Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Varias pessoas me sugeriram este post, mas quem me mandou primeiro foi meu irmão Raphael.

Trata-se de um modelo em escala 1:60 de um Boeing 777 que foi feito por um carinha chamado Luca lanconi-Stewart. 

O que impressiona é a paciência de um MONGE que este cara teve para construir, detalhe a detalhe as milhares de partes que compõe este avião.  O modelo de referência foi o Boeing 777-300ER da Air India.

A história deste projeto começa mesmo na faculdade. Em um exercício de uma disciplina de Arquitetura, ele recebeu a missão de fazer um avião em escala, usando papelão. Era um projeto esquemático, mas o rapaz acabou tão inspirado pela ideia que ele decidiu fazer algo mais ambicioso. Por que fazer esquemático quando se pode fazer preciso, né? Nem que isso coma cinco anos da sua vida!

Então, o cara começou a construir o modelo ainda na faculdade. Até agora ele ja está fazendo o avião há 5 anos, e ele ainda NÃO ACABOU!

Parece um trabalho insano, e geralmente (digo por experiência com maquetes) sempre dá mais trabalho do que parece. Pra ter uma ideia, ele demorou um verão inteiro apenas para criar os assentos para os passageiros.

 

O trabalho é tão detalhado que as poltronas tem até os pequenos monitores, além de ter as poltronas diferentes para cada classe à bordo do avião.

Ele levou um mês inteiro só PLANEJANDO a confecção dos motores. Já a montagem comeu quatro meses.

 

 

 

 

 

 

 O cara disse que por enquanto ele não tem ideia de quando dará o modelo acabado, mas espera que haja ofertas de museus ou até empresas de aeronaves interessadas em adquirir esta obra de arte.

Ele agradece o apoio dos pais e diz que quando o projeto estiver concluído, talvez, ele comece outro AINDA MAIS DETALHADO!  (Pode fazer sua cara de espanto agora) 

Olha o video:

Olha o Nível da tara:

Impressiona a precisão do trabalho. Olha só os cortes limpos, a falta de manchas de cola… O sujeito é bom mesmo.

fonte fonte fonte

O Boeing 777 de papelão

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

23 ideias sobre “O Boeing 777 de papelão

  • 31 de janeiro de 2014 em 20:13
    Permalink

    Realmente o cara é fera, é um profissional extremamente caprichoso. Me desculpem por dizer isso, mas é claro que não podia ser brasileiro.

    Resposta
    • 31 de janeiro de 2014 em 21:26
      Permalink

      Brasileiro tem que trabalhar. E pagar impostos.

      Resposta
      • 1 de fevereiro de 2014 em 19:19
        Permalink

        É engraçado… Todo mundo quer um Estado forte (pra si mesmo). Quer leis penais mais rígidas, quer “tolerância zero” pra vagabundo, pra político corrupto… Quer estradas “de primeiro mundo”, saúde e educação de primeira qualidade, etc, etc… Mas na hora de pagar a conta…… Ninguém quer. Todo mundo quer tudo, mas que venha “do céu”, porque imposto ninguém quer pagar!

        Resposta
        • 1 de fevereiro de 2014 em 23:43
          Permalink

          Impostos de primeiro mundo, eu pagaria feliz. E teria retorno.

          Resposta
    • 31 de janeiro de 2014 em 21:51
      Permalink

      Meu amigo, tira esse complexo de vira-lata da mente, só não somos melhores em muitas coisas por conta dessa mentalidade.

      Resposta
      • 31 de janeiro de 2014 em 23:02
        Permalink

        Esse tipo de mentalidade que empobrece cada vez mais o país. Falou tudo que tinha que falar “Danilo M”. Povo com esse tipo de de mentalidade que tem a cultura de reclamar que é pobre.

        Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 23:17
    Permalink

    Mas falando do post… Philipe. Você sabe qual tipo de papel ele usou? Estou curioso. Ele não terminou ainda né? Será que ele vai pintar o avião? Imagina o grau de medo do cara estragar tudo com a pintura. A tinta poderia acabar com o projeto de 5 anos dele.

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2014 em 13:24
    Permalink

    Anne Elisa L. Caselato

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2014 em 23:08
    Permalink

    Olha @Elcio Martins! Vi e lembrei de ti na hora. Bjusss!

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2014 em 10:27
    Permalink

    Philipe, não sei qual a escala que ele fez mas pelas fotos dá pra ver bem que não é 1:60, sei que você já fez modelos antes e tem mais propriedade que eu, mas estou acostumado com modelos hotwheels, Jada e Greenlight que geralmente são numa escala aproximada de 1:64 e proporcionalmente este boing está bem maior, parece estar numa escala mais próxima de 1:20 ou 1:18. Mesmo assim é um trabalho quase num nível alien, impressionante mesmo.

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2014 em 9:10
    Permalink

    Tá doido! Fiquei agoniado só de ver essas imagens. Será que esse cara tem namorada? 😛

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2014 em 10:40
    Permalink

    Estava pensando num “foguinho’!

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2014 em 16:35
    Permalink

    Sensacional !!!!! inacreditável !!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2016 em 16:09
    Permalink

    Nossa! Mas que tipo de papelão? Existe algum papelão específico para esse tipo de trabalho? Lembrou-me muito dos escultores de filmes stop-motion trabalhando nos cenários.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!