fbpx

polêmica

Detalhes do Caso Varginha

Escrito por Philipe Kling David · 4 Minutos de leitura >

Sabe, uma coisa eu tenho em comum com a presidente Dilma, e é quando ela diz:

Eu tenho muito respeito pelo Et de Varginha (fonte)

Realmente acho que deu algum fusuê bizarro em Varginha em 1996. O Caso Varginha é um dos mais intrigantes e também interessantes casos ufológicos brasileiros, por diversos motivos. Eu acabei ficando ligado a este caso por pura coincidência quando fui convidado a fazer a capa do livro do Ubirajara Rodrigues que (muito bom por sinal) cobria os desdobramentos daquilo que popularmente ganhou o apelido de “Et de Varginha”. Também fui convidado pela própria prefeitura, bons anos depois do acontecido, para criar painéis ilustrativos que ajudassem a mostrar ao povo a cronologia daquele mito – que independente de suas bases reais (que eu acredito serem bastante amplas) ganhou contornos de uma lenda pós moderna.

O primeiro "retrato" de dezenas do Et de Varginha que eu fiz
O primeiro “retrato” de dezenas do Et de Varginha que eu fiz

É engraçado que o povo todo de varginha parece ter uma história relacionada ao “Et”, e para entender como isso se espalha é preciso compreender a forma como os mitos são construídos e se arraigam na cultura popular. Varginha foi explorada pela prefeitura, que viu no incidente que jogou a cidade sob os holofotes de todo o mundo a chance de torná-la mais que um pólo cafeeiro, forçando uma vocação de turismo ufológico na cidade, tal qual ocorreu com Rachel, o lugarejo que fica perto da Àrea 51 e Roswell, que dispensa apresentações.

Eu estive em varginha (leia a saga aqui) e pude dar um belo passeio lá, conversei com gente pra danar, entre testemunhas de coisas diretamente relacionadas aos fatos tratados no livro do Ubirajara e outros, como uma pessoa ligada ao principal hotel da cidade que me confidenciou a estranha visita de homens estrangeiros a Varginha nos dias subsequentes ao estranho caso. OS “turistas” misteriosos teriam se enclausurado num dos quartos do hotel e nunca saíram de lá. Foi tão estranho que os funcionários perceberam. Quando finalmente saíram, foi para fazer checkout.

Isso está ligado ao Et de Varginha? Não sei. O caso Varginha é tão estranhamente vasto que fica impossível de saber. São muitos detalhes, coisas aparentemente que se encaixam e outras que não parecem se encaixar até que alguém surge com mais um pedacinho do quebra-cabeças e toda a coisa muda de figura. E é talvez por esses pequenos detalhes que o Caso Varginha permanece vivo até hoje. Enquanto escrevo isso, tem gente trabalhando na investigação dele. Outros, misteriosamente e sem maiores explicações, “tiram o time de campo” e somem, não dão entrevistas, não querem mais falar do assunto…
Estranho? Tudo é estranho no caso Varginha.

Eu só posso contar o que falaram diretamente pra mim. E são duas essas coisas que me levam a pensar que “tem caroço debaixo desse angu”.

Um general 3 estrelas confirmou

Eu conheço ele. Ele trabalha na Escola Superior de Guerra, e sabendo que eu curto estes assuntos, me confidenciou (na verdade confidenciou primeiro à minha esposa que é militar e depois diretamente a mim) que no dia daquele rolo de Varginha ele estava lá. Ele percebeu a movimentação estranha, principalmente porque PEGARAM A VIATURA DELE sem autorização. Ele contou que criou um rebu danado, e que no meio militar dos oficiais superiores todos sabiam que algo estranho estava acontecendo, mas não se falava claramente. O General me pediu o livro do Bira para saber mais detalhes. Ele disse pra mim com todas as letras que ele acredita que algo realmente caiu na cidade e que era de outro planeta, mas que nunca o deixaram “ver o bicho”, de modo que eu fico imaginando quem pode virar para um General de duas estrelas (agora ele é três) e dizer : “-Lamento mas o senhor não pode ver!” Então, ou o general tava jogando o verde e só queria o livro do Bira, ou ele realmente estava la como contou e nunca entendeu o rolo que deu. Seja como for, o fato dele não saber detalhes, pode indicar que havia um núcleo muito limitado de pessoas sabendo os detalhes das operações.

