20 lições que aprendi vendo novelas

Sharing is caring!

Eu sou um cara que não curte muito ver novela. Mas é difícil passar a vida toda incólume a acompanhar pelo menos uma novela, já que quase toda estruturação da grade das Tvs abertas nacionais ainda se baseia no esquema de telenovelas, um resquício das radionovelas. Eu sempre fui um cara meio permissivo com relação ao que vejo na Tv. Tipo, eu não mudo de canal quando tem um programa chato passando. Eu assisto toda sorte de porcarias, inclusive, aqueles pastores que pedem mais dinheiro do que pregam a palavra de Deus. Eu não sei explicar o que me leva a ver porcarias na Tv.

Tipo, eu vejo horário eleitoral! E presto atenção! Você acredita? Pois é,pois é, pois é….

Sim, eu vejo Chaves e Chapolim. Pior: eu ainda acho graça de ver o Chaves. Eu consigo assistir até mesmo aqueles programas caça-níqueis onde você tem que ligar e  tentar acertar uns quebra-cabeças idiotas para ganhar mil reais. Eu vejo também programas de alto cunho educativo, como A praça é Nossa, Zorra Total, Hebe, SuperPop, A turma do Didi, Malhação, Vem dançar -com aquelas mulheres com jeito e roupa de putas fazendo caras e bocas na madruga de segunda feira na Band, enfim… Eu assisto toda sorte de lixo. Isso não significa que eu tenha que ser retardado ou que não possa ter uma opinião crítica com relação ao lixo que assisto. Muito pelo contrário, eu acho que para ser coerente e obter um posicionamento consistente com relação a um produto midiático, é necessário vê-lo e entender seu contexto.

Tipo, eu acho errado quando um crítico vai ver um filme e sai do cinema antes dele acabar e ainda se vê no direito de esculachar o filme. Claro que um crítico tem direito de emitir seua opinião, mas me parece sacanagem fazer isso sem conhecer completamente o objeto de sua crítica. Muitas vezes, o espectador, que é no fundo, no fundo, um crítico do universo para si mesmo, se comporta assim. Eu tenho um primo que um dia resolveu ir no cinema. Ele entrou sem saber que filme era.

Logo que o filme começou, surgiu uma moça com uma roupa sadomasô, que estava sendo perseguida por uns caras do FBI ou polícia. Ela entrou tipo num gueto e os caras atrás. Quando a mulher sadomasô correu pela parede, saltou no ar e ficou parada por uns segundos antes de chutar a cara do guardinha balofo, meu primo levantou e saiu do cinema. Ele julgou que aquela porcaria de enlatado Hollywoodiano não poderia ser bom se logo no início do filme uma mulher de roupa sadomasô corre numa parede, pula de um prédio para o outro, pára no ar, e vai desafiando as leis mais básicas da Física. Mentirada! -Bradou ele, desperdiçando o dinheiro do ingresso e a chance de conhecer um dos filmes mais legais que tem.

Sim, o filme era Matrix.  E o cara saiu do cinema sem saber que aquilo lá era realmente maluco porque não era a realidade dentro do universo ficcional. Se o espectador não dá o tempo necessário para que a obra se apresente como ela deve ser experimentada, como que ele pode querer “achar graça sem escutar a frase final da piada?”

Então, como eu estava dizendo, eu vejo todo tipo de lixo. E isso inclui novelas Brasileiras e aquelas Mexicanas da Televisa e também arremedos de séries tipo Desperate Housewifes da rede Tv. Infelizmente, devido aos meus compromissos diários, acaba que é impossível acompanhar uma novela do início ao fim. Acho que a última em que consegui fazer isso, foi Roque Santeiro.

Mas eu costumo ver ocasionalmente as novelas e muitas vezes consigo pegar mais ou menos o que se passa ao longo delas, já que uma novela tem sua estrutura diluída ao longo de muitos meses, sendo ainda, pensada e estruturada também para o telespectador esporádico.

Então, baseado nisso, eu estava pensando outro dia sobre quanta coisa interessante que as novelas nos ensinam sobre a vida, né? Vejamos:

