Peixe Polypterus senegalus – Peixe pré histórico

Saiba mais sobre o peixe Polypterus

Esses peixes são conhecidos também como “enguia dinossauro”, devido a curiosa aparência de suas nadadeiras dorsais, que mais parecem uma serra.

o peixe polypterus
o peixe polypterus

Sabe-se que esses peixes já existiam por aqui desde o Cretáceo, então o nome de “enguia dinossauro” não é tão inapropriados pra eles.  Atualmente eles são vendidos como peixes de aquário exóticos, mas não é mole ter um desses em casa. O Bichir, como é conhecido, come tudo que é peixinho que der mole. Além disso, eles são hábeis fujões, que saltam para fora dos aquários e se arrastam para fora da casa. Curiosamente, este peixe consegue ficar um grande tempo fora da água.

Peixe Polypterus

A modificada bexiga natatória serve como “pulmão”, permitindo ao peixe periodicamente engolir ar da superfície da água. Num aquário podem se observar bichires subindo até à superfície para esse fim. Desde que a pele se mantenha úmida, o bichir pode permanecer fora da água por períodos de tempo indeterminados.

Creio que essa seja uma habilidade conquistada ao longo de milhares de anos pelos eixes polypterus para migrar entre lagoas durante os períodos de seca.

Você já se perguntou sobre as fascinantes características do Polypterus? Neste artigo, vamos explorar a fundo esse peixe único, oferecendo insights sobre sua biologia, habitat e peculiaridades. Prepare-se para uma jornada emocionante pelo reino aquático desse ser extraordinário!

O Fascinante Mundo do Polypterus

O Polypterus, conhecido como peixe-morcego ou peixe-dragão, e Bichir, é uma criatura aquática que desperta curiosidade em entusiastas da vida selvagem. Originário de águas africanas, esse peixe pré-histórico possui uma anatomia intrigante e habilidades adaptativas notáveis.

peixe polypterus

Biologia e Características

Biologia Distinta: O Polypterus é reconhecido por sua anatomia única, com placas ósseas que formam uma espécie de armadura. Essa característica distinta oferece proteção contra predadores e é crucial para sua sobrevivência.

Adaptação Surpreendente: A habilidade de respirar ar torna o Polypterus excepcional. Possuindo um órgão chamado bexiga natatória, esse peixe pode realizar trocas gasosas, permitindo-o respirar oxigênio atmosférico.

Explorando o Habitat Natural do Polypterus

peixe polypterus

Águas Africanas: O Polypterus é nativo das águas do continente africano, onde habita principalmente rios, lagos e pântanos. Com sua capacidade de se adaptar a diferentes ambientes, esse peixe pode ser encontrado em uma variedade de paisagens aquáticas.

Peculiaridades Comportamentais

Caçadores Noturnos: O Polypterus é conhecido por seu comportamento noturno. Durante a noite, torna-se um caçador habilidoso, aproveitando sua visão aguçada para localizar presas.

Socialização: Surpreendentemente, o Polypterus é um peixe que aprecia a companhia de outros de sua espécie. Sua natureza social torna-o um espécime interessante para aquaristas que buscam animais interativos.

Conclusão

Em conclusão, o Polypterus é verdadeiramente uma maravilha da natureza. Sua biologia única, adaptações extraordinárias e comportamento intrigante o tornam um foco fascinante para estudiosos e entusiastas de aquarismo. Ao desvendar os segredos desse peixe-morcego, somos lembrados da diversidade surpreendente da vida aquática em nosso planeta.

 

fonte

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. é um peixe muito louco de se manter mesmo,e nesses ultimos tempos tem chegado algumas especies de polys diferentes no brasil…

  2.  tenho um albino bem ativo no aquario. ele so comem peixes que caibão em sua boca. tinha um comum mas ele morreu emgasgado com um lebiste que era maior que a boca kkkkkkkkkkk

  3. Dizer que eles conseguem ficar fora da água por muito tempo, pq eles conquistaram essa habilidade em épocas de seca é um erro. Já que está mais do que provado que eles não adquirem essa habilidade durante a vida e sim apenas os mais adaptados sobrevivem. Sendo assim, a explicação mais provavel para que eles consigam fazer isso é de que nesses tempos de seca, alguns dos que tinham sofrido uma mutação conseguiam ficar fora da agua, os outros, menos adaptados morreram.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos

https://c2p.cleverwebserver.com/dashboard/48c5694f-d195-11ee-96b8-cabfa2a5a2de