Um soldado armado na porta da sala na Unicamp

Quem pode confirmar isso que eu vou contar é meu amigo Diogo Monteiro. O Diogo almoçou comigo certo dia e levou a namorada dele na época (esqueci o nome dela). Conversa vai, conversa vem, o papo parou em disco voador e ela me disse que tinha uma coisa para contar. Eis que a menina conta que sua tia, estava fazendo se não me engano, o mestrado ou doutorado na Unicamp naquela época sobre Doença de Chagas. Ela tinha deixado a dissertação ou a tese na sala e foi até a Unicamp para pegar. Quando ela chegou, estranhou que havia um soldado armado com fusil na porta da sala. Ela tentou entrar e foi impedida duramente pelo sentinela.
Após se identificar e dizer que precisava do material que estava na sala, o soldado disse que ela esperasse junto a porta e que ele buscaria para ela. O soldado entrou e após alguns minutos, saiu da sala com o material. Entregou a ela e ela foi embora, sem entender por que diabos um soldado do exército estava de guarda na porta da sala dela.
Se isso for mesmo verdade, e eu acho que é, já que a garota não tinha motivos para inventar isso do nada num almoço, parece confirmar que levaram uma das várias (sim são várias) criaturas capturadas e mortas para a Unicamp.

Marco Eli revelou a verdade no leito de morte
Marco Eli Chereze, o policial que revelou a verdade no leito de morte

Então realmente, a questão do caso Varginha vai se abrindo num leque quase infinito de informações, como o caso do soldado Marco Eli Cherese, que morreu de doença misteriosa após supostamente pegar uma das criaturas. Ele teria inclusive confessado isso no leito de morte para o médico que tentou salvar a vida dele. E quem diz isso é o próprio médico. Acho que se o cara está na beira da morte, pra que ele vai inventar algo assim? Do contrário, seria o mestre supremo da zoeira.

Bom, o caso tem muitos detalhes e se você quer saber mais sobre isso e as novas revelações do caso Varginha, recomendo uma lida no excelente artigo do meu amigo Josef do portal Burn:

O caso Varginha – Parte 1
e
O caso Varginha – Parte 2

Por exemplo, você sabia que existe uma FILMAGEM DO ET? Não? Leia lá pra saber.

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

Foi zoado pelo ET – O senso de humor alienígena

em polêmica, Textos
  ·   9 Minutos de leitura

27 respostas para “Detalhes do Caso Varginha”

  1. Uma pena ter sucedido em 96. Se fosse hoje em dia, teríamos dezenas de vídeos, fotos e “selfies” de pessoas com os ETs.

  2. O que mais me intriga é que nunca temos nada para provar, sempre algo dá errado, então como hoje que até uma foto que você guardou embaixo do colchão e não falou nada para ninguém acaba aparecendo na rede, uma foto disso nunca apareceu em lugar nenhum.

    Outra hipótese e de que talvez tenham diversas fotos na rede, mas todas tem alguém dizendo que é uma montagem e por isso nós sempre acreditamos que nenhuma é verdadeira …

    1. O tal filme do alien já quase foi parar na televisão. Duas vezes uma pessoa que estava com ele tentou vender para os programas de Tv. Só que o cara pedia muito, e a negociação endurecia e ele dava pra trás.

  3. O pior é que hoje, com drones, fotos digitais e animacoes holograficas, fica impossivel saber a verdade.

    Pode aparecer uma autentica nave ET em pleno dia, ser fotografada e filmada por milhares, e restara a duvida da sua autenticidade…

    🙁

  4. È interessante observar que esses supostos extraterrestres, tenham uma nave avariada, solitária, mas que seguidamente podem serem sucedidas por outras, como dizem os avistamentos subsequentes. E que esses “seres” saiam de suas naves, (avariadas ou não) andando desprotegidamente sem nenhum trage ou qualquer tipo de roupa ou vestimenta protetora, ou equipamento de defesa. Será que são tão inocentes asssim, apesar de toda a sua aparente tecnologia? Aja visto que nossos astronautas, quando viajam pelo espaço,talvez até por carencias tecnologicas, o fazem muito bem amparados com vestes protetoras e até “armados”, como foi observado no caso dos russos. E sairiam à campo, espalhados e desorganizados como aparentrmrnte estavam?
    Sei não! Mas não me parece que estejamos falando daquele tipo de “ets” que estamos acostumados a imaginar, com tecnologias, hiper-ultra-mega, poderes mentais ou desapegados de necessidades outra comuns aos humanos.

    1. Cara deixa eu te dizer o que eu acho que a criatura era: Um tipo de macaco alienígena. A nave se chocou com alguma coisa e partiu num porradão de pedaços, que foram caindo ( esses pedaços brilhantes foram vistos depois, sendo recolhidos num pasto por um batalhão de soldados. Quem viu foi um empresário, que era um piloto de ultraleve que foi ameaçado por um oficial do exército)
      Essas criaturas pareciam bastante debilitadas, todas as referências falam de seres que pareciam tontos, perdidos, acuados e nada indicava que fossem muito inteligentes. Talvez fossem seres sendo transportados que caíram quando a nave colidiu. Há quem sugira que elas eram “criaturas de serviço”, um tipo de ser criado geneticamente para fazer o trabalho pesado ou arriscado. Mas é tudo especulação, – menos o cara do ultraleve, que podia estar inventando também.

