Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp


Não sei se já aconteceu com você, mas comigo parece que acontece sempre. Talvez porque, da desagradável sensação que me causa, eu guarde na memória por um período maior e com mais intensidade.
É entrar no elevador ou qualquer ambiente fechado e descobrir olfativamente que algum(a) desgraçado(a) tomou BANHO de leite de Rosas.
Deviam trocar o nome para chuveiro de rosas.
De manhã cedo é demais. O nariz tá próximo demais do cérebro e aquilo entra como um soco pela minha cara adentro e vai lá no fundo da cabeça e já começa a doer. O estômago parece que dá um triplo mortal carpado, sinto o mundo rodar e a vontade é “de chamar o Raul” no pé da pessoa.
Me intriga como é que pode essas pessoas tomarem banho desse produto fedido que mais parece uma daquelas creolinas de limpar banheiro da Central do Brasil e não se incomodarem. Pelo cheiro tenho certeza que aquele treco é radioativo.
O Leite de Rosas, no mercado há 75 anos, é uma das marcas mais tradicionais do Brasil. Uma pesquisa do Instituo Gálope revelou que 80% da população brasileira é familiarizada com o produto. Hoje, as vendas do produtos giram em torno de R$ 70 milhões de frascos por ano. Os frascos do cosmético, originalmente, eram feitos em vidro incolor e comercializados em caixas cartonadas. A atual “aparência”, que tem sido copiada, é a combinação de cores rosa e branco. É intrigante como um produto velho, com cara de museu, nome de museu, que fede a produto de limpeza, venda tanto.
Talvez porque os poucos infelizes que usem tenham queimado as narinas e assim pra conseguir sentir algum cheirinho precisem tomar banho com a parada. Aí realmente ele vende mais.
Você pode até ser otimista e se consolar pensando, melhor esse do que cheirar inhaca logo de manhã. Eu tenho minhas dúvidas. Se bem que inhaca é dose mesmo.

Leite de rosas

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

5 ideias sobre “Leite de rosas

  • 2 de maio de 2006 em 16:37
    Permalink

    Sugestão: esse Mundogump podia levantar essa questão dos fedores insuportáveis! Vamos listá-los! Existe coisa pior do que a catinga de privada que sai da boca desses babacões que acham o maior barato morrer numa nota preta nas pipocas dos cinemas de shopping? Entopem os narizes dos infelizes que pagam o ingresso só para ver o filme. Um dia alguem falou que isso é legal na gringolândia e copiaram por aqui… Essa idiotice (pipocas gigantes + refri gigantes) virou o maior volume de faturamento das cadeias multiplex nos dias de hoje. O faturamento é maior que o da bilheteria…

    Resposta
  • 15 de dezembro de 2006 em 6:50
    Permalink

    Cool guestbook, interesting information… Keep it UP
    » » »

    Resposta
  • 25 de maio de 2009 em 17:31
    Permalink

    Eu gosto (e uso) leite de rosas e nao fico fedida..ok?

    este post foi ofensivo a tods as pessoas q gostam de leite de rosas ou o ultilizam!

    uso ele desde criança pq eh o unico q nao me dá alergia…além de ser mto bom!

    Resposta
    • 25 de maio de 2009 em 18:15
      Permalink

      Minha opinião é ofensiva?
      Não vejo o porque. Se você usa essa desgraça e gosta, parabéns. Em mim dá dor de cabeça. Ponto.

      Resposta
  • 30 de março de 2014 em 23:44
    Permalink

    putts , adorei o post kkkkkkkkk , nada pior do que esse cheiro , tanta coisa no mercado pra tirar maquiagem , e anti-alergica tbm tem , nn vejo desculpa ACEITAVEL pra usar essa tranqueira fedorenta , pior do que querosene no nariz kkkkk
    OS MEUS PARABENS PRA QUEM ESCREVEU
    adorei saber que existem pessoas de bom gosto ainda 😉

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.