Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Ontem aconteceu algo inusitado no meu banheiro.
Eu acordei e quando abri a porta do banheiro, tinha um cheiro estranho. Cheiro de guardado. Parecia que eu estava abrindo um guarda-roupas velho. Estranhei, porque aqui em casa, até por causa do Davi que é um porquinho, as coisas são limpas com um rigor quase obsessivo.
Quando me olhei no espelho, outra surpresa. O espelho estava todo embaçado. Eu ainda conseguia me ver ali, mas era como se o espelho estivesse coberto com algum tipo de plástico.
Qualquer pessoa olharia aquilo e pensaria que o espelho estava sujo, e limparia, mas eu, curioso como uma criança e intrigado com o mundo como um cientista, meti o olho no espelho, bem de perto, porque algo não parecia normal ali.
E definitivamente não estava.
Assim, que eu olhei bem de perto o meu espelho, (ele é enorme e cobre a parede quase toda do banheiro) vi que ele estava coberto com bilhões de “coisinhas”. Chamarei de “coisinha”, por falta de nome melhor para isso, que realmente eu não sei o que é.

serdovidro4

Só dá pra ver na luz e quase enfiando o olho no vidro, de tão minúsculas. Elas são como estrelas.
É uma coisa linda. Mas eu não faço ideia do que seja e como apareceu em menos de seis horas, (eu tomei banho uma e meia da manhã e não estava lá, mas o espelho estava repleto de coisinhas quando acordei) eu suspeito que essas coisinhas tenham crescido usando as minusculas gotas de água condensadas do meu banho como forne de energia.

Eu tentei contá-las mas era impossível. Olhando o espelho ele parecia uma galáxia!
serdovidro5

 

Eu suspeito que as coisinhas sejam algum tipo de fungo. Nunca antes essa coisa apareceu aqui, e na velocidade com que surgiu foi espantoso. Depois de bons minutos contemplando as belas formas, que lembravam raios, fractais e estrelas do mar, sem jamais se repetir, eu busquei meu equipamento de foto.

Ao olhar pela minha lente com o adaptador McGuyver que eu fiz, percebi que a coisa era ainda mais bonita de perto. Na verdade, quanto mais de perto, mais bonita ela ficava.

De perto as coisinhas lembravam flocos de neve. Sabemos que nenhum único floco de neve da natureza é igual ao outro. Pois as coisinhas aderidas ao meu espelho do banheiro eram assim, de acordo com a luz, elas refratavam em milhares de pontinhos luminosos, como cordões de diamantes microscópicos. Fiz algumas fotos que ilustram este post.

serdovidro3

Eu tinha pouco tempo, porque estávamos atrasados para um aniversário, e fiz somente duas fotos com a câmera estabilizada. Eu deixei para depois da festa para fazer as melhores imagens, porque teria que montar a traquitana McGuyver dupla para conseguir o meu macro cavalar e entender enfim o que eram as coisinhas.

Antes que alguém sugira que é congelamento de água devo recordar que esse fim de semana a sensação térmica bateu nos cinquenta graus.

serdovridro2

Então aconteceu a parte mais estranha da minha experiência com as coisinhas. Eu tomei banho naquele banheiro… E elas sumiram.
Escafederam-se. Em menos de dez segundos após eu ligar o chuveiro e a água esquentar, o espelho estava cristalino. Não havia NENHUMA coisinha. Pra falar a verdade elas sumiram tão rapidamente que eu NÃO VI SUMIR!
Enquanto eu tirava a roupa para tomar banho, elas desapareceram. Eu fiquei chocado. Se eu não tivesse registrado elas em foto talvez me perguntasse se aquilo tinha sido real mesmo.
Sendo a coisinha o que for, o mais provável é que seja um fungo, como o mofo. Algum tipo de bolor estranho, que vem pelo ar, mas isso só explica uma parte da história, que é como a coisa apareceu. Mas como ela sumiu tão rapido, eu não faço ideia.

Tentei fazer a minha cultura de coisinhas voltar, tomando um banho quentão ali para encher de vapor o banheiro. Depois larguei ele fechado a noite toda.
Não funcionou. Hoje pela manhã o banheiro estava sem nenhuma coisinha.

Tudo que restou foram as fotos.

Estranho, né?

serdovidro

Observando as imagens em alta resolução, podemos ver que elas seguem algum padrão, embora nunca sejam iguais. Elas parecem se ramificar a partir de um ponto central, num padrão literalmente fractal. Essas coisas não sei do que são feitas, e não imagino como se formaram. A principio pareciam de um gel como a água-vivam, mas então quando sumiram em menos de dez segundos, não deixaram NENHUMA marca. Examinei o espelho com lupa em busca de marcas. Nada. O espelho esta lisinho.

