UFO cilíndrico estranho mergulha em vulcão em erupção

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

O meu brother Vinicius deu a dica deste video, que mostra um enorme objeto cilíndrico, uma forma que é bastante avistada voando nos céus em altíssimas altitudes.

O estranho deste video é que ele foi registrado por um canal de Tv que cobria a erupção de um vulcão. O estranho objeto voador não identificado vem numa velocidade impressionante, aparentemente do espaço e desce na vertical, mergulhando na boca do vulcão.  Podemos perceber que a velocidade de deslocamento daquela “coisa” é altíssima, apesar de seu tamanho enorme, pois uma câmera de Tv padrão betacam grava em media numa taxa alta de quadros por segundo, o FPS. Em media o padrão broadcast é de cerca de 30 Frames por segundo. O objeto aparece se deslocando em poucos frames, quatro ou cinco apenas, o que pode nos dar uma noção aproximada de sua velocidade descomunal.

O vulcão em questão é o  Popocatepetl, que fica a cerca de 60 km da capital do México. O seu cume atinge 5.482 metros de altitude e é o segundo mais alto do México. Curiosamente, o México é o país do mundo com mais avistamentos bizarros de UFOS no mundo, sendo campeão absoluto em registros proporcionais ao seu território. A razão disso ninguém sabe ainda.

Aqui está o Video:

 

Segundo as estimativas feitas pela sua dimensão registrada no video, o UFO tem cerca de 1km de comprimento por 200m de largura!

O canal de Tv mexicano pediu para que uma astrônoma dissesse sua opinião pelo que ela vê no video e a cientista chamou a atenção para a particularidade mais óbvia:

O mais espetacular é que ele está entrando e não saindo do vulcão. Espera-se que objetos sejam ejetados do vulcão, e não que entrem nele.

[one_third] [box color=”#000000″ bg=”#bccfe7″ font=”arial” radius=”16″ border=”#335272″ float=”left” head=”Ufos perto de Vulcão da Costa Rica” headcolor=”#000″] Como em qualquer outro dia, Ángel Brenes deixou o trabalho na Subestação de Energia Elétrica de Tres Rios.(Costa Rica) Mas em 24 de Junho foi diferente. Nessa noite ele captou com seu celular um vídeo de um OVNI sobre as 2 torres elétricas mais altas da Subestação. Ángel assegura que a luz se moveu de uma forma que ele não pode explicar e consequentemente ele afirma que era um OVNI. Para Oscar Sierra, um expert no assunto OVNI, é necessário fazer análises adicionais do vídeo, entretanto, ele apresenta características que o tornam verdadeiro. O físico José Alberto Villalobos pensa diferente. Ele acha que é um OVNI porque não pode ser identificado, mas não pode dizer que seja uma espaçonave extraterrestre. Uma imagem similar foi capturada perto ao vulcão Arenal em 2006.

fonte

[/box] [/one_third]

 

[two_third_last]

Ao analisar o video, podemos também notar certas características bastante interessantes que chamam a atenção.  Se fosse um video passado de trás para frente, do vulcão emitindo uma enorme bola de fogo (tdo bem que uma bola de fogo de 200 metros por 1km já é algo inédito, mas tudo bem) o objeto ejetado deixaria atrás de si um rastro. E isso não acontece. Não há presença de rastro (comum em meteoros) nem no sentido de descida e nem no sentido oposto. Igualmente estranho é o fato do objeto ser totalmente luminoso, de maneira uniforme. Se fosse um meteoro, ele teria uma “frente” mais iluminada e um longo rastro em forma de cauda, que vai perdendo o brilho de forma gradativa. No entanto, olhando os frames, podemos ver que a luminosidade amarelada forte do UFO é constante, ele tem bordas definidas e parece até colorir as nuvens brancas de vapor que sobem da caldeira do vulcão.

Com o fato de não haver rastro eliminando completamente a possibilidade de ser um meteoro, as hipóteses sobre o que é esta coisa se tornam um pouco mais limitadas. Veja, uma forte possibilidade pode ser a de fraude. Se alguém desenhar a nave por cima dos fotogramas do video, isso seria realmente possível, e é justamente assim que são produzidos muitos efeitos especiais de hollywood.  Outro fator que causa ao menos em mim uma forte curiosidade é como algo destas dimensões penetra num vulcão, que supostamente está cheio de lava, lama e gases e não sobe de imediato uma nuvem de fumaça e detritos piroclásticos?

