Empresário converte silos nucleares em residências

Larry Hall começou a reconstruir seu primeiro “arranha-céu” subterrâneo capaz de resistir a um ataque nuclear em 2010. O resultado foi, na verdade, um prédio de apartamentos de 15 andares, onde há tudo o que é necessário para uma vida autônoma de várias dezenas de pessoas, que pode aguentar um “deu ruim” no mundo por cerca de cinco anos. Agora, tendo como pano de fundo a pandemia do coronavírus e a exacerbação das tensões internacionais, a ideia volta a ganhar fôlego.

Hall conta que a primeira vez que teve a ideia de reaproveitar os silos obsoletos para o lançamento de ICBMs foi depois dos acontecimentos de 11 de setembro de 2001. A princípio, ele pretendia convertê-los em data centers seguros, mas logo percebeu que outras finalidades funcionais seriam mais populares.

Em 2008, ele comprou seu primeiro silo de mísseis no centro do estado do Kansas por US $ 300.000. Ao longo de vários anos, ele o reconstruiu em um bunker de 15 andares, projetado para acomodar 75 pessoas por 5 anos. A instalação é capaz de resistir a um ataque nuclear, além de ser protegida contra pandemias, distúrbios civis ou mesmo a queda de um meteorito, disse Hall. Ele tem um alto grau de segurança. Por exemplo, não apenas geradores, mas também uma turbina eólica estão disponíveis para gerar eletricidade. Equipamentos especiais são capazes de abastecer o bunker com sua própria água.

Em 15 níveis da mina, são 14 apartamentos de diferentes tamanhos com cozinhas e banheiros. Telas que simulam janelas ajudam a criar a ilusão de uma habitação comum. Se necessário, a empresa de Hall está pronta para atender outras necessidades do cliente. Por exemplo, uma mesquita e um hangar especial para um helicóptero foram montados em seu apartamento para um cliente saudita. Além dos apartamentos particulares, foi criada toda a infraestrutura pública necessária: desde armazéns com alimentação a uma piscina de 75 metros, um cinema, um ginásio e um hospital.

 

A primeira instalação desse tipo já foi comissionada, custando ao criador US $ 20 milhões. A empresa de Hall agora está trabalhando em vários outros desses bunkers, cujo interesse cresceu desde o início da pandemia do coronavírus.

Você gostaria de morar num bunker à prova de apocalipse?

 

 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos

https://c2p.cleverwebserver.com/dashboard/48c5694f-d195-11ee-96b8-cabfa2a5a2de