fbpx

Arte, destaque, incrível

A incrível arte de Benjamin Shine usando ferro de passar

É inacreditável o que o artista Benjamin Shine consegue fazer com um substrato, metros e metros de tule e um ferro de...

Escrito por Philipe Kling David · 23 segundos de leitura >

É inacreditável o que o artista Benjamin Shine consegue fazer com um substrato, metros e metros de tule e um ferro de passar! É tão insano que em vez de explicar primeiro e mostrar depois vou fazer o inverso. Olha:

 

Benjamin-Shine-tulle7

Absurdo hein?

 

 

 

O cara faz isso simplesmente dobrando e passando o pedaço de tule. A transparência do tule, permite que com sucessivas dobraduras ele obtenha uma aparência volumétrica. No final as obras parecem fotos, mas são hábeis dobraduras criadas com o ferro de passar roupa.

Veja as etapas para recriar o retrato de Rembrandt:

Genial esse doido.
Aqui esta o site dele.

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

O mundo do Velho oeste nas pinturas de Morgan Weistling

em Arte
  ·   13 segundos de leitura

Foto Gump do dia: A Cauda da baleia

em Curiosidades, foto gump do dia, incrível
  ·   16 segundos de leitura

Pessoas que ficaram ricas inesperadamente

em incrível
  ·   2 Minutos de leitura

6 respostas para “A incrível arte de Benjamin Shine usando ferro de passar”

  1. Simplesmente espetacular!
    Em tempo, Parabéns atrasado pelo aniversário do Davi! A foto ficou excelente e o menino melhor ainda. Agora estou eu na tentativa!
    Um abraço!

  2. Inacreditável! Algumas coisas que aparecem aqui são tão perfeitas e absurdamente difíceis de serem feitas, que é até difícil de acreditar que sejam reais. Muito bom!

  3. Na minha opinião, 1000 vezes mais interessantes do que aqueles hiper-realismos onanistas que rolam de vez e quando por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.