Criptomoedas: Algumas Moedas digitais

Descubra o fascinante mundo das criptomoedas. Elas ainda serão parte da sua vida, você queira ou não.

Rapaz, já passei das três mil pis desde que fiz aquele post sobre a criptomoeda Pi que eu minero no meu celular. Espero que isso me gere mais de um milhão de reais em algum momento do futuro.
Falando em moeda digital, resolvi fazer um post sobre isso, falando um pouco sobre algumas moedas digitais, as criptomoedas. Cada vez mais se escuta falar disso, e nem sempre quem parece saber pra caramba do assunto está falando coisa certa, (o que é um fato bem chocante depois que você estuda um pouco e vê o que dizem por aí na mídia. A gente escuta verdadeiros absurdos vomitados pela boca de figurões de nome no mercado com a maior desfaçatez. Até mentira deslavada nego mete e foda-se! Eles confiam no fato de que a massa é ignorante. É um negócio impressionante, e eu atribuiria até a uma ignorância, se não soubesse que é mau-caratismo puro mesmo.)

O que são Criptomoedas?

As criptomoedas são moedas digitais descentralizadas que utilizam criptografia para garantir transações seguras e para controlar a criação de novas unidades. Elas surgiram como uma alternativa ao sistema financeiro tradicional, oferecendo maior privacidade, segurança e liberdade financeira aos seus usuários.

Como Funcionam as Criptomoedas?

Diferentemente das moedas fiduciárias, que são emitidas e controladas por governos ou bancos centrais, as criptomoedas operam em uma rede descentralizada de computadores espalhados pelo mundo todo, conhecida como blockchain. Cada transação é registrada em um bloco, que é adicionado à cadeia de blocos de forma cronológica e imutável.

Na era digital, as formas tradicionais de moeda já não são o único meio de troca. As moedas digitais surgiram como alternativa, oferecendo transações rápidas, seguras e descentralizadas. Desde commodities conhecidas como o Bitcoin até a crescente popularidade do Ethereum, várias moedas digitais estão remodelando o cenário financeiro. Aqui estão alguns dos tipos mais proeminentes de moeda digital.

BITCOIN (BTC)

O Bitcoin é a meoda mais PARRUDA do mercado.

O Bitcoin, lançado em 2009, é a primeira e mais amplamente reconhecida moeda digital. Opera em uma rede blockchain descentralizada, garantindo transparência e segurança. A característica única do Bitcoin é o seu fornecimento limitado, com apenas 21 milhões de moedas que podem ser extraídas. Vai ter mais? Não. Tem como ter mais? Não. Tem moeda suficiente para cada milionário do mundo hoje comprar uma? Não. Ela tem um dono? Não. Alguém controla ela? Não. Algum governo pode acabar com ela? Não.

Esta escassez contribuiu para o seu valor e apelo ao investimento. O Bitcoin abriu caminho para inúmeras outras moedas digitais e continua sendo uma força dominante no mercado de criptografia.

Quando surgiu, o Bitcoin não valia praticamente nada, e tinha até site que te dava 5 BTCs de graça bastando clicar num botão. Pensa só, hoje tu ia tirar um milhão duzentos e setenta e duas mil pratas num clique. Teve isso e tu deu mole (eu tb dei)!
Desde que surgiu ele se valorizou absurdamente, mas entenda, 1 BTC é sempre 1BTC o que se desvalorizou progressivamente foi o dinheiro fiduciário aquele papel pintado que o governo manda rodar quando bem entende e é lastreado apenas em “#confia”.

Historicamente, esse ativo parece repetir um padrão cíclico de alta insana, depois, mercado de baixa, seguido por um período de acumulação quase horizontal e ai vem o halving, ( quando o sistema a cada 4 anos vai reduzir pela metade a recompensa que os mineradores recebem por validar transações na rede do Bitcoin. Isso significa que a quantidade de novos Bitcoins que entram em circulação a cada bloco minerado é cortada pela metade, tornando-a cada vez mais escasso com o tempo.) e ai ele explode em alta de novo. Isso se chama “ciclos”. O bom é que tem Halving esse ano!

