O anjo da morte atacou na China

Aqui está uma história super estranha ocorrida na China.  Ela começa com as estranhas mortes de um grupo de geólogos que sobe uma montanha a trabalho, e suas estranhas mortes levam o governo a iniciar uma ampla investigação afim de determinar o que os matou.  Logo, outras mortes misteriosas naquela mesma montanha colocariam o caso dos Geólogos dentro de um único grande mistério, não resolvido até hoje.

Os geólogos mortos

O “Centro de Pesquisa Abrangente de Recursos Naturais de Kunming” do Serviço Geológico da China foi estabelecido pelo antigo Décimo Destacamento Dourado da Polícia Armada.

Em 13 de novembro de 2021, às 9h, 4 funcionários de pesquisa geológica foram enviados para cruzar a montanha Ailao em Yunnan, China, para pesquisar o estoque florestal.

 Eles entraram pela vila de Zhangpene deveriam descer a montanha e retornar na tarde de 14 de novembro. Os quatro geólogos eram:

  1. Zhang Jinbang, 25 anos, vestindo jaqueta amarela e roupa íntima térmica;
  2. Yang Min, 27
  3. Zhang Yu, 32, vestindo uniformes camuflados e roupas íntimas térmicas
  4. Liu Yu, 29, vestindo uma jaqueta e uma jaqueta própria.

Todos ingressaram no centro em 2018. Aquelas jaquetas eram baratas, com uma fonte estimando o custo em 40 centavos. Para suprimentos, Zhang carregava uma mochila cinza-azulada com bússola, tablet, lanternas e outros equipamentos.

Zhang Yu carregava uma grande sacola camuflada com alimentos e ferramentas de trabalho.

Todos eles estavam equipados com equipamento RTK, bússola, 3 facões, capas de chuva descartáveis, 1 power bank de 20 mil mAh, garrafa de água mineral, gasolina para fazer fogo para aquecer e tinta para marcar o local por onde passariam.

O equipamento RTK

Um equipamento RTK, que significa “Real-Time Kinematic” ou “Cinemática em Tempo Real”, é um sistema de posicionamento de alta precisão usado em aplicações de geoprocessamento e topografia. Esse sistema é projetado para fornecer informações de localização extremamente precisas em tempo real.

Dessa forma, podemos ver que o grupo era qualificado, eram todos experientes, preparados e estavam muito bem equipado para sua missão. Sendo assim, não era para terem morrido. Pelo menos, não da forma bizarra como morreram, como nós veremos a seguir!

4 Mortos na montanha misteriosa

Depois que o dia 14 de novembro chegou e passou sem o retorno da equipe, o governo local imediatamente montou um quartel-general de resgate em 15 de novembro e iniciou uma operação de busca e resgate .

As montanhas Ailao – Print Screen de China Daily

 

A altitude média da Montanha Ailao é superior a 2.500 metros e entra na área central desabitada.

Uma grande busca foi montada para encontrar os geólogos

 O esforço de busca foi extenso, com a participação de 8.000 pessoas , incluindo voluntários do público . Também foram utilizados diversos equipamentos de ponta, como 50 drones , 10 helicópteros e nada menos que  110 veículos .

 Eles fizeram buscas ininterruptas de 15 a 17 de novembro, antes de terem que cancelar a busca devido à forte chuva e neblina, reduzindo bastante a visibilidade.

Antes de encerrar a busca, algumas pistas foram descobertas pelos socorristas, descobrindo pegadas de quatro pessoas distintas, marcas de tinta deixadas no chão, facões descartados, vestígios de árvores derrubadas, marcas de queimadura no chão e um pequeno barraco coberto com um capa de chuva descartável e metade de restos de comida dentro dela. Embora não tenham encontrado o geólogo, pelo menos encontraram vestígios de sua presença na área.

A busca foi retomada em 20 de novembro, mas em uma escala muito menor, com a participação de apenas 24 pessoas experientes em buscas.

Mortos sorrindo

Finalmente, no dia 21 de novembro, um drone com imagens térmicas sobrevoou a área e descobriu três pessoas caídas no chão.

No dia 22 de novembro, a equipe de busca e resgate foi até a área fotografada pelo drone que ficava abaixo de uma crista íngreme e encontrou todos os 4 corpos com as 2 mochilas ao lado deles. Agora que os quatro foram encontrados, a próxima etapa do plano era determinar o que teria acontecido com os quatro.

Todos os geólogos falecidos na missão, eram homens fisicamente aptos, com experiência de sobrevivência e com metade da comida sobrando. Cada um deles trazia consigo um dispositivo RTK onde podiam apertar um simples botão e ter sua posição transmitida a eles e a qualquer equipe de resgate, bem como para garantir que estavam no local certo, mas curiosamente, os dispositivos nunca foram ligados junto com seus telefones via satélite, o que foram deixados em seu carro.