Olhando no máximo que a ampliação permite, parece que a coisinha é formada de microscópicas esferas. Além de um fenômeno lindo, é intrigante.

 

A coisa estranha que surgiu no meu banheiro

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

44 ideias sobre “A coisa estranha que surgiu no meu banheiro

  • 12 de janeiro de 2014 em 15:35
    Permalink

    Aqui na minha cidade existe muita salina ,as vezes aparece aqui , é uma espécie de mofo , acredito.

    Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 16:02
    Permalink

    Que legal! Parece o tipo de coisa que eu vejo no /r/whatisthisthing/ no Reddit.

    Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 16:34
    Permalink

    Philipe eu acho que pode ser algum tipo de sal, vc tomou banho de mar antes de tomar banho? ele pode ter evaporado com o banho quente e condensado junto com a agua no espelho e quando ela secou ele cristalizou, pode ser tambem de champoo que contem sal. Veja que alguém comentou ali em cima que mora perto de uma salina e aparece essas coisas varias vezes por lá.

    Resposta
    • 12 de janeiro de 2014 em 23:23
      Permalink

      Pode ser algum tipo doido de cristalização, mas não creio que seja sal, uma vez que a cristalização do sal é lenta e esse trocinho e rapido. A proposito, eles voltaram.

      Resposta
      • 12 de janeiro de 2014 em 23:32
        Permalink

        Vc poderia deixar sua camera gravando depois de sairdo banho pra ver como eles se formam

        Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 16:37
    Permalink

    Philipe,
    Encontrei uma única referência parecida. É um paper sobre história da metodologia de conservação de artefatos e manuscritos, onde se descreve uma imagem de formação de cristais em um vidro por conta de enclausuramento de papel. Talvez seu espelho possa estar com alguma camada de papel por detrás da superfície refletiva metálica, o que em determinadas condições de mudança de temperatura e umidade do ar ambiente, pode ter ocasionado a formação destes cristais. Mas enfim, só especulação minha. Segue o link:
    http://idp.afc.ryukoku.ac.jp/archives/news29/idpnews_29.a4d

    Resposta
    • 12 de janeiro de 2014 em 23:26
      Permalink

      Eles voltaram. Fiz experimentos com desaparecimento em video. A certeza e que aquilo esta ma superficie e nao por baixo.

      Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 18:42
    Permalink

    Philipe eu acho que pode ser algum tipo de sal, vc tomou banho de mar antes de tomar banho? ele pode ter evaporado com o banho quente e condensado junto com a agua no espelho e quando ela secou ele cristalizou, pode ser tambem de shampoo que contem sal. Veja que alguém comentou ali em cima que mora perto de uma salina e aparece essas coisas varias vezes por lá. Dai quando vc abriu o chuveiro a umidade dissolveu, olha só essa imagem microscopica de sal cristalizado
    http://jmumicroclass.blogspot.com.br/2010/08/salt-crystals-in-saliva.html
    é bem parecida

    Resposta
    • 12 de janeiro de 2014 em 23:35
      Permalink

      A ideia do sal e boa mas eu nao tomei banho de mar recentemente. Faz exatamente uma semana que não entro no mar. As coisas voltaram. Estao so crescendo…

      Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 17:31
    Permalink

    Surgiu algum tipo de universo no espelho do seu banheiro, ali viveram várias civilizações e tão rápido quanto surgiu ela desapareceu para sempre.

    Resposta
    • 12 de janeiro de 2014 em 18:58
      Permalink

      haha que demais, será que somos o universo do banheiro de alguém O_O?

      no meu banheiro forma isso as vezes, se nao estou surtando…

      Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 18:22
    Permalink

    É um alien espião, ele filmou sua casa e levou as informações consigo, muda de casa Philipe, kkkkkkkk. Zuera, muito interessante as fotos…

    Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 23:01
    Permalink

    Não sei o que eram, mas sua habilidade em discursar, descritiva e talz é impressionante.

    Deixa tudo mais interessante e impressionate.

    Parabéns.

    Resposta
  • 12 de janeiro de 2014 em 23:56
    Permalink

    Eu acho que são fungos, a propósito é bom tomar cuidado com a lente da camera.
    Tenho uma lente aqui que surgiram fungos, o formato é igualzinho esse, e não sai mais.

    Resposta
  • 13 de janeiro de 2014 em 0:32
    Permalink

    Antes de achar que vc. compartilha seu banheiro com ETs que precisam de um banhozinho, sugiro colher uma amostra e mandar para análise. Meio CSI, eu sei, mas seria a única forma de se acabar, cientificamente, com a especulação.
    – Mesmo porquê pode ser algo contagioso, ou nocivo à saúde, tipo o bolor negro (Stachybotrys) que se forma em paredes úmidas.

