O dia que a população quase linchou um… lobisomem

Parece coisa de filme B, mas realmente é um caso que ocorreu.  A população de uma pequena cidade de MS tentou linchar um lobisomem.

A Polícia Militar de Iguatemi, no Mato Grosso do Sul, foi chamada na madrugada de uma terça-feira, no dia 21 de maio de 2017, para atender a uma ocorrência, no mínimo, estranha: uma mulher afirmava ter sido atacada por um lobisomem.
O relato foi feito pela professora Regina de Abreu, de 55 anos na ocasião, que contou que ia visitar a filha na casa dela quando, ao passar por um local com mato alto no bairro Waloszek Konrad, viu um animal de grande porte e muito peludo avançar contra seu carro. O marido de Regina, que estava ao lado dela, disse que não conseguiu ver.
Ao parar o carro, o casal foi abordado por uma moradora que disse ter visto um animal estranho, parecido com um lobisomem, tentando atacar o carro de Regina. Em seguida, ele teria fugido pela mata.
O caso de criaturas peludas misteriosas agindo agressivamente não era uma novidade entre os moradores da região: cerca de 30 residentes do bairro já afirmaram, em outras ocasiões, terem visto o animal.
As pessoas então se reuniram e uma “caçada” foi organizada em busca do bicho misterioso. As pessoas entraram no mato armadas com pedaços de pau e foices. O grupo chamou a PM, que também fez buscas pela região e registrou boletim de ocorrência. Novas buscas foram feitos nos dias subsequentes, mas o misterioso ser nunca foi encontrado.
A cidade de Iguatemi fica a cerca de de 451 quilômetros de Campo Grande e tem cerca de 15 mil habitantes.
Até hoje o mistério do lobisomem de Iguatemi não foi explicado. Algumas pessoas relacionaram o bicho com um criptídeo agressivo esporádico (IEA), também conhecido popularmente como Chupacabra.

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertismentspot_img

Últimos artigos