  5. Bem Philipe… Dizem as boas línguas que foram 4 criaturas capturadas pela ESA naquela época!!! Duas foram entregues para os EUA para garantir que anos mais tarde um brasileiro, Marcus Pontes, fosse ao espaço!!! As outras duas permanecem até hoje aqui, nas terras tupiniquins, conservadas a sete chaves!!! Infelizmente, na maioria dos casos de captura desses seres há participação dos EUA…

    Acredito friamente que esses seres são mesmo de outra dimensão como afirmava aquele documento do FBI que vce até fez um post, lembra!? Eles vêm de outro lugar do multiverso, teoria hoje levada mais a sério, e se materializam aqui graças a sua inimaginável tecnologia… Isso explica o motivo de sempre suas naves fazerem movimentos que vão contra as leis da física que conhecemos e também por sumirem de repente dos nossos olhares como se tivessem atravessado um portal!!!

    Mas, de qualquer modo, eles simplesmente podem ser viajantes do tempo!!! E por esse motivo os que estão no poder nunca irão revelar nada de concreto ao mundo, pois poderá colocar em risco os processos e fatos futuros que acontecerão na humanidade!!!

    1. O Philipe fez um post sugerindo que eles são de outra dimensão? Sou vidrado nestes assuntos de dimensão paralela e etc…
      Sabe o link do post? Gostaria muito de ler…
      Obrigado!

      1. Se me lembro bem, era um post sobre documentos, e um analista do FBI ou CIA estabelecia hipóteses para a origem da problemática ufológica. Mas eles mesmos ainda não sabiam direito o que se tratava. É um documento antigo, desses liberados nas boleiras do FOIA

  6. Vi o relatório. I want to believe, but with three feet behind… Queira ou não, é td baseado em relatos, muitas vezes de terceiros. Bacana e interessante, mas histórias inventadas ou remodeladas pelo boca-a-boca também podem ser. Caramba, até mesmo a história do casal de anões, se for verdade, me deixou curioso! E que puta sacanagem com o Mudinho, dizer que o coitado era tão estranho a ponto de ser confundido com um ET!
    Quanto ao próprio, o detalhe do cheiro de amoníaco é de gelar a espinha. Na época que vc fez essas ilustrações, era tudo na raça, sem ctrl z, ou já rolava um photoshop, Philipe?

  7. Ets em geram sempre me fascinam Era mt pequenininha naquela época e o Et de Varginha fez eu dormir várias noites no quarto dos meus pais heheheh

  8. Se o vídeo cair na NET hoje ninguém vai acreditar.

    É tão “simples” manipular 3d. Que vão achar que é fake. Inclusive eu.
    Depois de tantos anos, o cara não procurou mais ninguém? Desistiu?

    1. Até hoje n liberaram nem os depoimentos dos militares..quanto mais o vídeo da criatura que parece q existe mesmo..foi feito no HUMANITAS.

  9. Eu acredito que algo de anormal aconteceu naqueles dias na cidade. Já li o livro de Ubirajara e Paccacini, ambos excelentes. Difícil não acreditar diante das inúmeras evidencias,e coisas estranhas que aconteceram naqueles dias.Mas não afirmo com 100 % de certeza que eram seres extraterrestres. Aliás,esse hoje é o posicionamento de Ubirajara. Como alguns acreditam,pode ter sido alguma experiencia militar …parece coisa de filme americano..mas quem sabe.Mesmo que tenha sido um ser extraterrestre..como um ufólogo disse uma vez era ” um cachorrinho” ou seja,não era um ser inteligente..talvez estivesse cumprindo uma missão..ou sei lá oq..lembram do cachorrinho que a URSS mandou pro espaço ? então..pode ter sido algo nesse sentido. Uma coisa que até hoje não consigo aceitar..é de como a criatura vista pelas meninas..n foi vista por mais ninguém naquela rua…e teria essa criatura a capturada a noite pelo soldado da PM ?

  10. Boa tarde !
    Este ser visto em Varginha, são observados no Brasil inteiro, muitos dos observadores os associam a demônios, e devido a crenças religiosas, preferem ficar calados . . .