    Resposta
  • 13 de janeiro de 2014 em 1:17
    Permalink

    Que interessante! lindas as formas! vou prestar mais atenção no meu banheiro rs

    Resposta
  • 13 de janeiro de 2014 em 9:08
    Permalink

    Como diria o Giorgio Tsokoulos: alienígenas.
    =D
    Tem fungos com ciclo de vida muito rápido, Phelipe. Pode ser o caso de você estar vendo a segunda ou terceira geração das “coisinhas”

    Resposta
    • 13 de janeiro de 2014 em 10:39
      Permalink

      “Como diria o Giorgio Tsokoulos: alienígenas.” Meus irmãos….. rssssss…..

      Resposta
  • 13 de janeiro de 2014 em 10:12
    Permalink

    Como foi dito pelo Elton, se parecem com os fungos que aparecem em lentes de câmera. Uma vez apareceu em uma 70-300mm minha. Levei para limpar mas o problema é que, especificamente o que apareceu na lente, danificava vidro, sei lá, liberava algum tipo de ácido que corroeu e marcou. Vale a pena você comprar algo tipo sílica gel e deixar com seu equipamento fotográfico para se prevenir.

    Resposta
    • 14 de janeiro de 2014 em 15:24
      Permalink

      Eu creio que embora pareça, são fungos diferentes. Mas meu equipamento fica bem distante e protegido.

      Resposta
  • 13 de janeiro de 2014 em 12:09
    Permalink

    Bonitos mesmo. Será que algum dia saberemos com certeza o que são ou ficaremos na dúvida eterna?

    Resposta
  • 16 de janeiro de 2014 em 7:58
    Permalink

    Da proxima vez que essas coisinhas aparecerem no seu espelho enfia a lingua neles pra ver se é sal mesmo.

    Resposta
    • 17 de janeiro de 2014 em 10:22
      Permalink

      Cheguei a pensar nisso, mas tive medo que algo resultasse em um tentáculo nascendo no meu braço… Sabe como é, eu sou o Mr Gump e merdas sempre me acontecem.

      Resposta
  • 16 de janeiro de 2014 em 9:21
    Permalink

    Saiba que nesse momento em algum lugar onde nossa visão não alcança e tão grande que nossos telescópios não podem definir, tem um Philipe olhando nosso universo desenvolvido em um espelho de banheiro que em breve já estará se desconstruindo de forma tão rápida quanto se formou.

    É o que somos. Por algum motivo, um pedacinho ínfimo dessa composição, teve condições suficientes para que a vida fosse criada, e assim foi!

    Oremos para que não limpem nosso espelho antes do amanhecer!

    Resposta
    • 17 de janeiro de 2014 em 10:21
      Permalink

      A minha empregada não sabia e causou o fim do universo para milhares de micro civilizações.

      Resposta
  • 17 de janeiro de 2014 em 4:09
    Permalink

    Isso me lembra os fungos do “O Apanhador de Sonhos”, de Stephen King.

    Mas na realidade, essa coisa de fungo/bolor no banheiro pode ser perigoso. Ainda mais pra quem tem criança em casa.

    É só lembrar do caso da atriz Britany Murphy, encontrada morta no banheiro de sua casa, aos 32 anos. Muito se falou por overdose, abuso de medicamentos… Mas meses depois o marido dela morreu da mesma maneira e investigações apontaram para a presença de fungos na casa deles…

    Resposta
  • 20 de janeiro de 2014 em 14:46
    Permalink

    É claro que são fungos alterados geneticamente pelos americanos e alienígenas, com objetivo de (re)conquistar o mundo. Claro.

    Resposta
  • 25 de janeiro de 2014 em 17:35
    Permalink

    Isso me lembrou aquelas marcas que ficam no corpo da pessoa depois de ser atingida por um raio hahaha

    Resposta
  • 14 de março de 2014 em 3:56
    Permalink

    Não seria algo relacionado a choque térmico? Sei lá, talvez o banho quente e depois o resfriamento de partículas de água no momento em que abriu o banheiro…(mesmo que com a sensação de alta temperatura, pode ocorrer)
    Não sei, mas foi o que me veio na mente..

    Resposta
  • 6 de abril de 2014 em 21:47
    Permalink

    oi, philipe

    aconteceu isso esta semana no meu banheiro

    e, mais estranho, é um banheiro que está “meio desativado”. já há seis meses que não o usamos para tomar banho, apenas o vaso sanitário e a pia

    então, não é por causa do vapor que esse troço surge

    deixamos por um tempo e como só ia aumentando, limpamos tudo com álcool

    vamos ver se vai surgir novamente

    Resposta
  • 15 de abril de 2014 em 0:43
    Permalink

    Acabei de fazer fotos do meu espelho com essas mesmas coisas.. daí vim procurar na internet alguma explicação. No meu espelho não apareceram muitas. Achei interessante. Vou mostrar a um professor da universidade especialista em fungos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!