Veja, é impossível imaginarmos que um objeto sólido dessas dimensões, trafegando nessa velocidade não produza impacto algum nem gere uma perturbação atmosférica em sua passagem. Como isso não ocorreu, temos duas hipóteses, uma é que isso corrobora a hipótese da fraude. A segunda é que o Ufo não estava completamente materializado. Isso pode parecer um desvario completo, e com base na nossa ciência atual de fato é, já que hoje em dia ou algo existe ou não existe. O meio termo existencial parece fisicamente improvável.

Podemos também pensar que talvez o Ufo seja apenas um fenômeno atmosférico desconhecido. Seria aquilo um tipo de raio ou descarga elétrica absolutamente incomum, descendo dos céus e entrando no vulcão? Mas é justamente este detalhe em particular que me faz perguntar qual a probabilidade de um evento atmosférico descer exatamente na boca dum vulcão em erupção.  Aquela trajetória me parece excessivamente definida para a de um raio.

A favor da teoria do fenômeno elétrico inédito estão os estudos que mostram que nuvens piroclásticas emitidas pelos vulcões são acompanhadas de alterações elétricas. Quase sempre ocorrem raios no meio das nuvens de fumaça, gases, vapores e partículas dos vulcões.

 

Na foto, relâmpagos que não são de chuva, pois o céu está limpo, iluminam as cinzas que jorram do vulcão Eyjafjallajökull na famosa erupção de 2010.

 [/two_third_last]

 Mas se olharmos na foto acima como os relâmpagos e raios são irregulares, notaremos a absurda diferença do fenômeno registrado em video no México.

Popocatéptl, há alguns anos atrás.

Uma outra coisa curiosa a respeito do objeto mexicano, é que olhando quadro a quadro, podemos ver uma sombra escura ao redor das bordas iluminadas do objeto. Isso ocorre porque o CCD compensa a intensa luminosidade. É como um efeito colateral do registro, que só fica gravado no video. Eu arriscaria a dizer que acho improvável que aquilo estivesse ali se o objeto tivesse sido inserido posteriormente. O sombreamento é um indício de que a coisa foi registrada de uma só vez. Mas isso não significa que não seja uma fraude, apenas indica que pode não ser uma manipulação digital deliberada, como poderíamos supor apressadamente.

A favor da hipótese ufológica está o fato de que Ufos são registrados em todo mundo ao redor de erupções vulcânicas. A razão disso? Ninguém sabe.

Luzes circularam o vulcão popocateptl e foram registrados pela Televisa no dia 11 desse mês

Um detalhe curioso é que quando um vulcão entra em erupção, o espaço aéreo nas redondezas é fechado (por motivos óbvios) e isso nos leva a uma situação mais insólita ainda, já que não sabemos o que são essas luzes, mas pelo menos sabemos o que elas não são: Aeronaves humanas. A instabilidade localizada numa área de atividade vulcânica também praticamente exclui aquela hipótese do balão meteorológico, pipas ou coisas do tipo.  Aqui tem um video com algumas compilações interessantes sobre esse aspecto:


OVNIS e Vulcões em Erupções por forbiddenplanet2012

Essa é uma das mais famosas fotos de ufos aos arredores do Popocatepetl. Há quem creia que está diante de uma incrível imagem de um ufo registrada em longa exposição, mas ao mesmo tempo, há quem duvide disso. Da fato, uma imagem similar poderia ser obtida com uma dupla exposição, o que não é um truque muito convencional, mas em tese, poderia ser feito.

Voltando ao estranho ufo de forma de charuto que entrou no Vulcão do México, ninguém soube até agora dizer o que é esta coisa. O que nós sabemos é que dentro da casuística ufológica  o Ufo com forma de charuto é uma das formas mais comuns, quase sempre em dimensões colossais, é visto voando alto, estacionário, ou entrando no mar, acompanhado de luzes menores. Por suas características há quem os considere como “naves-mãe”.  A hipótese de uma “nave-mãe” faz um certo sentido, na medida em que naves pequenas seriam bastante limitadas para trafegar por longas distâncias. Dessa forma, as naves em forma de charuto funcionariam como bases avançadas, capazes de se alojar e mudar de lugar, de onde chegariam e partiriam as naves menores de suas “missões”. Caro que isso é tudo especulação construída com base em relatos.

O meu próprio avô viu um desses uma vez. Ele disse que estava olhando o céu, quando viu uma nave comprida enorme, prateada, quase um “submarino” que ele disse parecer muito com um “ônibus da Rapidão Cometa” (um ônibus de viagem antigo que era todo prateado e arredondado que fazia a rota Rio -SP) sair de uma nuvem e entrar na outra. Ele chegou a dar um grito e chamar os outros na praça para ver, mas só ele viu, já que a coisa entrou na nuvem e não saiu do outro lado.

