fbpx

bizarro, destaque, Fotografia

Mais fotos dos mortos

Certa vez eu fiz um post aqui chamado álbum de fotos dos mortos. Acontece que na era Vitoriana, era comum fazerem fotografias...

Escrito por Philipe Kling David · 20 segundos de leitura >

Certa vez eu fiz um post aqui chamado álbum de fotos dos mortos.

Acontece que na era Vitoriana, era comum fazerem fotografias das pessoas mortas, para serem guardadas como recordação. Hoje parece bastante mórbido, sobretudo quando pensamos que muitas dessas fotos, produzidas de daguerreótipos, eram cuidadosamente montadas com farrapos, suportes de metal e arame para que os mortos parecessem estar vivos. Era normal a foto de crianças mortas com seus irmãos e pais, porque naquele tempo, a mortalidade infantil era assustadoramente grande. Aqui estão mais algumas dessas fotos impressionantes.

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

Video bizarro: O que é a criatura atacando uma cabra?

em bizarro, polêmica
  ·   4 Minutos de leitura

O mistério dos caixões que mudavam de lugar

em bizarro, polêmica
  ·   50 segundos de leitura

8 respostas para “Mais fotos dos mortos”

  1. Já vi uma foto desse estilo na casa de uma tia-avó. Um menininho dentro do caixão, com os olhos abertos, e atrás ainda tinha a dedicatória “Para minha querida madrinha, uma recordação do anjinho Fulano”.

  2. O maior medo das pessoas é o de acessar o site sugerido acima, começar a verificar as fotografias, uma por uma, e se deparar com a própria imagem ali.
    SIM! Você pode estar morto e não sabe! Está vagando por aqui e pensa que ainda está vivo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.