fbpx

bizarro, polêmica

Video bizarro: O que é a criatura atacando uma cabra?

Eu descobri a verdade sobre o video da criatura misteriosa atracada com a cabra na fazenda e vou revelar pra você neste...

Escrito por Philipe Kling David · 4 Minutos de leitura >

Dias atrás eu coloquei no facebook este video que descobri por acaso no feed de videos do facebook. O video se apresentava como uma evidência da existência “del diablo”. O infeliz do Diabo leva sempre a culpa por tudo que o ser humano não entende e claro, é o bode (hahaha) expiatório perfeito, já que desde sempre se coloca a culpa de tudo que não dá certo no diabo.

No caso, o que vemos parece ser algum lugar rural, onde dois homens mais um cinegrafista de celular registram algo estranho agarrado numa cabra. A coisa parece escura e peluda e num breve instante parece muito um morcego gigante agarrando-se ao pescoço do animal, abraçando seu dorso com os dedos do que lembra uma asa parecida com a de um pterodátilo.  Os homens começam a dar aquele “tratamento humanitário” da polícia de Diadema na criatura, que claro, foge para o mato e dali vai se esgueirando até um rio, sempre perseguida por seus dois corajoso algozes, que continuam a desferir boas porradas até com o bicho dentro dágua. O video termina com a fuga da criatura nadando melhor que um peixe e se esgueirando entre as pedras do rio.

Confira só o video:

Efetivamente parece algo de natureza sobrenatural.

Imediatamente as pessoas que me seguem deram suas opiniões sobre o que poderia se tratar. A grande maioria julgou se tratar de um video fake.
Um animal desconhecido, um morcego gigante morto amarrado na cabra, e até mesmo uma evidência de um criptídeo hematófago conhecido popularmente como “chupacabras” foram as possibilidades que não puderam ser deixadas de lado. De cara desconfio que não seria “el diablo” uma vez que Belzebu deve ter coisa melhor pra fazer do que beber o sangue de cabritas num sítio furreca.

Investigando o caso um pouco mais a fundo, descobri do que se trata o video.

A verdade sobre o video do chupacabras

A verdade, meus amigos é que o vídeo se trata de um FANTASMA. Não era o Chupacabras.
Mas também não é um morcego, nem um pano amarrado na cabra. É um fake de fantasma realizado por uns caras deste canal. Acredito que se trate de um tipo de minissérie assustadora caseira, que eventualmente escapa da bolha local e viraliza. A criatura é um tipo de entidade folclórica local, e parece se resumir a um tipo de bruxa do Rio, mas que se resume a uma cabeça decepada com longos cabelos pretos. Assim, quando lá no Facebook eu disse que ela foge como uma peruca em fuga, era exatamente isso mesmo, era uma peruca em fuga puxada por um fio.

Neste frame podemos ver a “peruca” agarrada na cabra

A versão original tem muito mais qualidade e mais informações. Podemos ver antes do video que o cinegrafista mostra a criatura mais nitidamente, isso foi cortado pela edição (tô QUASE chutando que é uma edição desses canais sensacionalistas ufológicos do México tipo os programas do Maussan)
A edição claramente recortou partes da parada para deixar mais dramático, e isso gerou muitos “cortes estranhos” percebidos pelos meus amigos do face como um indício da fraude. Veja o video completo:

Pra falar a verdade, após ver o original, eu acho o cortado bem melhor sobretudo por sua qualidade de compressão ruim, que acrescenta um fundamental layer de confusão, permitindo a pareidolia maravilhosa que faz um bolo de cabelo parecer exatamente igual uma asa de morcego no flanco do animal:

 

Na nossa imaginação:

hahaahahaha

 

NA versão original fica mais claro que é uma cabeça que parece ser de papel machê com uma peruca colada.

