Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Após o  último post de pintores hiper realistas, resolvi dar mais uma cavucada e aqui estão mais alguns representantes desta absurdamente trabalhosa arte de mimetizar o mundo real usando tintas e pincéis.

Steve Mills –

Steve Mills é um pintor americano, que nasceu em 1959.; Inicialmente ele pintava apenas paisagens, muito influenciado pelo trabalho de Andrew Wyeth. O fotorrealismo entrou em seu leque de interesse quando Steve foi a uma exposição do artista Richard Estes em Boston. Desde então ele ficou obcecado com a busca do realismo maximo e estudou com afinco, se tornando um dos grandes mestres da técnica. Um único quadro pode levar até 500 horas de dedicação para serem finalizadas.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

fonte


Jason Degraaf

Jason é um pintor hiper realista que vive em Quebec no Canadá.
Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

fonte

Javier Arizabalo
Com um trabalho fenomenal na pintura de seres humanos, este cara mostra o domínio das cores e uma preferência quase obsessiva por pintar mãos. Há muito nu artístico no site dele. Fera mesmo.
Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Fonte

Eric Christensen

O trabalho de Eric Christensen gira quase sempre em torno de garrafas e taças de vinho. Por mais incrível que pareça, o cara pinta isso tudo com aquarela e guache sobre papel. Quem pinta com aquarela sabe o que significa isso. É uma aberração! É um erro da Matrix.

Photobucket
Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Fonte

Mais Pintores hiper realistas

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

21 ideias sobre “Mais Pintores hiper realistas

  • 21 de novembro de 2010 em 15:17
    Permalink

    Não acredito que o trabalho do Steve Mills é pintura eu juro que é uma foto.

    Resposta
  • 22 de novembro de 2010 em 11:15
    Permalink

    Simplesmente fantásticos amigo, excelente post, minha filha e eu adoramos os quadros, especialmente do Eric com guache sobre papel, com certeza é um erro da Matrix. Acho que ele escolheu a pílula vermelha.:lol:

    Resposta
  • 22 de novembro de 2010 em 13:13
    Permalink

    As obras realmente são muito boas, mas celebram em minha opinião nada mais do que a técnica empregada para se fazer tal quadro. A arte é percepção, é fazer com que outras pessoas vejam aquilo que o artista sentiu, o que testemunhou (ou gostaria de ter testemunhado). É ser o pintor por um momento através de uma tela e perceber sensações inesperadas até aquele momento. Pinturas hiper-realistas são bem menos sencasionais do que fotografias muito bem tiradas, afinal o fotógrafo consegue captar o acontecimento real e fazer parar o tempo, capta em perfeita sincronia a glória daquele segundo que não volta mais. O pintor realista copia o momento, e talvez possa dar uma retocada em algo, o que já estraga seu resultado, afinal o imperfeito é belo, nos permite divagar.

    Resposta
    • 29 de março de 2016 em 19:06
      Permalink

      Muita gente deseja ou espera da Arte algo maior que ela própria… A Arte é Arte e ponto. E ela (a Arte) não precisa de tanta subjetividade para ser.

      Resposta
  • 22 de novembro de 2010 em 15:54
    Permalink

    Sabe quem faltou? A Menna Barreto… E as pinturas dela têm a diversão adicional de ter a assinatura escondida nos quadros! Tipo o Geninho!!!

    Resposta
  • 23 de novembro de 2010 em 1:19
    Permalink

    :omg: Estou literalmente abismado até agora. Se isso for mesmo pintura, os efeitos de reflexo, refração e difração no vidro são perfeitos.

    Estou praticamente concordando com o Koveiro…

    Resposta
  • 23 de novembro de 2010 em 3:29
    Permalink

    Meu… é assustador…
    Caramba…

    Cara, quanto tempo eles demoram pra fazre um quadro desses?

    Pow velho… o cara que pintou os jornais e o das mãos… Tem uma que dá pra ver os pelinhos loiros do braço, meu! :ohhyeahh:

    braços!té +!

    Resposta
    • 25 de novembro de 2010 em 11:50
      Permalink

      Um deles colocou no site dele que leva até 500 horas para completar um quadro.

      Resposta
  • 24 de novembro de 2010 em 13:31
    Permalink

    Meu Deus, tô chocada…As pinturas são simplesmente PERFEITAS!!! Todos os autores são erros da Matrix! :B

    Resposta
  • 24 de novembro de 2010 em 16:48
    Permalink

    tah bom, e como eles fazem as letrinhas perfeitas? Acho que eles pintam e depois photoshopam algumas partes…

    ps, o blog morreu?

    Resposta
    • 25 de novembro de 2010 em 11:46
      Permalink

      OI Thiago, não morreu não. Eu estava viajando com a primeira dama. Fui fazer um cruzeiro pela costa do Brasil. Sabe como é, essa vida de blogueiro é muito dura, hahaha. Cheguei hoje.
      Sobre as letrinhas, é parte do trabalho descomunal de pintar no realismo extremo. É tudo NA MUNHECA, meu camarada!

      Resposta
  • 25 de novembro de 2010 em 14:23
    Permalink

    Lindos!
    Adorei o quadro dos morangos e o último da flor do Jason Degraaf e os quadros com vinhos e frutas do Eric Christensen.
    Se pudesse compraria todos!

    Resposta
  • 2 de dezembro de 2010 em 14:25
    Permalink

    Se embasbacar com quadros impressos não é tão sensato quando a arte alcança seu objetivo, chegando ao ponto de paridade com a realidade. Parece que a arte se cumpre no que quer dizer que há arte suficiente no que os sentidos captam. Se o artista reproduz de maneira perfeita, suas impressões se tornam um convite pra olhar pra fora do quadro.
    Criar imagens tão reais faz com que olhemos pra fora considerando a realidade de um jeito mais.. “quadro a quadro”, se perdendo entre realidade e surrealidade. Doidera!

    Resposta
  • 9 de janeiro de 2012 em 18:12
    Permalink

    Pinturas esplêndidas. Umas cheias de emoção, outras nem tanto, apenas perícias técnicas irretocáveis. Pinturas de qualidade pictórica indiscutível, porém, emoção na arte é fundamental.

    Resposta
  • 15 de março de 2012 em 2:19
    Permalink

    olá! não tenho palavras descrever tamanha tecnica !!!!tonn alves.

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2014 em 8:05
    Permalink

    PARABÉNS! É O MINIMO PARA SE RECONHECER UM ARTISTA, ALGUNS BOBOS FAZEM COMENTÁRIOS ENTRE AS FOTOS REAIS E AS PINTURAS IMAGINE SE OS PINTORES DE OUTRORA TIVESSEM(SOUBESSEM) ESSA TÉCNICA PARA CHEGAR A PERFEIÇÃO, O REALISMO DAQUELE TEMPO ERA MAIS EXPRESSÕES DA HISTÓRIA. ESTAMOS EM TEMPO DE PERFEIÇÕES TÉCNICAS NAS ARTES.O SEGREDO ESTÁ NA FORMA DE OBSERVAR AS OBRAS E CONSAGRAR OS ARTISTAS PELOS SEUS DESEMPENHOS.PARA MIM, O QUE IMPRESSIONA É AS CORES COLOCADAS EXATAMENTE NAS MESMAS PROPORÇÕES DAS IMAGENS REAIS,CLASSIFICO ESSAS OBRAS COMO FOTOREALISMO.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!