Houve outro detalhe curioso: um dos membros da equipe estava completamente nu e todos os quatro tinham sorrisos no rosto.

Com exceção de um deles que não usava nada, todas as suas roupas, por mais baratas que fossem, estavam completamente intactas, sem nenhum arranhão, descartando um ataque de animal.

Logo uma hipótese bastante interessante surgiria para explicar a estranha cena na montanha: Um raio teria sido o responsável.  Com base na direção que eles estavam olhando nas imagens térmicas, todos voltados para uma direção quando caíram no chão, com os quatro sendo atingidos por um raio. Estimou-se que três acabaram morrendo enquanto o outro não morreu imediatamente, tropeçando e caindo do cume.

Sabe-se que choveu e trovejou fortemente nos dias 13 e 14 de novembro, com as marcas dos relâmpagos desaparecendo quando seus corpos foram recuperados.

Esta teoria, entretanto, foi posta em dúvida, logo depois, principalmente devido à falta de marcas de queimadura nas suas roupas e vegetação, juntamente com o fato de a maioria das vítimas de raios sobreviverem.

Hipotermia?

Qual é a explicação oficial? Pois bem, uma declaração foi feita por autoridades chinesas em 15 de dezembro de 2021, afirmando que a autópsia revelou que os quatro morreram de hipotermia misturada com choque cardiogênico.

A hipotermia explicaria os sorrisos como o relaxamento dos músculos e o único membro da equipe que tirou a roupa.

 

Em 13 de novembro, o tempo estava com chuva leve a moderada, com a temperatura variando de 11℃ a 9℃. Já no dia seguinte, 14 de novembro, o tempo foi de chuva moderada com temperatura de 11℃ a 9℃ e as roupas estavam inadequadas para o clima. Então caso encerrado?

 

… Bem, não exatamente, embora oficialmente as mortes tenham sido explicadas, esta explicação oficial não agradou a muitos, pois as pessoas viram o que consideram ser “inconsistências com a hipotermia” e logo propuseram uma nova teoria.

Contaminação misteriosa

Primeiro, qual é o problema que as pessoas enfrentam com a hipotermia? Embora seu equipamento fosse barato, eles ainda funcionavam perfeitamente, excluindo a falha de seus dispositivos RTK, o que significa que eles escolheram voluntariamente não apertar o botão para emitir um sinal de socorro ou trazer seus telefones, apesar de suas vidas estarem em perigo.

Suas capas de chuva também eram à prova d’água e só choveu levemente nos dias 13 e 14 de novembro, quando provavelmente teriam morrido.

Nenhum dos alimentos encontrados com eles foi comido e, como são sobreviventes experientes, poderiam ter caçado para obter sua própria comida, se necessário. Embora o único membro da equipe nu pudesse ser explicado pela hipotermia, era apenas ele, todos os outros ainda usavam roupas.

E a última dúvida que muitas pessoas têm é que todos trouxeram gasolina com o propósito expresso de iniciar incêndios, mas não foram encontrados fogo ou vestígios de fogo.

 Parece que eles não fizeram nada para tentar prevenir a hipotermia.

 Outros detalhes incluem a permanência da polícia no local onde os corpos foram encontrados desde 22 de novembro e só saindo depois de 5 de dezembro e não removendo os corpos até 23 de novembro. Por que será?

Outro fato que chamou a atenção foi o monumental aparato para localizar esses caras na montanha. Estariam as autoridades desconfiando de “algo mais” e usaram o desaparecimento para investigar?

Envenenamento

Conforme mencionado, a teoria alternativa é que toda a equipe foi envenenada. Não de propósito, ninguém está sugerindo um assassinato, mas sim o envenenamento aconteceu acidentalmente. O envenenamento nas áreas rurais de Yunnan não é nada raro, pois há relatos todos os anos de moradores locais comendo acidentalmente cogumelos venenosos, com moradores locais nos hospitais até inventando canções infantis sobre cogumelos venenosos para alertar a todos para não comerem cogumelos indiscriminadamente. Mas aqueles que acreditam na teoria do envenenamento não acham que os cogumelos sejam os responsáveis.

Todos os geólogos eram experientes, seu trabalho era se meter nas florestas e montanhas, e por isso eles sabiam de cor e salteado quais cogumelos eram seguros e já tinham uma boa quantidade de comida com eles – que eles nem usaram.

Também, mortes com cogumelos, não seria um evento digno de encobrimento como o que estão suspeitando.

O Anjo da morte ataca novamente

Em julho de 1993, na vila de Shiyakou, localizada perto da mesma montanha, um morador simplesmente chamado Fucai entrou em sua casa em busca de ferramentas necessárias para o trabalho doméstico, apenas para cair morto, no chão.

