O misterioso caso da moça croata que acordou do coma falando alemão fluente

Eu me lembro vagamente de ter visto num programa do fantástico, acho que no fim dos anos 80, uma matéria muito estranha sobre um homem pobre que tinha ido dormir normalmente e acordou sabendo japonês fluente. O cara conseguia não somente ler, como também escrever. Achei aquilo tão doido, que passei dias imaginando como algo assim poderia acontecer. Depois nunca mais ouvi falar deste caso bizarro, e nem duvidarei se aquilo tiver sido uma farsa, já que o Fantástico de hoje, que banca de desmistificador de hoaxes (copiando sites da internet) já foi um programa de conduta ética-jornalística um tanto quanto questionável, sobretudo nos tempos em que não existia o politicamente correto. Tempo em que o programa era bem mais maneiro, inclusive.

O caso de Sandra Ralic, que é o tema deste post, guarda algumas semelhanças com o estranho caso do sujeito que aprendeu japonês da noite para o dia. Vamos ao caso:
O misterioso caso da moça croata que acordou do coma falando alemão fluente

Sandra era uma menina croata de 13 anos. Ela tinha começado a estudar alemão, mas não sabia muito ainda. Segundo seus pais, Sandra não havia passado das fases iniciais do curso, mas ja era capaz de ler publicações em alemão e assistia um programa de Tv na língua germânica quando entrou em coma. A menina passou “24 horas fora do ar” em coma profundo, do tipo não induzido.

Até aí, morreu Neves, como se diz. Pessoas entram em coma todos os dias no mundo. O coma, é um engenhoso mecanismo cerebral que desliga as funções de grandes partes do cérebro para poupar energia. Ele costuma ocorrer quando por alguma razão se dá um trauma na região do encéfalo, onde estão além do cérebro o cerebelo e o utros órgãos nervosos importantes para a vida. Quando em coma, a pessoa ainda executa as funções básicas, como respirar, tem a circulação sanguínea, processos fisiológicos e etc e tal, mas está completamente fora do ar. Podemos fazer uma analogia com um computador que desliga e volta a ligar sem entrar no sistema operacional. Aquela tela preta, sem windows nem nada, é como um coma. O processador está funcionando, a ventoínha, há energia, as memórias estão ok… Mas a maquina está “fora do ar”.

Então, voltando ao caso de Sandra Ralic, a menina croata que estava aprendendo alemão quando fez o “shut down”, ela ficou 24 horas desligada do mundo, e então voltou. Mas olha que estranho: Agora Sandra não conseguia mais falar com seus pais. Primeiro, pensaram que havia ocorrido um trauma na região da fala, mas então algo ainda mais bizarro ocorreu: Ela falou em alemão. Ninguém entendeu nada. E ficou assim até acharem uma intérprete. Sandra Ralic parecia bem, mas simplesmente havia mudado de linguagem! A menina não sabia mais NADA de sua língua nativa, o croata, e somente falava e entendia Alemão, a lígua que ela apenas estava começando a aprender. O mais estranho é que após acordar do coma, Sandra falava fluentemente. Até hoje ninguém conseguiu explicar o que de fato se passou no cérebro desta menina, e o caso dela é um dos mais estranhos casos envolvendo pessoas que acordam do estado de coma no mundo.
O Psiquiatra que avaliou o caso, o Dr. Mijo Milas disse aos jornais:

Nos tempos antigos chamaríamos isso de MILAGRE, mas hoje deve haver uma explicação racional e lógica para este problema, só que ainda não sabemos qual é.

Segundo o que o Dr. Milas, que é um especialista em casos assim disse ao jornal britânico The Telegraph, a coisa é ainda mais estranha do que parece:

Existem casos de referência em que pessoas voltam do coma com sereveras complicações que os permitem falar outras linguas, algumas vezes línguas bíblicas, como as faladas na antiga Babilônia ou Egito. Até o momento todas as especulações sobre como isso se dá são apenas isso, especulações. Precisamos continuar os testes e estudos até termos uma compreensão mais clara do que se passa.

Fonte

Sim, meu amigo, o psiquiatra expert nesses casos disse que tem gente que volta falando a linguagem de mais de dois mil anos atrás. Aí é GUMP! Já imaginou que merda? Você cai do skate indo pra aula e “pã”… No dia seguinte, você não entende LHUFAS do que falam com você. O mundo parece ter pirado… Nada que você tenta ler consegue entender… Aí, desesperado de sede você pede água e vê seus pais com os olhos arregalados olhando estupefatos pra você… Que só fala na linguagem de Nabucodonosor!!!