 

No final do video uma mensagem de alerta:

O texto diz “para todos nós temos que ter cuidado quando estamos em um lugar escuro porque os animais sempre podem estar lá. Obrigado”

 

O video original foi criado por Aji Petualang, da Indonésia, e pelo que consegui traduzir ele mesmo deixa claro que é diversão:

O fantasma da água  banyu kalimantan que eu peguei era apenas uma história educacional. Este vídeo pode ser assistido por qualquer pessoa de todas as esferas da vida

 

Parece ser uma lenda da Indonésia, que é bem o lugar onde tem o morcego gigante, então essa poderia mesmo ter sido uma possibilidade. Mas acho que Aji Petualang está longe demais para sofrer a influência midiática do Chupacabra. Acredito que o video tenha sido feito numa pequena fazenda do Kalinmatan do Sul:

Segundo investiguei, a forma do fantasma banyu é um fantasma feminino com cabelo comprido, às vezes até lembra o cabelo de uma mulher que às vezes é vista flutuando ou submersa no rio.

Provavelmente este é um fantasma associado ou derivado do mito fantástico da criatura chamada Kuyang-kuyang, que é um fantasma feminino que assombra as beiradas de rios de Bornéu.
Acredita-se que seja um fantasma na forma de uma cabeça de mulher, em decomposição ou não, mas que não tem corpo e sim, órgãos internos pendentes. Esse fantasma tem uma certa obsessão por beber sangue, e prefere crianças, jovens meninas (talvez uma conexão com o taboo do menarca) e mulheres grávidas, sobretudo mulheres fracas após o parto. Esse fantasma pode voar em baixa altitude quase que levitando rente ao solo (isso explica aquela fuga da cena da peruca).

A origem de uma Kuyang

Trata-se de uma mulher que levada pelas circunstâncias acaba se entregando à magia do malefício. Quando ela morre, sua alma sem descanso não é aceita no mundo dos mortos, restando a ela vagar bebendo o sangue, mesmo que sem corpo.
Possivelmente as origens remontam a relatos de ataques de morcegos hematófagos, que podem atacar o ser humano. O hematófago após de alimentar do sangue, deixa um rastro de sangue escorrido causado por sua saliva anticoagulante, e provavelmente os povos primitivos ao acordarem vendo mulheres com sangue, passaram a atribuir à Kuyang o ataque.

 

O chupacabras da Indonésia

Pesquisando para este post descobri que na mitologia da Indonésia tem um tipo dum chupacabras! É esse morcegão aqui:

Trata-se do Ahool. Assim como muitos outros crípticos, não há evidência física de que essa exista, mas há quem creia nela.

O número de pessoas que afirmam ter visto essa criatura vem crescendo em todo o país. É indefinido se o Ahool seria um morcego grande ou um morcego gigante com envergadura de 3 metros. Sabe-se que é descrito como sendo duas vezes maior que o maior morcego já encontrado na história do ser humano; a raposa voadora.

Diz-se que Ahool vive no meio de uma floresta densa na ilha de Java. As fêmeas gostam de morar em grupo, enquanto os machos moram sozinhos. Eles têm asas enormes, focinho comprido e uma crista longa e fina e podem fazer todo mundo tremer de medo.

Algumas pessoas realmente acreditam que ahool não é apenas uma criatura mística; e existe de verdade, sempre atacando na escuridão, e na ilha Seram de Maluku, há também uma outra criatura assemelhada, chamado “Bati”. Na ilha Seram de Maluku,  habitaria o Bati. OS que já viram dizem ter o formato do corpo de um macaco, mas tem asas de morcego. Essas criaturas também são descritas como tendo uma altura de 1,6 metros com um corpo de cor vermelha brilhante. Segundo o povo do Seram, o Bati mora na região do Monte Kairatu e só saía à noite e procurava as crianças como se fosse comida.

Bom, então vou encerrando por aqui, e se você curtiu este mistério desvendado, não deixe de dar uma olhada nos outros posts e indicar o Mundo Gump para seus amigos.

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

Voo 502 – O avião que parou o tempo

em polêmica
  ·   1 Minutos de leitura

O mistério dos caixões que mudavam de lugar

em bizarro, polêmica
  ·   50 segundos de leitura

Uma resposta para “Video bizarro: O que é a criatura atacando uma cabra?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.