Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Essa é uma das fotografias de suicídio mais impressionantes que já encontrei. E olha que gente morrendo eu já vi aos montes. Certa vez, eu estava voltando da escola quando uma porra dum suicida quase me matou. Ele caiu a mais ou menos uns dois metros de onde eu vinha passando, em plena hora do almoço. Você não pode imaginar o furdúncio épico que deu naquele dia. Era um gordo pelado, uma cena horrível.

Dificilmente um suicídio não resulta em algo feio de se ver, mas aqui está um caso único. Essa fotografia mostra a suicida Evelyn McHale segundos após seu mergulho fatal.

Na manhã de 1º de maio de 1947, Evelyn comprou uma entrada para acessar o mirante do arranhacéu Empire State Building.  De acordo com várias testemunhas, ela parecia alegre, sem mostrar quaisquer sinais característicos do que, minutos depois, aconteceria.

Uma vez no mirante, a jovem simplesmente saltou no vazio. Após cair mais de 170 metros, ela se espatifou no teto de uma limusine, estacionada em frente ao prédio. A imagem, naturalmente chocante, é gump por seu ponto de vista estético. Ela parece dormir calmamente no afundado do teto do veículo. Some-se a isso a beleza estonteante dessa pobre mulher e a foto lembra até a capa de um editorial de moda.

Apesar do impacto, seu corpo não apresentava nenhum arranhão e seu rosto refletia a paz de um sono tranquilo. Seus pés estavam cruzados e sua mão esquerda segurava um colar. As testemunhas, pessoas que passavam pelo local no momento, ficaram tão impactadas pela tragédia quando pela imagem estranha que o corpo intacto de Evelyn desenhava sobre a limusine destruída. Somente quatro minutos depois, o fotógrafo Robert Wiles estava capturando a imagem para a eternidade, comovido, conforme confessou, com a serenidade no rosto da menina e com seu corpo estendido quase artisticamente. Tanto foi assim que a revista Life publicou a imagem com o título “O Suicídio Mais Bonito”.

Para maior mistério, Evelyn estava comprometida, a ponto de se casar. Seu noivo contou à polícia que, no dia anterior ao suicídio, eles tinham se encontrado e tudo parecia estar bem. Nem sua família nem seus amigos conseguiam imaginar os motivos para essa decisão. A explicação do fato chegaria através de um bilhete que a polícia encontrou no bolso do casaco que a jovem vestia, e que tinha ficado na plataforma do mirante. Nele, estava escrito:

“Ele está muito melhor sem mim… Eu nunca serei uma boa esposa para ninguém”.

Foto Gump: O suicídio de Evelyn McHale

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

4 ideias sobre “Foto Gump: O suicídio de Evelyn McHale

  • 28 de maio de 2017 em 18:36
    Permalink

    Realmente, é uma imagem tão bela mas tão trágica…

    Resposta
  • 29 de maio de 2017 em 9:06
    Permalink

    Cara, e se ela foi induzida por alguém a escrever o bilhete? Imagina a verdadeira historia atrás desse suicídio? – Eu to lendo Mr. Mercedes… =}

    Resposta
  • 30 de maio de 2017 em 11:56
    Permalink

    Tem uma outra história de uma mulher que pulou do Empire State, mas foi apanhada por uma lufada de ar tão forte que foi jogada de volta para dentro do prédio por uma janela aberta alguns andares abaixo. Parece uma história bem Gump e não sei se é real, só li na finada revista Terra.

    Resposta
    • 31 de maio de 2017 em 11:16
      Permalink

      Ah, puta merda. Pra que vc me contou isso, cara? Agora eu vou TER que ir atrás.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!