Vidas passadas? Reencarnação? Erro da Matrix? Como explicar essas coisas?

Related Post

50 comentários em “O misterioso caso da moça croata que acordou do coma falando alemão fluente”

  1. Interessante… será que temos reminiscências de um idioma primitivo como falam na bíblia? diz que era um idioma só e ai Deus confunde todos lá no caso da torre de babel.

  2. Se não fosse o fato de perder a sua língua nativa até seria bom aprender outro idioma no “tombo”. A vida é muito GUMP, essa é a graça dela! =)

  3. Olá Philipe,
    não sou nenhum especialista no assunto, mas vamos especular uma possibilidade:
    E se nós possuíssemos um arquivo nas profundezas de nossa alma, de todas as reencarnações? Como se cada vida estivesse renomeada numa “pasta” dentro deste grande e estranho arquivo eterno.
    Mas tenho certeza…
    Nada ocorre em nossas vidas por casualidade; O que aconteceu é a única coisa que poderia ter acontecido; Qualquer momento que algo se inicia é o momento certo; Quando algo termina, termina.
    Não estou de ironia, não; São palavras simples, mas excelentes anti-virus para se aplicar em nossos “computadores” da vida.

    Um abraço.

  4. Me lembra um outro post que você publicou, sobre pessoas que reencarnam e conseguem se lembrar de sua vida anterior. Isso me parece uma pessoa que, por algum erro da Matrix, conseguiu acessar parte de seus conhecimentos de uma vida passada.

    Pelo que entendi, a garota ainda sabia quem era, reconhecia seus pais, só tinha perdido a “pasta” intitulada Romeno né? em compensação, ela conseguiu recuperar a pasta Alemão…

    Imagina se ela voltasse falando alemâo de, digamos, o séxulo XVI??? o.O

  5. Olha, sempre que eu tomo anestesia geral eu acordo só falando inglês. É bem bizarro porque eu penso em português, mas o output oral só sai em inglês. Já fui à vários neurologistas com o receio de ter algum dano cerebral latente que só aflora diante de um medicamento específico, mas nada. Meu cérebro é perfeitamente normal e comum.

    Nunca entrei em coma (e espero que nunca entre), mas suspeito que possa acontecer algo parecido comigo se este for o caso. :-p

  6. ela tava tao a fim de aprender o alemao que um professor espiritual deu uma aula relampago enquanto ela estava em coma.
    philipe deixe as aulas de pilates e faça musculaçao antes que essa gente maldosa comece a questionar a sua masculinidade.

    • Hahaha o que mais tem, meu camarada, é viadão fazendo musculação. O Pilates, foi inventado por um alemão fodaço, que desenvolveu seu método próprio de condicionamento físico, e emigrou para os EUA para não ter que treinar os soldados alemães. Posteriormente, ele começou a treinar atores de teatro, e depois bailarinos, que se lesionavam facilmente e não podiam perder o condicionamentio físico durante sua recuperação. Joseph Pilates era O CARA, e morreu aos 85 anos, com um condição física e muscular de lutador de UFC. E isso num tempo em que nem existia bomba. No Brasil, provavelmente por uma estratégia de marketing, o Pilates virou um negócio de mulher, mas não é nem nunca foi. Tem pra criança, idoso, etc. A grande diferença é que eu confio MUITO MAIS na formação dos fisioterapeutas do que dos caras de Educação Física. Claro que tem gente que é formada em Ed. Física que é muito boa e tal, mas por aqui, o que se vê de mula hipertrofiada querendo ensinar a malhar e fazendo merda atrás de merda, não ta no gibi. Como eu não gasto meu diheiro em nada sem antes estudar o que é, vi que o Pilates era foda. Não me preocupo com estereotipos babacas, até porque eu fiz curso normal, estudava com uma mulherada danada, depois fui fazer Psicologia que muita gente pensa que é curso de mulher, eu pinto, escrevo poesia… Nada disso me tornu gay, coreógrafo, bailarino, cabelereiro…
      Outra coisa que me fez optar pelo pilates é que eu faço junto com minha esposa. A turma tem 3 alunos somente, e é sempre com supervisão, o tempo todo e vc nunca faz a mesma aula. cada aula é diferente, então é um troço mais atrativo para caras como eu, que não curtem a barulheira de cademia, nem coisas repetitivas, e anda com a coluna fodida o bastante para não poder arriscar na mão de um zé ruela qualquer, saca?

