A pintura hiper realista de Tom Martin e Roberto Bernardi

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Tom Martin é este cara aí na foto. Com apenas 33 anos, ele já é famoso por suas pinturas em acrílico sobre tela. O sujeito fica horas e horas pintando milhares de detalhes que tornam suas pinturas impressionantes fotografias feitas à mão.

Olha só o trabalho do cara:

 

 

Outro famosos “dodói” do hiper realismo é Roberto Bernardi. O cara tem 36 anos e estudou a pintura renascentista sua vida inteira. Talvez isso tenha contribuído de modo indelével para o grau de realismo que ele obtém em suas telas. Nos anos 90 o cara trabalhou na Itália como restaurador de igrejas antigas. E desde esta experiência passou a dedicar-se integralmente ao seu desenvolvimento na pintura hiper realista. Pelo que vejo, está dando resultado. Confere aí e depois diz se acredita que isso é tudo pintura.

 

 

 

fonte

fonte

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

23 respostas

  1. Difícil acreditar, cara!
    Até o dia de hoje, o sujeito que eu considerava o Ás da pintura realista era Imán Maleki.
    Vale dar uma conferida.
    Sinceramente, eu duvido de alguns detalhes apresentados aqui.

  2. Admirável a arte desse sujeito, porém não vejo pq alguém com tal habilidade fica pintando coisas banais como parafuso e pia cheia. Pode me chamar de quadrado, mas até pintar um parafuso com menos realismo eu considero arte, mas pintar um parafuso igual uma foto, acho mais fácil tirar a foto do parafuso.
    Acredito que esse sujeito deveria então criar coisas mais surrealistas com sua arte, com certeza seu trabalho seria melhor.

    1. È que ele pertence a uma escola que começou na década de 70. O objetivo é justamente obter o maior realismo possível. Parte da busca do realismo é justamente obter imagens comuns, do dia-a-dia ou coisas que todo mundo já viu e pode comparar.

  3. Realmente são quadros muito lindos e a familiaridade com as imagens os torna mais interessante. Sinceramente não gosto de pinturas surrealistas, pra mim quanto mais real melhor.

    ^^

  4. Os caras bem que podiam deixar uma dica subliminar nas pinturas só pra mostrar que se trata de uma pintura, pq o bagulho é tão impressionante que perde até a graça… fica parecendo(?!!!) foto. rs

  5. Pelo pouco que eu conheço de arte, a necessidade de realizar pinturas realistas, que se iniciou na renascença, decaiu drasticamente com o advento da fotografia, e a partir daí a pintura se modificou em vários estilos, todos não realistas. Legal ver a “nossa versão” renascentista do século XXI. Eu imagino que na época dos caras eles também acharam impossível as obras serem daquele jeito.

  6. Esse tipo de pintura eu comparo com o alpinismo. Para que você sobe no topo de uma montanha, se não tem nada pra fazer lá? O quadro final não serve pra muita coisa, mas nele está implicito horas e horas de trabalho, talento e busca pela perfeição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.