Era uma ligação importante

Olhá só a situação. A madame tinha feito compras e vinha com seu carrinho de bebê super-mega-power-caro pela rua quando um fotógrafo resolveu registrá-la (talvez seja uma celebridade, não sei).

Então, Murphy operou sua lei…

 





Observe a sequencia, e note que a mulher não largou a porra do telefone nem quando seu filho virou um mortal para trás e caiu na calçada!

Devia ser uma ligação bastante importante, né? O que será que ela estava falando? Será que ela estava tentando cancelar a Tv a cabo?

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. Aposto que é casada com um cara que tem muito dinheiro, ela deve levar uma vida de dondoca, filho para ela deve ser apenas uma forma de prender o troxa que gasta rios de dinheiro com ela.

  2. Pode parecer estranha a minha opinião, mas já vi muito isso acontecer: é um ato reflexo – temos dificuladade para soltar o que está na mão enquanto nosso cérebro termina de processar informações sobre uma emergência. É como o médico que para com caneta e prancheta na mão enquanto a equipe de emergência chega com a paciente acidentado – processada a informação, ele larga tudo e age.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimos artigos

Gripado

O dia da minha quase-morte

Palavras têm poder?