      • Olha só que preconceito.
        Sou fã do site, mas não gostei dessa parte relacionada com os educadores físicos.
        Eu sou um educador, me formei em uma ótima universidade e tenho competência pra desenvolver os mesmos trabalhos que os fisioterapeutas, inclusive tenho curso de capacitação em pilates e cérebro suficiente para acompanhar seu blog, pois pelo visto vc acha que nós não temos essa capacidade cognitiva.
        O que acontece em todas as áreas de formação, coisa que vc deveria saber, é que existem profissionais ruins em todas as áreas… até nos fisioterapeutas.
        Zé ruela é o cara marombado que faz educação física numa faculdade particular (em geral) e entra pra ganhar 5 reais a hora/aula. Seria bem interessante se vc colocasse um parenteses quando for falar de educadores físicos, onde a maioria é capacitada, mas fica com fama de zé ruelas por conta de alguns marombados. Péssimo comentário!!

        • “A grande diferença é que eu confio MUITO MAIS na formação dos fisioterapeutas do que dos caras de Educação Física. Claro que tem gente que é formada em Ed. Física que é muito boa e tal, mas por aqui, o que se vê de mula hipertrofiada querendo ensinar a malhar e fazendo merda atrás de merda, não ta no gibi. ”

          Então, como você pode ver, não estou generalizando, eu mesmo conheço pelo menos quatro profissionais fodões de Ed. Física, mas o que acontece aqui é que na minha cidade a coisa está um “esculacho” total. Neguinho saindo super mal formado, teve um que quase aleijou a minha sogra em musculação. Há um outro fator que é ter uma academia completa montada 24 horas à minha disposição que eu pago no condominio, mas não tem professor, eu teria que contratar um personal, e os bons são caros, os que eu posso pagar são os de qualidade duvidosa, então, musculação está fora das minhas pretensões no momento.

  7. Há várias e várias teorias que podem tentar explicar isso, desde a ativação de memórias pertencentes a vidas passadas até o contato com o conhecimento universal que nos conecta … Existem muitos casos de pessoas que acordam do coma com capacidades artísticas e talentos dos mais diferentes possíveis. Quanto a língua, consegui ficar ainda mais surpreso com o nome do psiquiatra Croata; Dr. Mijo!! Puxa, fico pensando se o meu nome tem outros “significados” mundo afora…

  8. Bom, também não sou especialista, mas uma coisa eu sei: a região do cérebro da fala da língua nativa (que se aprende quando criança) é diferente da região de outras línguas aprendidas depois. E se, no caso dela, a língua que ela estava aprendendo (alemão) foi” “transferida” de alguma forma de uma região para a outra e “sobrescreveu” a língua nativa? Tá aí uma explicação muito mais científica para o assussedido 🙂

  9. Philipe, não é a primeira vez que ouço sobre um caso desses.
    Eu estudava com um antigo amigo que me contou também uma curiosa historia de um outro colega dele que passava por problemas de cunho psicológico, vivia tendonque tomar sempre remédios e tal.
    Ele disse que uma das coisas mais estranhas que já presenciou, foi esse colega dele dentro do avião que estavam em determinada ocasião e de repente este colega começou a puxar um papo com um cara que estava sentado ao seu lado. O problema é que o cara era americano e os dois estavam numa boa trocando uma idéia em inglês.
    O meu amigo viu aquilo e ficou estupefato pois sabia muito bem que o colega não fala inglês, nem estuda a língua.
    Quando ele questionou o amigo, ele disse que a reação dele foi de estranhamento. O colega dele não havia percebido que estava falando em inglês em nenhum momento.

    Eita baguio doido.

  10. Eu sei que o caso é um pouco diferente, mas quando o Herbert Vianna, líder dos Paralamas do Sucesso, sofre aquele acidente de ultraleve em 2001, quando voltou do coma só sabia falar em inglês.

  11. Acredito que o subconsciente seja como uma esponja de alguns bilhões de terabites de capacidade, hehehe. No caso desta menina, que tinha um grande contato com o Alemão, o dano no setor de sua capacidade de falar sua língua natal fez emergir todo este conhecimento absorvido (porém inacessível de maneira consciente). Lembro-me de um caso que ouvi anos atrás num mini curso de parapsicologia do qual participei. Falava sobre um homem que sofreu um acidente, entrou em coma e acordou falando japonês. Quando o intérprete finalmente foi chamado surpreendeu-se com o fato de que o conhecimento da língua japonesa do tal homem constituía-se basicamente de xingamentos. Depois ficou-se sabendo que, quando criança, o homem fora vizinhos de uma família japonesa. Aquilo que ele reproduzia verbalmente eram as brigas, os pais chamando a atenção dos filhos e falas mais exaltadas de seus vizinhos.
    Bom, como além de participar de um curso de alemão, a garota ainda assistia a programação germânica da TV, sou desta opinião.