Conforme mais e mais pessoas perdem a fé nos parasitas ladrões, digo, políticos e bancos centrais, (essa gente muito boa “da melhor qualidade” que AMA o SEU dinheiro, tanto quanto amam comprar vinhos caríssimos pagos COM ELE), elas buscam formas de mitigar as perdas inflacionárias. Há muita grana no mercado financeiro mundial procurando para onde ir, decorrente da falta de vergonha na cara dos governos com as suas finanças.  Nos últimos 100 anos, países como os EUA vão se endividado ao ponto do ridículo, e imprimem dinheiro sem a menor preocupação, os bancos centrais ficam brincando no botão de subir e abaixar juros e é uma ciranda financeira bem complexa que trata as pessoas como idiotas.

Em parte, isso explica a impressionante escalada de valorização desse ativo ao longo do tempo. E tudo indica que ainda estamos no início dessa história. Há quem estude os gráficos e preveja o bitcoin chegando em um milhão de dólares por BTC. 

ETHEREUM (ETH)

Ethereum é a tecnologia administrada pela comunidade que alimenta a criptomoeda Ether

Ethereum é uma plataforma blockchain descentralizada e de código aberto que introduziu o conceito de contratos inteligentes. Ao contrário do Bitcoin, o Ethereum permite que os desenvolvedores criem e implantem aplicativos descentralizados (DApps) em sua plataforma. Por isso ela ficou famosa e é muito poderosa. Mas o Ethereum tem um dono que manda nela. E ao meu ver, esse é o primeiro ponto fraco dela. O segundo é que como ela é muito usada, suas taxas são altíssimas.

Ether (ETH) é a moeda digital nativa da rede Ethereum, alimentando transações e potencializando contratos inteligentes. Ethereum ganhou atenção significativa e se tornou a base para muitos projetos inovadores de blockchain e ofertas iniciais de moedas (ICOs).

Ripple (XRP)

A Ripple, fundada em 2012, oferece um protocolo de pagamento digital e uma moeda digital chamada XRP. O Ripple visa facilitar transferências e remessas internacionais de dinheiro rápidas e de baixo custo. (quem já pagou as taxas abusivas do Western Uninon para enviar dinheiro a parentes no exterior, sabe a merda que é.) Ao contrário de outras criptomoedas, o Ripple não depende da mineração de blockchain, mas opera através de um algoritmo de consenso. Fez parceria com instituições financeiras em todo o mundo, posicionando-se como uma moeda-ponte para transações transfronteiriças.

LITECOIN (LTC)

Litecoin é uma moeda digital descentralizada como o Bitcoin

Litecoin, criado em 2011 por Charlie Lee, é frequentemente referido como a prata do ouro do Bitcoin. Ele compartilha muitas semelhanças com o Bitcoin, mas oferece confirmações de transações mais rápidas e um algoritmo de hash diferente. Litecoin foi projetado para ser uma moeda digital mais leve e acessível, com uma oferta maior de moedas do que o Bitcoin. Ganhou popularidade entre os usuários que apreciam suas velocidades de transação mais rápidas e taxas mais baixas.

 

BITCOIN Cash (BCH)

Bitcoin Cash é uma moeda digital que surgiu devido a um hard fork do Bitcoin em 2017.
O que diabos é um hard fork de Bitcoin?

Um “hard fork” do Bitcoin pode ser explicado de forma simples como uma grande atualização ou mudança nas regras de funcionamento dessa moeda digital. Imagine que o Bitcoin é como um jogo, com regras específicas que todos os participantes concordam em seguir. Esse conjunto de regras determina como as transações são realizadas, registradas e como novos bitcoins são criados.

Às vezes, a comunidade que usa e gerencia o Bitcoin acredita que essas regras precisam mudar para melhorar o sistema ou adicionar novas funcionalidades. No entanto, nem todos podem concordar com essas mudanças. Quando isso acontece, o Bitcoin pode passar por um “hard fork”.

Um “hard fork” é como um caminho que se divide em dois: de um lado, continua o Bitcoin com as regras antigas; do outro, surge uma nova versão do Bitcoin com regras diferentes. Isso significa que, após o “hard fork”, existem duas redes de Bitcoin operando paralelamente, cada uma com seu próprio conjunto de regras. Os usuários e mineradores podem escolher qual versão preferem seguir, mas as duas versões não são compatíveis entre si.

Para entender melhor, pense numa atualização de um aplicativo no seu celular que é tão grande que o aplicativo muda de nome e agora tem funcionalidades diferentes. Se você atualizar, passa a usar a nova versão, mas quem não atualizar continua na versão antiga, como se fossem agora dois aplicativos diferentes baseados no mesmo original.