Sabe-se que Fucai entrou em casa e encontrou a mulher caída. Ele pensou que ela tivesse desmaiado e correu em seu auxílio, mas pouco depois sua esposa, com quem ele havia se casado recentemente e estava cozinhando, começou a se contorcer até cair na inconsciência, e morreu em seguida. Fucai logo depois morreu do mesmo jeito.

Os dois nunca tiveram histórico de doença e pareciam ter morrido sem motivo aparente. No mesmo dia do funeral dos dois, uma família inteira da mesma aldeia morreu em circunstâncias semelhantes. As mortes resultaram num pânico em massa entre a pequena aldeia e também em muitos rumores, especulações e superstições.

Haveria uma entidade maligna ceifando vidas a seu bel prazer? O povo estava ficando desesperado e as mortes não paravam!

Isso não passou despercebido às autoridades da província de Yunnan e do condado de Jingdong (a parte da província de Yunnan onde isso aconteceu). Eles iniciaram uma investigação médica enviando o diretor de saúde para a vila de Shiyakou.

 

Os investigadores analisaram quaisquer sintomas das vítimas e a princípio pensaram que fossem casos de miocardite, mas desconsideraram essa hipótese, pois não seria possível matar instantaneamente 4 pessoas em um único dia sem aviso prévio. A investigação médica não deu resultado e foram forçados a abandonar a aldeia por falta de progressos.

Poucos dias depois, um aldeão chamado Li Fucai morreu repentinamente durante o sono.

 Naquele mesmo dia, a esposa de seu segundo irmão, Fu Xiu, morreu repentinamente. Poucos dias depois, seu pai, Li Changmei, também morreu.

Todos os três morreram nas mesmas circunstâncias das mortes anteriores e, assim como eles, nenhuma causa era evidente no local. Durante os dois meses seguintes, mais cinco pessoas morreram de causas desconhecidas na aldeia.

Estava morrendo gente a dar com o pau! Algo muito bizarro estava acontecendo naquela montanha.

A notícia acabou chegando à própria RPC depois que autoridades da província de Yunnan os informaram sobre a situação. Funcionários médicos foram novamente enviados para a aldeia, já que até agora 14 pessoas tinham morrido. A teoria de trabalho deles era que a doença de Keshan era a responsável.

A doença de Keshan

A doença de Keshan, que é uma doença cardíaca endêmica que afeta principalmente crianças e mulheres grávidas em áreas específicas da China, incluindo a província de Heilongjiang. Essa doença está relacionada à deficiência de selênio na dieta e é caracterizada por problemas cardíacos, como cardiomiopatia e insuficiência cardíaca congestiva.

 

Assim, eles convocaram uma reunião e disseram aos moradores que a doença do Keshan era o culpado e disseram a todos que tomassem selênio para prevenir e tratar Keshan.

Os aldeões obedeceram, mas sem sucesso, pois durante os anos seguintes as pessoas continuaram a morrer repentinamente e sem justa causa, com exames que mostraram que não eram deficientes em selénio, o que significa que as autoridades diagnosticaram mal a doença pela segunda vez.

A doença de Coxsackie

As autópsias foram realizadas nas vítimas mais recentes, com os médicos legistas teorizando agora que Coxsackie poderia ser a responsável.

“Coxsackie” refere-se a um grupo de vírus da família Picornaviridae, gênero Enterovírus. Esses vírus são chamados de “vírus Coxsackie” devido à sua descoberta inicial na cidade de Coxsackie, no estado de Nova York, nos Estados Unidos, em 1948. Os vírus Coxsackie são conhecidos por causar uma variedade de doenças em seres humanos, especialmente em crianças. A maioria das infecções por Coxsackie é leve e autolimitada, ou seja, as pessoas tendem a se recuperar sem complicações graves. No entanto, em casos raros, esses vírus podem levar a condições mais graves, como a miocardite ou a meningite, que podem exigir atenção médica. O tratamento geralmente envolve o alívio dos sintomas, como febre e dor, e repouso. A prevenção inclui práticas de higiene, como lavagem frequente das mãos, para reduzir o risco de infecção.

As investigações também descobriram que a maioria das mortes ocorreu durante Julho e Agosto, que é a época de chuvas abundantes e muitas pessoas recolhem a água da chuva para beber, mas a fonte da chuva não é nada limpa, com muitos contaminantes, incluindo excrementos do gado.

Parece que a causa foi a água, então eles começaram a tratá-la usando água limpa de nascente da montanha como água potável, desinfetando-a no verão e distribuindo-a aos moradores. Exames físicos regulares são realizados e os médicos também foram organizados para permanecer na aldeia para observação, para que, se alguém apresentar sintomas novamente, possa ser tratado antes que seja tarde demais.