  12. Hehehehehe.
    Vo pular de cabeça de algum lugar pra ver se entro em coma e acordo falando ingrishi(inglês.)
    xD
    Zuera,mto loko issae véy.

  13. Alguma semelhança com o ocorrido em Pentecostes, quando os Apóstolos, depois da descida do Espírito Santo de Deus, começaram a falar em línguas de vários lugares do mundo?

    P.S.: Sério que o nome do psiquiatra é MIJO?! o_O

  14. Philipe, bom, eu acredito, baseado em achismos e até algumas evidências e relatos que é alguma especie de pantomnesia até ja relata na parapsicologia e fico também com os certos mestres hindus que dizem que a mente grava tudo, a diferença é o que vem para a consciência, como essa menina já estava estudando, de alguma forma o incosciente dela pegou todos esses dados brutos, vamos supor até filmes, músicas em alemão, pegou tradução e organizou toda essa informação e mágica, cimentou isso de alguma forma para que fosse a língua mãe dela.
    Agora imagina se nós pudessemos de alguma maneira desenvolver uma habilidade assim, tipo, já assistiu Limitless, o cara toma uma droga nzt e pode aprender tudo instantaneamente, pra aprender um idioma ele so precisa ouvir, não mostra no filme mas imagine que você assista um filme inteiro, que tem cerca de 7000 mil palavras do idioma inglês, assiste ele sem legenda, depois com legenda em inglês, para seu inconsciente assimilar a correspondência em palavras e depois assiste ele com legenda em português e até dublado, ai seu inconsciente depois cruza tudo isso, não so correspondências de palavras, mas organização delas, pronuncia, sotaque e etc, depois de tudo isso você seria fluente no idioma inglês, uma capacidade assim te faria aprender qualquer outro idioma facilmente. Enfim, acho que foi isso o que aconteceu com essa menina, além do mais a ciência hoje em dia tem muito a aprender ainda sobre as capacidades da mente, até pouco tempo atrás nem em neuroplasticidade se acreditava, estamos engatinhando.

  15. Existe um caso muito interessante no Brasil mesmo: o Francisco Lorenz (é um caso real e com bastante testemunhas, inclusive o ex-presidente entao governador Getulio Vargas).

    O Francisco Lorenz era do Império Austro-Hungaro e foi pro RS no final do século XIX ainda muito jovem (21 anos se não me engano)e de onde nunca mais saiu.
    Ele falava com fluência mais de 50 linguas entre vivas e mortas (e conhecia mais de 100). Mas como, se ele não teve tempo habil nem mesmo pra conhecer tantas pessoas que falassem tantos idiomas diferentes? Além disso, ele tinha um conhecimento de etimologia que nao se consegue explicar hoje a não ser por vidas passadas ou algo assim.

    Justamente, ele era muito espiritualista e escreveu varios livros sobre Cabala e Astrologia. No RS, foi durante sua vida inteira um agricultor que dava aulas pras crianças da sua comunidade. E uma das primeiras pessoas do mundo a falar e divulgar o Esperanto.

  16. Tenho pensado muito nisso porque o meu sobrinho, desde as 5 primeiras semanas de vida, “fala” muito. Embora ele tenha sido muito estimulado a sons, é interessante notar que ele ja fala “pra contar coisas” (como quando voltou do primeiro passeio no shopping com a mae e “contou” tudo para o pai).

    Ou seja, a “fala” não parece ser um simples reflexo de imitação nem mesmo nos primeiros dias, e sim de comunicação. (O Chomsky, que é um importantelinguista americano, acredita que a linguagem é uma capacidade inata.)

    Bom, voltando ao caso do post: muito interessante que a menina seja Croata! Eu tenho uma amiga do leste europeu (sérvia) que tem uma tremenda facilidade pra linguas (fala russo, italiano, inglês e espanhol com fluência, alem do servio). Um dia, comentando com outro amigo, que ja trabalhou no leste europeu, ele disse que eles tem uma facilidade muito grande pra outras linguas, e que isso ele imagina que tenha relação com a proprias lingua deles, pelo grande leque de sons, etc.

  17. Pode acontecer também de a pessoa voltar do coma falando a língua nativa, só que de forma embaralhada. Por exemplo, um brasileiro que acorda do coma ainda falando o português, só que com as palavras trocadas. Exemplo: Em vez de dizer assim: “meu nome é Fulano”, ele diria “o cadeira não vazio”. E ainda jura que está falando a frase corretamente. Muito bizarro! Foi uma psicóloga quem me falou desse distúrbio pós coma, que ela própria já presenciou!
    Agora… Dr. Mijo Milas soa estranho para nós, lusófonos! RSRS

    • Sim, isso existe mesmo, nem num livro aqui de psicopatologia. Existe até uma forma de esquizofrenia que dá isso. O cara acha que esta falando normal, mas não diz coisa com coisa.

  18. Phillipe,

    Muito legal o post. Tem muitas coisas absurdamente gumps a respeito de pacientes em coma, não do nível de acordar sabendo falar babilônico antigo hahaha, mas talvez te interesse essa noticia aqui:

    http://br.noticias.yahoo.com/homem-estado-vegetativo-consegue-comunicar-atrav%C3%A9s-resson%C3%A2ncia.html

    Essa não é a única noticia assim, mas li uma vez que medicos pesquisadores do Canadá também estavam utilizando de ‘linguagens’ diferentes para se comunicar com pacientes em coma, como fazer perguntas de sim e não e pedir para que o paciente imaginasse um jogo de tênis, por exemplo, caso a resposta fosse sim.
    Nesse estado é estranho e ate um pouco agoniante pensar o quanto a pessoa pode estar consciente…
    Além disso, imagina só as milhares de possibilidades relacionando diversos tipos de estados da mentes com estudos e teorias a respeito de outras conexões com dimensões diferentes envolvendo pessoas, né?

    Bem legal o post, parabéns!

  19. Esse caso me lembrou a
    historia da “CAIXA”. É que sou meio desorganizado para fuçar nesse blog. As vezes vou do fim pro começo. Kkk….e acabei de ler a história da caixa.rsrsrs!

  20. Eu acho que nós podemos se conectar ao universo uma teoria que eu penso, é como algumas pessoas prevêem o futuro não tão distante algumas pessoas prevêem nos sonhos como já aconteceu comigo.

  21. Isso nao é dificil explicar, pois eu já presenciei um caso, de um homem que tinha uma grave doença e antes de morrer ficou em coma, mas quando ele voltou do coma, ele escreveu uma carta falando o que tinha acontecido enquanto ele estava em coma. Ele contava que o espirito dele nao andava, mas voava e que ele estava invisivel, e deu pra ver que era verdade porque ele dizia quantos carros estavam no hostital, o nome das enfermeiras, se estava chovendo ou nao, o espirito foi até a casa dele, e da mae dele e percebeu que nao estava ninguem, entao ele voltou pro hospital, e viu que a familia estava lá, e ele contou tudo o que eles estavam conversando, tipo o tempo que ele poderia ficar em coma e etc…

    – Entao quem nao pode dizer, que o espirito da menina podia ter ido até a Alemanha, e ouviu as pessoas conversando em alemão, e aprendeu…

  22. Se somos filhos de Deus temos ligação de filhos espirituais. Isto é legal, temos a ordem natural das coisas.Nossa mente é um universo capaz de captar algo que não imaginamos e armazenar códigos é um mistério.

  23. ACREDITO PIAMENTE. EU SOU A PROVA VIVA …DEPOIS DE UM GRANDE CHOQUE EMOCIONAL ( FALECIMENTO DO MEU MARIDO) , COMECEI A FALAR EM UMA LÍNGUA NÃO CONHECIDA. FALEI UMA VEZ E DEPOIS NUNCA MAIS. PASSADO OITO ANOS DO FALECIMENTO DELE VOLTEI A FALAR NOVAMENTE E DIARIAMENTE. CONVERSEI COM UM SENHOR ACHANDO QUE ERA ARAMAICO E ELE DISSE QUE ESTOU FALANDO UMA LÍNGUA MUITO ANTIGA. BOM , É ISTO. FALO NOSSA LÍNGUA NORMAL , MAS TAMBÉM ESTA LÍNGUA DESCONHECIDA ( NORMALMENTE QUANDO FALO COM DEUS). E NÃO É UM BLÁ BLÁ BLÁ DE IGREJA , É BEM DIFERENTE E É MUITO INTERESSANTE ( COMO DISSE O JUDEU É UMA LÍNGUA NATURAL) .

  24. Comigo aconteceu algo parecido… meu sonho estava inteiramente em Uzbeque… mas eu não entendia nada do que estavam falando… só sabia que estava em Uzbeque por alguma razão desonhecida (acho que meu cérebro deve ter me avisado disso)… e então quando acordei comecei a falar e pensar em Uzbeque por alguns segundos… foi estranho… eu entendia meus pensamentos e frases que dizia… mas logo após alguns segundos eu me esqueci totalmente de tudo que falei em Uzbeque… acho que eu estava meio dormindo e meio acordado… com certeza deve ser algo relacionado ao que aconteceu com a Croata aí do texto…

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares