Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Aqui está uma moradia para um cara que não sofre de claustrofobia.


Não está vendo? E esta coisa ali entre os dois prédios!

Ele vai morar numa casa tão apertada que tiveram que fazer uma maquete da casa, já que era inviável de fotografá-la!

O bizarro imóvel fica em Varsóvia, espremida entre dois prédios. A casa inteira tem cerca de 5 metros de dimensão lateral, por 1,5 metros dimensão de frontal, o que obrigou seu arquiteto a projetá-la em níveis. No primeiro pavimento, estão a cozinha, o banheiro com chuveiro e a área de alimentação. Uma escada conduz ao segundo pavimento que  revela o quarto e escritório.  É um verdadeiro “apertamento”, no sentido literal da palavra. Olhando bem, até que tem como morar ali, e o ambiente confinado deve ser como viver numa estação espacial.

O arquiteto que bolou a casa, o polonês Jakub Szczesny disse que os aposentos claustrofóbicos tem todos os itens que um inquilino pode precisar.

“Ele contém todas as comodidades necessárias como uma micro-cozinha, mini-banheiro, quarto, cama e até uma área de trabalho pequena, acessíveis através de escadas”, disse ele.

“Penso que ter muita luz é importante, a fim de eliminar a sensação de confinamento.

Segundo o arquiteto, as pesquisas mostram que estamos nos aproximando de um desastre social, porque cada vez mais, há muito pouco espaço de convivência.

“Você não precisa de muito espaço para se viver, por isso vale a pena considerar prédios menores e escala habitação, mais baratas.”

O escritor israelense Etgar Keret será a primeira pessoa a viver no “apertamento”, que foi nomeado Keret House em sua honra.

Muitos membros da família Keret morreram no Holocausto durante a ocupação da Alemanha nazista da Polônia. Curiosamente, a casa  foi construída no ponto em que um dos maiores guetos judeus na Europa ocupada foi criado.
Aqui temos um video que mostra o interior da casa:

fonte

A casa mais fina do mundo

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

12 ideias sobre “A casa mais fina do mundo

  • 24 de outubro de 2012 em 22:44
    Permalink

    se for convidar amigos pra dar uma festa vai ser bem desconfortante

    Resposta
  • 25 de outubro de 2012 em 7:44
    Permalink

    Onde está a porta principal da casa??? Não consegui identifica. O único lugar que daria pra ser, está bem acima do chão da rua e não tem escadinha, aliás, não tem nem porta…

    Resposta
    • 25 de outubro de 2012 em 16:06
      Permalink

      Hahaha tb me perguntei isso olhando pela foto. Eu penso que aquela vista da rua mostra nao a frente, mas a parte de trás da casa. Ele deve entrar pelo outro lado do predio. Se vc olhar na maquete, vai ver que tem uma parte ali em ângulo que da a entender que baixa e forma uma rampa de acesso ao apê. Acho que entra por ali, mas certeza eu não tenho.

      Resposta
  • 25 de outubro de 2012 em 7:50
    Permalink

    “as pesquisas mostram que estamos nos aproximando de um desastre social, porque cada vez mais, há muito pouco espaço de convivência”
    Pelo contrário, pesquisas indicam uma população decrescente (quantos filhos sua bisavó teve? Quantos sua avó teve? Quantos seus pais tiveram? Quantos você tem? Quantos você acha que seu(s) filho(s) terão?), além do aumento do número de prédios em relação às casas. Logo logo teremos residências demais para gente de menos.

    Resposta
    • 25 de outubro de 2012 em 16:05
      Permalink

      Normal o cara puxar a brasa pra sardinha dele. Tb concordo que a tendência é o oposto, o espaço vai aumentar em alguns lugares, principalmente na Europa. Em outros, como Ìndia e China, que tem explosões reguares de aumento populacional, a tendência e de aumentar a disputa por espaço, o que ja vem provocando umas coisas bizarras em termos de arquitetura, principalmente na China…

      Resposta
  • 26 de outubro de 2012 em 8:23
    Permalink

    Acredito que a casa tenha 1 m de largura e não 5 como está no artigo, pois 5 metros é bem maior que a largura dos nossos sobradinhos brasileiros que medem 3,5m de largura. Dá pra ver no detalhe da escada, que a largura é de no máximo 1,2m. Acredito que a vista da rua é mesmo a frente da casa, pois nos fundos o teto é inclinado. Parece que a porta é da mesma cor e textura da parede. E a parte que desce e forma a escada, é a que está na foto da pessoa subindo a escada. Genial a solução !

    Resposta
    • 26 de outubro de 2012 em 9:36
      Permalink

      Dimensionalmente eu acho que é cinco metros lateral, por 1,5 metros de fachada. Eu achei um video que mostra a casa por dentro. Dá pra ver que a entrada é por baixo dela, e não pela frente. A escada se oculta engenhosamente no interior de um compartimento do piso. (ficou parecendo ainda mais uma nave agora)

      Resposta
  • 31 de outubro de 2012 em 9:11
    Permalink

    Dando uma “surfada” pela internet, encontrei alguns possíveis objetivos para uma ambiente tão estreito. Em alguns sites e revistas, está escrito que a finalidade desta casa tão apertadinha seria estimular a criatividade de pintores, desenhistas e escritores em um espaço ínfimo, no qual não seria possível dar “asas” à imaginação, em sentido análogo. Noutros, diz que o objetivo é testar os limites humanos em um ambiente extremamente estreito, incomum para a maioria dos seres humanos, acostumados a viver em plena “liberdade”.

    Acredito que, qualquer que seja o objetivo desta casa, a experiência é interessante e nos mostra um possível modo de se viver em um mundo no qual os espaços disponíveis estão cada vez mais raros e caros.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2012 em 12:55
    Permalink

    Será que o IPTU é mais barato ?

    hehe.

    Resposta
    • 6 de novembro de 2012 em 9:00
      Permalink

      Com certeza é, ja que no calculo do IPTU a metragem tem um peso considerável.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!