Isto pareceu funcionar até 2002, quando a situação ressurgiu com 24 pessoas adoecendo entre Junho e Agosto, embora felizmente desta vez o pessoal médico estivesse estacionado na aldeia e apenas 8 das vítimas morreram.

 De 1993 a 2003, 36 pessoas na aldeia morreram de uma doença desconhecida. 

Povo misterioso

Ao longo dos tempos, muitas lendas misteriosas circularam sobre a distante fronteira sudoeste da China. A vegetação exuberante e uma grande variedade de animais e insetos deram origem aos mitos da bruxaria e do veneno, e os muitos terrenos fechados cortados pelas montanhas em toda a terra criaram tribos primitivas isoladas e totens peculiares.

Em 1950, o Exército de Libertação Popular até descobriu uma verdadeira tribo primitiva nas montanhas Ailao.Este grupo de pessoas contava com cerca de 40.000 pessoas e foi chamado de “povo Kucong” por estudiosos posteriores.

Seu estilo de vida ainda está na Idade da Pedra. Eles cortam lenha para fazer fogo, vivem sem lugar fixo e subsistem nas montanhas coletando frutas silvestres e caçando. Eles podem ser chamados de a versão original de “Primavera em Flor de Pessegueiro“.

Nos tempos modernos, a maior gangue de bandidos de Yunnan também estabeleceu sua base nesta selva que é fácil de defender e difícil de atacar. O terreno e o ambiente perigosos tornaram-se suas barreiras naturais. Só depois que o governo central mobilizou uma divisão de tropas para lutar arduamente. Só então poderia ser recuperado.

Hoje em dia, quando voltamos a nossa atenção para a Montanha Ailao, que é difícil de ser conquistada pelos humanos, prestamos mais atenção ao rico armazenamento de recursos e ao valor da investigação científica da Montanha Ailao.

 

Miasmas e fantasmas das montanhas

Os chineses morrem de medo de fantasmas num nível impressionante, ao ponto de que é proibido filme de fantasma na China. Não passa pela censura. Se qualquer filme tiver um fantasma ele entra cortado na China.

 

 

As pessoas comuns inevitavelmente se lembram de estranhos folclores, como “fantasmas batendo na parede” e “fantasmas sendo possuídos”, ou que foram perturbados pelo “miasma nas montanhas” e tiveram alucinações. Além do mais, eles especularam imaginando se algum espírito maligno como o anjo da morte ataca as pessoas por prazer.

Embora a maioria das pessoas mais esclarecidas ria da ideia dos fantasmas e espíritos, o tal do “miasma” parece ser algo possível. Seria um tipo de neblina tóxica, uma emanação invisível, liberado por decomposição.

Aos olhos dos não profissionais, a selva e o miasma sempre andam de mãos dadas e matam pessoas invisíveis. No entanto, embora o miasma seja terrível, ele não está em toda parte. O miasma só costuma ocorrer em algumas áreas de baixa altitude onde existem pântanos e lagoas. No entanto, o local onde os quatro investigadores estavam localizados fica a 2.300 metros acima do nível do mar. É impossível que o miasma existisse em áreas de alta altitude.

 

Eventualmente, as autoridades de saúde em 2003 recorreram a uma medida extrema. Eles expulsaram à força os residentes das suas casas, evacuaram-nos e afastaram toda a aldeia da montanha e da fonte de água.

Em vez de identificar a causa do problema/doença e pará-lo, eles simplesmente afastaram as pessoas do problema. Embora isso realmente resolvesse o problema, resultando em não mais mortes relacionadas à doença, a doença real e a causa dela permanecem desconhecidas até hoje.

Avançando para 13 de novembro de 2021, os quatro geólogos acabaram indo para a mesma área da fonte de água que teoricamente seria responsável pelas 36 mortes e não muito longe da aldeia vizinha onde o “anjo da morte estava ceifando vidas”.

A teoria afirma que o geólogo cuja fonte de água eram garrafas de água mineral acabou contraindo a mesma doença misteriosa de 28 anos antes e que a explicação da hipotermia era mentira.

O mistério dessas mortes permanece até os dias de hoje.

As autoridades estão dizendo a verdade sobre os geólogos mortos? Estão mentindo sobre sofrerem de hipotermia para evitar o pânico com o ressurgimento da doença misteriosa ou para se protegerem de quaisquer acusações de negligência no tratamento da água? Ou a causa foi algo totalmente diferente?

Talvez nunca saibamos a verdade sobre o que há naquela montanha.

fonte, fonte, fonte, fonte, fonte, fonte, fonte, fonte

 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos