Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Amigo, saca só essa notícia:

[box type=”shadow”]

Há cerca de duas semanas a polícia de São Paulo vem registrando um fato incomum, crânios humanos vem sendo encontrados em diversas partes da cidade. Um dos responsáveis pelas investigações, o delegado Paul Henry Verduraz, titular do 34º Distrito Policial (Vila Sônia), diz que os casos apresentam coincidências e podem estar relacionados.

“A gente, analisando todos os casos, encontramos essas coincidências. Todos (os crânios) têm o mesmo aspecto, um aspecto que realmente foi subtraído de um túmulo, um aspecto de antigo. Contêm terra, material decomposto humano. Não recebemos o laudo ainda, mas notamos isso”, conta Verduraz.

Até agora oito casos como esse já foram registrados, de acordo com o delegado e todas da mesma forma, embrulhadas papéis vermelhos. As caveiras costumam ser deixadas perto de igrejas mórmons e consulados.

Uma das suspeitas investigadas é de que se trata de uma tipo de “trabalho espiritual”. “Isso (a convergência entre os casos) dá a entender que todos têm relação e que parece ser um trabalho espiritual, digamos assim. A gente não sabe ainda. Estamos pesquisando. Estamos conversando com várias pessoas”.

[/box]

Direto da Folha de São Paulo:

[box type=”shadow”]

O que parecia ser uma brincadeira de mau gosto tornou-se parte de um quebra-cabeça macabro que tem mobilizado a Polícia Civil paulistana.

Crânio humano é colocado na avenida Paulista em SP
Imagem deve ajudar polícia a descobrir quem abandonou crânio em SP

Desde o dia 20 do mês passado, quando um crânio foi encontrado em uma jardineira próxima ao ed. Copan, no centro da cidade, outros sete com as mesmas características foram achados em diversos pontos de São Paulo, no que parece ser um caso de bruxaria.

Thaiane de Oliveira, 24, atendente de uma loja de cosméticos que fica em frente à jardineira, lembra-se do dia.

images (25)

“Cheguei por volta do meio-dia. A princípio, não fui ver. Daí tiraram foto e só aí que eu fui lá. Quando eu olhei a primeira vez, achei estranho. Mas depois mostrei a foto pra tanta gente que até acostumei”, disse.

Desde então, outros crânios foram abandonados. E com um mesmo padrão. Todos estavam envoltos em papel de presente vermelho e foram colocados próximos a consulados (Rússia, República Tcheca e África do Sul) e em frente a igrejas mórmons.

Aline Oliveira, 23, recepcionista do prédio onde fica a representação da África do Sul, na av. Paulista, conta ter se assustado ao se deparar com o crânio abandonado na entrada do edifício.

“Já pensou? Ficou bastante tempo ali. Deixaram aquilo das oito da manhã até as quatro da tarde, quando a polícia veio tirar. O pessoal entrando e saindo o tempo todo, parava, via, perguntava”, disse, indignada.

cabecas

INVESTIGAÇÕES

Para o delegado do 34º DP (Vila Sônia), Paul Henry Bozon Verduraz, um dos responsáveis pelas investigações, trata-se de um único caso.

Gravações de câmeras de segurança obtidas pela polícia mostram uma mulher aparentando ter entre 30 e 40 anos, sempre trajando saia até a canela, depositando alguns dos crânios encontrados.

images (26)
“Parece um trabalho espiritual. A nossa investigação já está adiantada e as formas que foram deixados os crânios e os locais, próximos a sedes de consulados de outros países e a igrejas indicam que pode se tratar de um trabalho para dar poder a alguém [que teria encomendado a feitiçaria]”, afirma.

Apesar de ainda aguardar o resultado dos exames periciais, o delegado do 3º DP (Santa Ifigênia), Antônio Carlos Tucumantel, que também investiga os casos, disse que todos os crânios são antigos.

“Não é coisa recente. Têm traços de terra e provavelmente foram retirados de cemitérios”, afirmou.

Os delegados, porém, não forneceram outros detalhes da investigação, nem quiseram dar informações sobre quais seriam os possíveis cultos envolvido nas ações.

CULTOS EUROPEUS

O professor da USP aposentado Reginaldo Prandi, especializado em sociologia da religião, disse acreditar que o “trabalho” –que dispensou velas, alimentos, animais mortos e outros elementos típicos de cultos de origem africanas– possa ter ligação com bruxaria de origem europeia.

“No Brasil, as religiões afrodescendentes jamais fariam algo relacionado a consulados”, comentou.

De acordo com o professor, não é comum o uso de restos mortais humanos nas religiões afro-brasileiras.

Ao ser questionada sobre o caso, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, por meio de sua assessoria, disse que não sabia mais detalhes a respeito do assunto, e afirmou também que não centraliza dados sobre violações de túmulos.

E o mistério continua.
[/box]

fonte fonte fonte

O mistério dos crânios humanos que estão sendo encontrados em São Paulo

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

25 ideias sobre “O mistério dos crânios humanos que estão sendo encontrados em São Paulo

  • 4 de abril de 2013 em 10:18
    Permalink

    A noticia é interessante, mas faltou ‘a opnião do kling’….

    Mas é bizarro….

    Resposta
    • 4 de abril de 2013 em 11:33
      Permalink

      Minha opinião é que “elas estão tentando de novo”… Só que encontraram um novo jeito, usando um cavalinho.

      Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 10:40
    Permalink

    “Estão cobrindo os crânios com mel, embalando eles em papel de seda vermelho. Já colocaram quatro crânios em diversos locais da cidade.”

    Alguém andou lendo muito ‘A Caixa’…

    Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 10:44
    Permalink

    Rapido, Anderson e Leonard. O tempo esta esgotando.

    Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 10:46
    Permalink

    São as bruxas de “A Caixa”… Kkk
    Isso é feitiço pra trazer a pessoa amada. Só q não.

    Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 10:46
    Permalink

    Eu sendo da polícia iria buscar uma consultoria com um Magista ou Sacerdotes de várias linhas religiosas ou esotéricas.

    E ainda traçava as coordenadas em um mapa para ver se era possível estabelecer um padrão geográfico comparado com as linhas de lay.

    Acho o procedimendo muito sofisticado para ser mera “macumba”.

    Resposta
    • 4 de abril de 2013 em 10:48
      Permalink

      * leia-se procedimento, favor corrigir 🙂

      Resposta
      • 4 de abril de 2013 em 16:06
        Permalink

        A policia já encontrou a mulher que colocava os crânios em 09 de março e deu a investigação por encerrada…

        Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 10:51
    Permalink

    AAAHÁÁÁÁÁÁÁ! Duvido que voce não tenha lembrado da historia “do roubo de cadáver”, também, PHILLIPE. rsrsrs!

    O agravante aí nesse caso não é saber quem ou o porque mas de onde vem esses crâneos?
    Quer dizer que alguém está violando sepulturas (né Phillipe?), e isso não é uma boa coisa, até porque, provavelmente essa pessoa está invadindo cemitérios, e abrindo sepulturas de estranhos. E se a pessoa tem acesso à esse material, provavelmente também tem acesso a outros materiais e bems que pertençam a outrem!
    Nas se tem imagens, fica mais fácil descobrir quem é e logo essa pessoa será pega!

    Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 11:58
    Permalink

    SINISTRO! Roer crâneos….. se essa moda pega….!

    Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 12:01
    Permalink

    Esse caso já foi resolvido no começo do mês de março (por volta do dia 10, vi na tv)… A mulher filmada por uma das câmaras de segurança do prédio do consulado da África do Sul, foi identificada como Leonarda Ferreira da Paixão, 42- e presa, quando saia do cemitério de Vila Formosa. Segundo consta, a mulher tinha sérios problemas mentais (Caso contrário, ela seria processada por vilipêndio a cadáver). Descartou-se assim o que inicialmente suspeitava-se como sendo “trabalho espiritual”.

    Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 12:55
    Permalink

    Caraléoo ”A CAIXA” é real!!! Medoo…

    Resposta
    • 4 de abril de 2013 em 14:39
      Permalink

      Se o Anderson e o Leonard não agirem rápido, a coisa vai ficar feia…

      Resposta
      • 4 de abril de 2013 em 18:31
        Permalink

        Pode crer… a historia da caixa ta virando realidade!! Corram!!

        Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 19:04
    Permalink

    Bruxaria europeia? Putz, esqueci o nome daquela linha de bruxas italianas que só tem mulher.

    Resposta
  • 4 de abril de 2013 em 22:38
    Permalink

    Fato que só enriquece a historia ‘A Caixa’

    O que seria “usando um cavalinho.” Philipe?

    Resposta
    • 5 de abril de 2013 em 14:47
      Permalink

      Um cavalinho é uma pessoa de mente fraca, que pode ser usada por um ser humano com poderes (bruxa, feiticeira, etc) ou uma entidade sobrenatural qualquer, para realizar certas tarefas simples. São cavalinhos esses maníacos que saem matando geral e quando presos, dizem que “receberam ordens de vozes do além” e não puderam resistir. Ou receberam ordens do diabo… Coisas do tipo. Esses caras são uns “buchas”, que atuam como elementos descartáveis pelas entidades.
      Claro que do ponto de vista cético e científico, são tão somente desajustados mentais.

      Resposta
  • 5 de abril de 2013 em 14:54
    Permalink

    A vida imita ‘A Caixa’ ou ‘A Caixa’ imita a vida?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!