  11. Duvido que tenha algo de extraterrestre nesta história de Varginha. Todo os indícios apontam se tratar de uma característica cagada bem humana. Se fosse algo de extraterrestre, já teriam apresentado as descobertas, até para incentivar a formação de fundos para financiar as pesquisas. Se ficaram quietos, utilizaram até armas, forte esquema de segurança, se valeram dessa história de E.T., e não permitiram o que o assunto saísse de um seleto grupo, é porque se trata de um erro muito bem identificado. Infelizmente, seres devem ter morrido (provavelmente do tipo humano), por isso essa história de corpos de extraterrestres, para não identificar as vítimas. Também poderia ser algo que era transportado do Rio de Janeiro (importante sede militar), Angra dos Reis (pólo de tecnologia nuclear), ou outra cidade portuária, para Brasília ( ou para a Serra da Canastra). Ou algo que seguia de São Paulo para Minas Gerais.
    Esse fato de terem guarnecido a Unicamp indica que o que foi achado em Varginha pode ter alguma ligação com São Paulo, caso contrário teriam utilizado a Universidade Federal de Lavras, uma das mais conceituadas do país e muito mais próxima de Varginha. Ou poderiam ter utilizado a USP, para quem foi até a Unicamp, não custaria nada utilizar a estrutura da USP. A menos que a Unicamp tenha algo que as outras universidades não tenham ( o laboratório de física!?). Pode ter sido um teste de algum objeto voador “humano” (em distâncias aéreas, a Embraer, em São José dos Campos também não é tão longe de Varginha).
    Além disso, o Rio Verde, que deságua em Furnas, passa por Varginha. Desse incidente poderia resultar algo contaminante (resíduos radioativos, químicos ou biológicos, dependendo do que era transportado) que poderiam atingir uma das principais bacias hidrográficas do país. Poderia ser alguma molécula, ou material biológico, que seguia para fazendas de testes no centro-oeste, ou algum subproduto clandestino retirado de Angra que seguia para algum depósito clandestino em algum rincão do interior do país.

  12. Philipe,

    Há um ponto que eu sempre bati quando o pessoal do Ceticismo Aberto abordava o tema do ET de Varginha, e é bem simples:

    – Porque o exército fez relatório final sobre o caso?

    (Para os que não lembram, aqui vai o link da reportagem http://www.istoe.com.br/reportagens/105958_A+HISTORIA+OFICIAL+DO+ET+DE+VARGINHA?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage )

    Vamos supor que foi um mudinho agachado e que as meninas tiveram um ataque de pelanca e talz…

    E é o Exército que vai responder sobre isso é? Quer dizer que se eu disser que vi o Saci Pererê, as forças armadas vão abrir uma sindicância pra explicar? Os militares não tem o que fazer?
    Aí os céticos podem afirmar que o exército se envolveu por causa da proporção que o caso tomou, sim, e o chupacabras? Teve relatório oficial?

    O caso aconteceu! E só as provas circunstanciais bastam! Houve uma ocultação e o envolvimento das Forças Armadas do Brasil em querer responder o caso, por si só torna tudo muito estranho!

    E se assim não for, pelo menos está provado que os militares estão muito ociosos e sem medo de se passar pelo ridículo!

    1. O lance da versão do Mudinho é a mais tosca de todas, sobretudo porque as meninas conheciam o mudinho, uma delas até dava cigarro pra ele. Só se elas estivessem chapadas para pensar que uma pessoa conhecida era o demônio. Também não explica porque varias pessoas foram ao terreno baldio e sentiram o odor bizarro.

  13. Oi Philipe, então muito bom esse seu artigo, álias sobre as evidências, duas questões me surgiram ao analisar o episódio do falecido soldado Eli Chereze:
    1- Porque ainda não foi feita exumação para uma análise mais detalhada sobre a “causa mortis”?
    2-E afinal Eli Chereze estava no banco de passageiros, quem estava dirigindo era o policial Eric Lopes (nome recentemente revelado), ele seria uma testemunha chave pois ele teve contato maior até mesmo do que as três moças…

    1. creio que só a justiça pode determinar a exumação. Quanto a outras testemunhas, elas estão sempre aparecendo e dando seus depoimentos, o lance é que sempre tem um “delay” entre o estado atual das pesquisas e o ponto onde é seguro para as testemunhas e para a própria investigação que certos dados venham ao público.

      1. A Justiça não vai determinar a exumação pq com certeza o corpo não está mais lá.
        Sim é questão de Segurança Pública divulgar o nome dos envolvidos, porém, o que aconteceu que os pesquisadores aparentemente não foram atrás do colega de Eli Chereze? Esse cara é a pessoa mais importante a testemunhar sobre o episódio, por todas as arestas que vc analisar o fato.
        Segui os links que vc recomendou e assisti um vídeo no qual o palestrante diz que Eric Lopes se CASOU (!!!) com uma das irmãs Silva; Liliane ou Valquíria (A julgar pela idade talvez a Liliane por ser a mais velha)…
        E tem mais uma as irmãs não falam mais nesse assunto…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.