  1. Se você encontrar uma mala, vai ter dinheiro dentro
  2. Se você é um órfão e passa necessidade, existe uma alta (altíssima) chance de seu pai ser o cara mais rico da cidade
  3. Se você se apaixona por uma garota, ela não vai querer nada com você
  4. Se você se apaixona por uma garota e ela quiser algo com você, desconfie. Ela pode ser a golpista.
  5. Se você se apaixona por uma garota, e ela por você, e no caso dela não ser uma golpista, então ela é a sua irmã separada no nascimento.
  6. Se você é mulher e enjoar, não tem erro. Está grávida!
  7. Se você sentir uma estranha dor de cabeça (ao som de um acorde em agudo de violino), não tem erro: Tumor cerebral! Se você for rico então, é 99% de chance de morrer ou ficar paralizado pedindo Melãããão no café da manhã.
  8. Se você resolver fazer algo fora da rotina, tipo chegar em casa do trabalho mais cedo, é porque você é corno. E o cara estará de cuecas no parapeito da janela.
  9. Pessoas ricas não trabalham. Ponto. Todos os ricos vivem de renda.
  10. Se o seu pai foi comprar cigarro e nunca mais voltou, não se precocupe. Ele voltará!
  11. Se você está dirigindo um carro e está nervoso(a) e a câmera te filmar por mais de dez segundos, não tem erro: Você vai bater ou capotar ou despencar do precipício. Ou ainda, tudo isso junto.
  12. Seu pai tem um grande inimigo? Pode ter certeza que ele é seu tio, ou então, é o seu verdadeiro pai.
  13. Seu chefe é opressor? Não se preocupe, em pouco tempo algo vai acontecer e você ocupará o cargo dele.
  14. Você é pobre e mesmo assim foi convidado para uma festa dos milionários? Não tem erro: Alguém vai morrer. E você levará a culpa.
  15. Toda família rica tem um filho(a) problemático(a)
  16. Se existem três irmãos, um será bonzinho, o outro maluco e um terceiro mau caráter (ou problemático de alguma maneira)
  17. Toda família pobre possui um membro que quer ficar rico a qualquer custo.
  18. Se você é o gêmeo bonzinho, seu outro irmão é um tremendo dum canalha. Ou então, vai morrer.
  19. Sempre existem pessoas estranhas que repetem frases meio sem sentido como “cada mergulho é um flash”, “Na choooon!”, “Tô certo ou tô errado?”, “jamanta não morreu!”, “Não é brinquedo não” e etc… E essas pessoas sempre se vestem de modo bizarro, com perucas, e roupas coloridas estapafúrdias.
  20. Você está grávida: Seu bebê vai nascer na pior hora, num local hermo ou quando você estiver sozinha, expulsa de casa, numa canoa ou numa caminhada pela floresta. Mas por mais estranho que pareça, ele vai nascer gigante, levemente sujinho de sangue e pesando quase 5kg! E ainda por cima, o cordão humbilical vai se cortar sozinho.  Mas também existe uma chance de você ter seu filho roubado na maternidade. Ou pior: Ele vai nascer morto e alguém (uma enfermeira ou mesmo sua mãe) vai colocar em segredo outra criança no lugar, que só descobrirá que não é sua filha no capítulo 596, qundo estiver com 29 anos e prestes a se casar com um cara que ama. E este cara é o irmão dela!
  21. Bonus: Se alguém no leito de morte te der uma coisa aparentemente sem lógica, como uma medalhinha oxidada ou um papelzinho com números escritos, guarde isso a sete chaves. Há uma enorme chance de pessoas maldosas quererem te matar para obter isso, ou ainda, esta medalhinha vai significar a diferença entre uma vida de pobreza e penúria e a felicidade nababesca de uma mansão e um carro esporte num futuro próximo.

Como podemos ver, novelas se baseiam totalmente na realidade.

Comments

comments

Luminária Ufo

11 comentários em “20 lições que aprendi vendo novelas”

  1. Sem contar como as pessoas se chamam na novela: “minha irmã, minha mãe, meu pai, meu amigo e etc (na vida real vc chama sua mae de minha mae ou simplesmente mae. ..e como vc chama seu irmao, pelo nome ou meu irmao?) … tudo pra vc lembrar o grau de parentesco durante toda a trama da novela

    Responder
  2. Pelo menos seu primo saiu logo no início. Pior foi assistir Matrix ao lado de uma senhora que falava toda hora: ‘Ai que mentira!’, ‘Ai que mentira!’, ‘Ai que mentira!’… ‘Ai que vontade de dar uma bifa na douta senhora…’ E a figura levou mais 2 amigas. E ainda queriam que saísse do meu lugar para que ficassem juntas. Ouviu um sonoro ‘NÃO’. Acho que foi vingança.
    Engraçado… não vejo novelas – simplesmente odeio – e falo ‘minha mãe’, ‘meu pai’ (no caso dele, é para não falar coisa pior)… sou filha de nordestinos, é comum na terrinha.
    Philipe, teu blog é 10!! Parabéns! Achei por acaso e fiquei viciada.

    Responder
  3. Eu nunca assisti à nenhuma novela- talvez pq desde muito pequeno, sempre acreditei que fossem exclusivamente para mulheres (como o Modess e aquelas reuniões da Tuppeware). Quando sabia de algum sujeito que acompanhava, achava muito estranho.

    Responder
  4. Fico muito bom, Parabéns. Rachei de ri aqui.

    Cara, tu realmente tem nervos de aço. PQP, assistir estes lixos de programas não é para qualquer um. 😛

    Corrija: “seua opinião”. ;]

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.