Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Olhá só a situação. A madame tinha feito compras e vinha com seu carrinho de bebê super-mega-power-caro pela rua quando um fotógrafo resolveu registrá-la (talvez seja uma celebridade, não sei).

Então, Murphy operou sua lei…

 





Observe a sequencia, e note que a mulher não largou a porra do telefone nem quando seu filho virou um mortal para trás e caiu na calçada!

Devia ser uma ligação bastante importante, né? O que será que ela estava falando? Será que ela estava tentando cancelar a Tv a cabo?

Era uma ligação importante

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

9 ideias sobre “Era uma ligação importante

  • 10 de setembro de 2012 em 14:28
    Permalink

    “Prioridade. A sua está errada!”

    Resposta
  • 10 de setembro de 2012 em 15:16
    Permalink

    Aposto que é casada com um cara que tem muito dinheiro, ela deve levar uma vida de dondoca, filho para ela deve ser apenas uma forma de prender o troxa que gasta rios de dinheiro com ela.

    Resposta
    • 10 de setembro de 2012 em 18:34
      Permalink

      “Trouxa”, e não “troxa”.

      É muito fácil julgar os outros pelas aparências. É por causa de gente como você que esse mundo está uma merda.

      Resposta
      • 11 de setembro de 2012 em 1:29
        Permalink

        lol, você acabou de julgar o cara

        Resposta
        • 11 de setembro de 2012 em 16:16
          Permalink

          Ele não julgou o babaca acima, apenas constatou o que o imbecil deixou claro com seu comentário.

          Resposta
  • 18 de setembro de 2012 em 11:11
    Permalink

    Pode parecer estranha a minha opinião, mas já vi muito isso acontecer: é um ato reflexo – temos dificuladade para soltar o que está na mão enquanto nosso cérebro termina de processar informações sobre uma emergência. É como o médico que para com caneta e prancheta na mão enquanto a equipe de emergência chega com a paciente acidentado – processada a informação, ele larga tudo e age.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!