Pescador fisga o mesmo peixe 25 anos depois

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Tem umas histórias de pescador que são realmente bizarras. Meu pai mesmo tem uma. Apesar dele não ser pescador, quando jovem foi pescar com amigos, que sabiam mais sobre pescaria do que ele.

Enquanto os amigos do meu pai pescavam facilmente, ele não pegava nada. (talvez a explicação para isso fosse o simples fato de que ele não estava usando nenhuma isca)

Então meu pai começou a brincar de jogar o anzol na água e puxar até que: ele pescou um peixão pelo meio do corpo. Foi o único caso de pescador pescando sem isca naquele dia.

Mas voltando ao assunto que deu origem a este post, saca só que notícia curiosa essa do cara que pegou o mesmo peixe que já havia pescado e soltado de volta 25 anos atrás:

Em abril de 1983, o biólogo Bill Wengert e alguns colegas do Game and Fish Department, do estado norte-americano de Wyoming, pegaram cerca de 12 mil trutas na represa Flaming Gorge, no sudoeste do estado. Algumas delas foram escolhidas para fazer parte de um estudo, e tiveram as nadadeiras marcadas para eventual controle.

Recentemente, Wengert estava pescando na represa – que tem quase 150 quilômetros de extensão – e pegou uma truta de 58 centímetros. Ele percebeu que a nadadeira esquerda tinha uma marcação, o que indicava que ela já havia sido estudada.

Examinando dados históricos dos estudos feitos pelo departamento, Wengert descobriu que o peixe tinha sido marcado em 14 de abril de 1983.

“Eu devo ter marcado as nadadeiras deste peixe 25 anos atrás”, disse ele, surpreso.

Wengert, um veterano de 35 anos do órgão, estima que a truta tenha cerca de 26 anos, porque os peixes pegos para análise passam cerca de um ano com os biólogos até serem soltos. Na ocasião, a truta era um peixinho de pouco mais de 1 quilo. Fonte

Essas coisas de pescaria são fogo mesmo, você nunca sabe o que vai encontrar, né?

Veja só o caso dos pescadores que encontraram um peixe enorme, pelo qual eles cobraram pouco mais de R$ 4 mil crentes que estavam fazendo um negócio da China. O lance é que o tal peixe era raro e muito apreciado. Logo depois, ele foi revendido por R$ 213 mil.

Dica da Cris.

Agora estranho mesmo é pescar este peixe aqui:

Deus me livre! Parece que esse treco vai falar com a gente.

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

9 respostas

  1. Medo. Mto medo dessa última foto aí. Deve ser um peixe abissal, analisamos alguns numa disciplina da faculdade, pareciam mto com o da foto.

  2. [quote comment=””]Medo. Mto medo dessa última foto aí. Deve ser um peixe abissal, analisamos alguns numa disciplina da faculdade, pareciam mto com o da foto.[/quote]
    realmente esses peixes são mt bizarros
    pow o cara querendo pescar um peixe e pega um troço desse
    hauhauhauhauhau

  3. E eu achei que Eu que era feio. :B

    É incrível como revemos nossos conceitos rapidamente quando se vê um “trosso” deste.

    Já ouviram a frase: “Chuta que é macumba”?!

  4. Ave Maria! Gente, isso daí não é um peixe! É o Ulysses Guimarães, depois de todos esses anos perdido no mar! (Desculpem, foi inevitável).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.