Os ufos de forma de charuto já foram vistos por milhares de pessoas no mundo. Um caso recente e curioso com esse tipo de nave é o ocorrido com o astrônomo Allen Epling. Esse mês agora ele estava usando seu telescópio quando aconteceu aquilo que muito leigo costuma dizer que não acontece: O astrônomo viu o Ufo. Não somente viu como fotografou e registrou por um longo tempo. E ele era desse formato:

 

Virgie, Kentucky (WYMT) – Um objeto foi visto no céu por várias pessoas em todo Condado de Pike na semana passada. Ele ainda não foi identificado. Um astrônomo local, capturou imagens e vídeo do mesmo através de seu telescópio. Ninguém parece saber do que se trata. Segundo Allen disse aos jornais:
 
Não era qualquer coisa que eu reconheça. Definitivamente não é um avião, e eu nunca vi um helicóptero parecido com aquilo
 Avistamentos de objetos estranhos têm sido relatados em Kentucky, Virgínia e Tennessee, mas ainda precisam, ser identificados. Epling diz que mesmo com a sua formação em astronomia, aquilo é diferente de tudo que ele já viu.
 “Parecia duas lâmpadas fluorescentes, laterais a lado, em paralelo, brilhando muito intensamente. Ficava tão brilhantes que pareciam se fundir, e você podia ver isso claramente com o olho nu. Então ficava fraca e quase invisível “
 Ainda mais estranho, o objeto mal se movia. Pairou na mesma área por mais de duas horas.
Eu não entendo como ele pode ficar lá em cima em um só lugar. Não havia nenhum sinal de hélices ou qualquer tipo de sistema de proporção. Nenhum gás saindo . . . .
O misterioso objeto registrado por Epling teria sido visto de três estados diferentes. A polícia local chegou a receber diversas ligações. Questionados, os aeroportos informaram que nada foi registrado. A distância do Ufo registrado pelo astrônomo foi de 30.000 metros, cerca de duas vezes a altitude normal dos jatos comerciais, e uma altitude bastante improvável para balões de pesquisa (que tem formato diferente, inclusive).

WKYT 27 NEWSFIRST
fonte

Ufo em forma de charuto cruza o céu na frente de um caça soviético

Um caso envolvendo um avião comercial e um ufo do tipo charuto ocorreu no Brasil em 2004. Ele envolveu a tripulação de um avião comercial durante um vôo entre Bauru e Araçatuba, no estado de São Paulo. Os protagonistas revelaram o caso à outro piloto comercial que por sua vez repassou ao Grupo de Estudos de OVNIs (GEO), de Pará de Minas (MG). O relato completo pode ser encontrado diretamente no site do grupo no link:
http://www.geogrupo.com.br/?load=mod4&idm=22&pag=0&id=7&acao=v
A seguir transcrevemos os trechos mais significativos do relato:
“Havíamos decolado de Bauru e então subimos para o 120. No 120 atingimos o topo da camada. Havia alguns cúmulos isolados. O horário era por volta das 18:40. Acima de nós estava tudo muito limpo.
Aí eu observei um tráfego na posição de 10 horas em aproximação. Foi então que eu perguntei ao ZM.

– Você está vendo o que eu estou vendo?

– Capitão, eu estou e estou com MEDO

Era algo que à distância parecia vermelho. Mas estava se aproximando e então pude observar que o mesmo era da cor prata, e que tinha em volta de si diversas luzes vermelhas que ficavam piscando. Seu formato e tamanho era como de um 737, mas sem as asas. Na posição que ele se encontrava, não dava para ver o seu lado de tras, se havia alguma outra coisa tipo uma deriva… mas estava se aproximando mesmo, a tal ponto, que tive que tirar a aeronave para a direita. O objeto se aproximava muito rapidamente da aeronave e pouco antes de entrarmos em contato com Curitiba, fomos obrigados a efetuar a manobra de evasão. O grau de proximidade do objeto fora realmente muito alto, a ponto da cabine ter clareado. Então indaguei Curitiba.
Entrei em contato com o Centro Curitiba e indaguei a respeito do tráfego no setor. Curitiba negou a existencia do tráfego. Então eu insisti que havia um tráfego se aproximando de nossa aeronave. Curitiba continou alegando desconhecer o mesmo. fonte

UFO cilíndrico estranho mergulha em vulcão em erupção

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

LUMINÁRIA UFO 

compre a sua em www.obscura.art.br

error: Alerta: Conteúdo protegido !!