeia de proteínas dos filamentos que compõe o muco viscoelástico, seria possível em teoria fazer uma maquina que produzisse quimicamente o muco, de modo a oferecer ao mercado têxtil um novo produto orgânico, para competir com o nylon e outras fibras sintéticas de base no petróleo.
fonte

2- Leitinho

%name 5 materiais incomuns para fazer roupas

Roupa feita de leite… Por que não?
Anke Domaske, uma estilista alemã descobriu como fazer um tecido feito de leite, amigo do ambiente e que facilita a vida a quem tem alergias de pele. Chama-se «Qmilch». Parece-se com a seda, mas pode ser lavado como o algodão.

A bioquímica e designer de moda de 28 anos até agora apenas utilizou este tecido para fabricar roupa da sua própria marca: MCC. Mas, de acordo com a Associated Press, no próximo ano Anke Domaske quer começar a produzir este tecido em grandes quantidades e muitas foram as empresas que já se mostraram interessadas em o adquirir.

Qmilch é uma combinação de qualidade e «milch», que significa leite em alemão. Este tecido já ganhou um prémio de inovação da associação de pesquisa têxtil da Alemanha, que o reconheceu como uma fibra nova e sustentável que pode revolucionar a indústria do vestuário. fonte

3-Vinho

%name 5 materiais incomuns para fazer roupas
Já pensou em usar uma roupa feita de vinho? Não? Pois em breve isso será possível.
Os cientistas da Universidade Western Austrália conseguiram criar uma roupa feita com vinho. No processo de criação do estranho “tecido” eles usam uma bacteria que transforma o vinho numa especie de gelatina. E esta gosma resultante se produz um material parecido com o algodão. O processo de criação de roupas com vinho é bem estranho. A bactéria, chamada acetobacter, é adicionada ao vinho. Ela acidifica o vinho, tornando-o vinagre. No processo, ela gera uma espécie de “nata”, que é então depositado sobre um manequim inflável, que mantém a forma da roupa.
fonte

4-Teias de aranha

%name 5 materiais incomuns para fazer roupas

Tem gente que se caga de medo de uma simples aranhazinha. Mas certamente até os que sofrem de aracnofobia vão curtir essa inovação: Um tecido feito com a teia de aranhas. Similar a seda, o tecido é altamente resistente, graças à proteína da teia da aranha.
As maiores peças de roupa já tecidas com seda de aranha foram expostas no Museu Victoria and Albert, em Londres.
Uma elaborada capa bordada e uma echarpe de quatro metros de comprimento foram feitas inteiramente com a seda dourada de mais de um milhão de aranhas da ilha africana de Madagascar (Nephila madagascariensis).
O projeto foi criado por Simon Peers e Nicholas Godley, que vivem em Madagascar, e decidiram em 2003 criar tecidos com a seda das aranhas.
A seda é produzida pelas fêmeas. Uma equipe de 80 homens e mulheres capturou aranhas, coletou as teias e as devolveu à natureza, todos os dias por sete anos para conseguir produzir uma quantidade suficiente de seda dourada.
O tom dourado e o brilho dos tecidos são naturais da seda da aranha de Madagascar. “Isso é fantasia, é magia. Atrai e encanta”, diz Nicholas Godley. “É um pouco de poesia, na verdade.”
“Nós dois pensamos que essa era a coisa mais louca que poderíamos fazer e que ninguém tivesse feito antes”, diz Simon Peers, que admite ainda ter medo de aranhas, apesar do projeto. fonte

5-Pelo de cachorro

%name 5 materiais incomuns para fazer roupas
Já parou para pensar na mutueira de pelo de cachorro que é descartado diariamente pelas pet shops? Algumas raças são fartas em pelagem e exigem constantes tosas. Esse material ia odo para o lixo, uma boa parte era incinerada, até que surgiu a ideia de aproveitar esse material e fazer roupas com pelo de cachorro.
Bettina Menkhoff é uma alemã que confecciona todos os tipos de roupas que podem ser feitas com pêlo de cachorro. fonte
Abaixo, podemos ver a série de fotos feita pelo fotógrafo Erwan Fichou, que clicou gente adepta desta moda canina ao lado de seus musos inspiradores, os cãezinhos:
%name 5 materiais incomuns para fazer roupas

Artigos relacionados

Comments

comments

8 comentários em “5 materiais incomuns para fazer roupas”

  1. Tem aquela estilista que usou pelos de búfalo, lembra?
    Teia de aranha realmente dá pra fazer tecidos. Lá no MATO GROSSO tem uma espécie de aranha que fabrica uma teia também de cor dourada e muito resistente. Seu abdomem é cilondrico e comprido e ela apresenta um corpo todo pintadinho de diversas cores.
    E não podemos esquecer daqueles nativos que usam a teia de aranha para pescar, e de uma forma muito curiosa por sinal. Eles amarram um emaranhado de teias em um cordel que por sua vez está preso à uma “pipa”. Isso mesmo. À uma pipa. Depois empinam a pipa sobre as águas (do mar nesse caso) e quando o peixe (espada) tenta pegar aquele “treco” se arrastando na superfície da água ele fica esrroscado e posteriormente é capturado e com vida, se isso serve de consolo aos ecologistas,só que depois eles o matam até porque eles usam canoas nessa operação e o peixe se ficar se debatendo tende a cair de volta na água. Peixe quieto é peixe morto!
    A NATUREZA E SUAS CURIOSIDADES!

    • Essa aranha chama-se aranha tigre. Os caras de um lab dos EUA ligado ao pentagono estavam estudando a proteína da aranha tigre para fazer um novo tipo de kevlar super leve e resistente contra tiro de fuzil.

    • essa do pelo de cachorro, se não houver algum tratamento químico, ferra tudo em dia de chuva e lavagem …

      imagina o cheiro de cachorro molhado … XD

  2. Nossa… Se possível, alguém passa mais informações sobre esses tecidos confeccionados a partir de teias de aranha? Fiquei curioso quanto a textura, resistência e demais propriedades.

  3. o peixe bruxa (Hagfish) é o único vertebrado com crânio sem mandibula e sem espinha dorsal … esquisito é pouco …

    essa gosma do peixe bruxa, uma medida próxima de uma colher de café faz mais de 500ml de água virar meleca …

    http://www.youtube.com/watch?v=Bb2EOP3ohnE

    o bicho depois de se envolver na meleca pra se proteger ainda tem mobilidade e dá um nó em si mesmo para escapar da gosma … nojento …

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.