Facegen e o futuro dos games on line

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Eu tava dando um rolé pela internet e esbarrei com um site de um cara que pelo que eu entendi, se especializou em fazer o rosto de pessoas famosas para usar como avatar de personagens no jogo Oblivion Elder Scrolls. O cara usa um programa (pago) chamado Facegen e é este programa que permite a criação paramétrica de praticamente qualquer cabeça. Seja a sua, seja a do Michael Jackson, seja a do Chuck Norris! (sério)

O grau de similaridade entre a cabeça dos bonecos do game e das pessoas reais que ele usa como referência é impressionante (para um game). Olha só:

Me parece certo que em pouco tempo todos os jogos irão incorporar este tipo de aplicação e será bem legal fazer aquele mata-mata olhando na cara do seu colega de trabalho. (ou melhor ainda, seu chefe)

Quando que nos tempos do saudoso Atari nós pensaríamos que estaríamos vivos para ver nossa cara dentro de um videogame? Nunca.

O Facegen é um programa stand alone e a versão trial te permite parametrizar o  seu rosto em 3d facilmente, mas com um porém: ele coloca um “SI” na sua testa. Fora isso, funfa. Mas o legal é trabalhar com a versão original, cuja licença para uso em games pode ser comprada por 300 dolares. Mas é até barato para a realidade dos EUA, considerando as possibilidades. Olha só o que o programa consegue (se você reconhecer, tá funcionando):

Muito show, né?

Este é o futuro. E isso é só o começo. Em breve vem aí a sintetização da voz. O sistema de sintetização de voz já existe, está funcionando super bem. Atualmente existem programas que lêem a tela do computador ou textos específicos com vozes surpreendentemente reais. Mas a tecnologia já foi além. Para fins estratégico-militares, a sintetização da voz humana foi testado com sucesso em uma universidade Norte Americana. No teste, pegaram algumas gravações de telefone de um general e conseguiram fazer um áudio dele dando ordens malucas, o que confundiu o próprio dono da voz, que dizia não se lembrar de ter dado aquelas ordens. Ele ficou ainda mais perplexo ao descobrir que aquilo era um computador. A CIA planejou usar o sistema e “plantar supostas gravações telefônicas”  do líder iraquiano assumindo que era gay e debochando de Maomé, para envergonhar e desestabilizar o Saddam durante a guerra do Golfo. Porém, eles não levaram isso adiante e preferiam jogar mísseis. Mas a tecnologia já existe e está sendo aperfeiçoada a cada dia. Se a escalada do poder de processamento da lei de Moore continuar do jeito que vai, certamente isso estará disponível até a próxima década para fins mais honrosos que guerra.

Nos jogos dos anos a porvir, iremos ler um pequeno trecho de texto para um microfone, talvez embutido no joystic. O programa então decompõe nossa voz, pega nosso rosto e anima com o nosso som. É como ver um filme interativo onde você, ou seu ator preferido, é o personagem principal.

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

5 respostas

  1. Por curiosidade, Fallout 3 é da mesma empresa do Oblivion.

    Muito bacana o programa. O Dr Evil do Austin Powers ficou MUITO igual! hehehe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.