Resumindo, um “hard fork” do Bitcoin é uma mudança significativa que cria uma nova versão da moeda, coexistindo com a versão antiga, mas seguindo regras diferentes. Isso permite que a comunidade explore novas ideias e melhorias, embora também possa levar a divisões na comunidade sobre qual caminho seguir.
Toda vez que isso acontece, todo mundo ganha dinheiro. Por que isso acontece?

Quando ocorre um “hard fork” no Bitcoin ou em qualquer outra criptomoeda, basicamente, o saldo que você tinha na rede original é “clonado” para a nova rede. Isso significa que, se você tinha, por exemplo, 5 bitcoins antes do “hard fork”, você passará a ter 5 bitcoins na rede antiga (a original) e também terá um saldo equivalente na nova rede criada pelo “hard fork”.

No entanto, é importante entender que, apesar de você ter a mesma quantidade de moedas nas duas redes, o valor de mercado dessas moedas vai ser muito diferente. O mercado pode valorizar mais uma versão do que a outra, dependendo de vários fatores, como confiança na nova tecnologia, adoção global, impacto social, suporte da comunidade, utilidade prática e outros.

Assim, de volta ao Bitcoin Cash, ela foi criada para resolver problemas de escalabilidade e fornecer transações mais rápidas e baratas. O Bitcoin Cash aumentou o limite de tamanho do bloco, processando mais transações por bloco. Seu objetivo é ser um sistema de dinheiro eletrônico peer-to-peer, enfatizando a usabilidade para transações cotidianas.

CARDANO (ADA)

Cardano, fundada em 2015, é uma das maiores criptomoedas do mundo com base no valor de mercado.

Cardano é uma plataforma blockchain que visa fornecer uma infraestrutura segura e escalável para o desenvolvimento de aplicações descentralizadas e contratos inteligentes. Sua criptomoeda nativa é chamada ADA. Cardano se diferencia por seu foco na pesquisa acadêmica e no desenvolvimento revisado por pares. O objetivo é criar um ecossistema sustentável que equilibre as necessidades dos usuários, desenvolvedores e reguladores.

MOEDA BINANCE (BNB)

Binance Coin é a criptomoeda nativa da bolsa Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo. É numa corretora como a Binance que a maioria das pessoas compra e vende moedas digitais, que você pode deixar na sua carteira da corretora (não é o indicado por segurança) e pode depois “baixar” de lá para sua carteira física ou digital própria. Eu botei o baixar entre aspas porque você não baixa nada, na verdade, as moedas estarão sempre na blockchain, somente é gravado um endereço lá que diz que as moedas pertencem a tal carteira. Muita gente vê as fotos dessas moedinhas como as que ilustram o post e pensam que são moedas físicas mesmo. Outro dia um cara virou uma piada na internet quando tirou onda que comprou “um bitcoin” no trem aqui no Rio. O camelô vendeu uma moedinha de alumínio pra ele com o símbolo do BTC, hahaha.

Na real, tudo estará numa rede mundial criptografada. Só o que garante o acesso as moedas é a senha secreta, (um monte de palavras que você tem que anotar guardar, esconder, e acima de tudo, JAMAIS, nunca contar pra ninguém. Se tu perder, não tem choro nem vela. Não existe “esqueci a senha”. Por isso, existem bilhões e bilhões de dinheiros perdidos pelo mundo afora. É curioso imaginar que somente saber 25 palavras aleatórias numa ordem certa pode te separar de ser um bilionário nesse exato minuto, né?)

O BNB foi inicialmente lançado como um token ERC-20 na blockchain Ethereum, mas desde então fez a transição para sua própria blockchain, a Binance Chain. O BNB é usado principalmente para pagar taxas de transação na bolsa Binance e participar de vendas de tokens hospedadas no Binance Launchpad, um espaço onde novas moedas que serão lançadas permitem aos membros comprar no lançamento (é quando uma criptomoeda nova entra na Binance que muita gente – que correu e comprou ela bem antes, por um preço perto de zero esperam ela ser listada, quando seu valor explode, e aí eles vendem com valorizações malucas de 1000% ou até mais).
É dentro da Binance que tem também um jeito de colocar suas moedas para render, como você faz com reais na poupança, só que criptomoeda rende MUITO mais.
O link de cadastrar sua conta grátis lá é esse aqui

ESTELAR (XLM)

Stellar é uma plataforma blockchain projetada para facilitar transações transfronteiriças rápidas e de baixo custo. Centra-se na ligação de instituições financeiras, permitindo-lhes emitir ativos digitais e facilitar transferências de dinheiro. A criptomoeda nativa da Stellar é a Lumens (XLM), uma moeda ponte para facilitar essas transações. Stellar visa abordar a inclusão financeira, fornecendo acesso acessível a serviços financeiros.

Como Investir em Criptomoedas?

Investir em criptomoedas pode ser uma maneira emocionante de diversificar seu portfólio, e até mesmo estudar e entender melhor a tecnologia revolucionária chamada blockchain, mas é importante estar ciente dos riscos envolvidos. Tudo na vida tem risco. Não fazer nada tb é um risco. Assim, entenda isso. Aqui estão algumas dicas para começar:

  • Pesquise e Eduque-se: Antes de investir, aprenda sobre as diferentes criptomoedas disponíveis, sua tecnologia subjacente e seu potencial de crescimento. Existem mais de 5000 moedas diferentes, cada uma alega ser a mais foda que a outra. Muitas, como dizia o motorista de caminhão na série Carga pesada: “É cilada, Bino!”
  • Escolha uma Plataforma de Negociação Confiável: Opte por uma corretora confiável e segura para comprar e vender criptomoedas. Meu conselho. começa na Binance que é a maior e é séria. Depois parte para outras opções, como Kucoin e até descentralizadas.
  • Diversifique seu Investimento: Vê se não dá uma de doido e coloca todo o seu dinheiro em uma única criptomoeda! Diversificar pode ajudar a reduzir o risco.
  • Mantenha-se Atualizado: O mercado de criptomoedas é volátil e está em constante evolução. Esteja sempre atualizado com as últimas notícias e tendências.
  • Valor baixo: Se você for faixa branca, meu conselho é entrar nisso com o “troco de pinga”. Não bota grana alta. Brinque e aprenda com valor baixo. Se você fizer merda, é melhor fazer merda com dinheiro que você aceita perder sem pular da ponte Rio-Niterói.

Conclusão

As criptomoedas representam uma revolução no mundo financeiro, oferecendo uma alternativa inovadora ao sistema tradicional. Muitas das grandes gestoras de ativos do mundo, como a gigante financeira mundial BlackRock vem comprando cada vez mais criptomoedas. Só de Bitcoin, ao todo, a BlackRock detém no momento pouco mais de 11 mil unidades. A quantia, porém, ainda está distante do acumulado pelos maiores detentores do ativo. A exchange Binance lidera a lista com mais de 350 mil unidades, seguida pela Bitfinex, outra exchange, com 178 mil. Já o governo dos Estados Unidos possui mais de 90 mil Bitcoins.

Muitos governos estão criando suas próprias moedas digitais e alguns adotando, como El Salvador  e outras ainda estudando a adoção das criptomoedas como o Bitcoin. A certeza que eu tenho é que isso ainda será parte da sua vida, você queira ou não, VAI acontecer. O Dólar cripto vem aí, o real digital a moeda chinesa, e por aí vai. 

Com o devido cuidado e pesquisa, investir em criptomoedas pode trazer oportunidades de crescimento e diversificação para os investidores.
Este post não é uma sugestão de investimentos nem conselho para comprar essas moedas aqui. (tirando bitcoin que eu recomendo mesmo! O resto estude muito antes, de preferência todas pq se vc conhecer o fundamento, você ficará menos propenso ao medo de inflexões do mercado que são normais. Gente afobada e que não compreende como é o barco em que estão,  costumam pular no mar na primeira balançada de onda e alguns se estrepam)

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

    • PI está no início. Eles não listaram em corretora. Parece que uma corretora listou sem autorização, sem operar vendas e de cara o preço estimado da pi bateu em 50 dólares. E ainda tem um lance de stake interno da própria pi que pode jogar em 20X o valor da pi em carteira se ficar no stake por 3 anos.
      Imagina só que louco isso. Numa conta tosca e maluco: Hoje já tenho 3000 pi na carteira, vezes vinte (stake), 60.000 pis, vezes 50 dólares (valor da Pi estimado hoje)= três milhões de dólares, vezes cinco pq vivo em reais, deu quinze milhões de Janjas. (dá pra tomar caipirinha na hidro vendo o mar todo dia)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos