10 lugares abandonados super loucos para fazer filmes de ficção

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

O mundo esta repleto de bons lugares para fazer filmes. Muitas vezes, a locação e o ambiente dá uma mão fundamental para a construção da narrativa. Existem inclusive filmes que seriam impossíveis ou bem piores sem o seu contexto. Titanic, por exemplo, ou O segredo do Abismo, filmes de campo de concentração, de Guerra, como o Império do Sol, e etc.  Sabendo cavucar, dá pra achar também alguns lugares abandonados que se prestariam muito bem para fazer alguns curtas de baixo orçamento. Vou te falar que tem lugara aí que daria FÁCIL para fazer filmes tipo aliens ou ficções cientificas na linha do cyberpunk. Isso sem falar em lugares macabros ideias para filmes de terror sensacionais, ou lugares estranhos e fétidos que se prestariam muito bem para bases de refugiados em apocalipses zumbis. Vamos dar uma olhada nessas velharias, muitos locais abandonados hoje que foram intensamente usados durante a Guerra Fria. Vamos dar uma olhada em alguns desses locais e pensar que tipo de filme daria para fazer?  (aviso: Este post tem imagem pra dedéu!)

1- Uma antena de radiotelescópio gigante  e abandonada na Russia

[toggle style=”closed” title=”VEJA AS FOTOS”]
[/toggle]

O lugar é simplesmente incrível. Essa antena enorme é parte de um conjunto de outras que (acredita-se) serviam para monitorar conversas de telefones nos EUA e transmissões de rádio entre submarinos nucleares e seus postos de comando. Essa instalação escalafobética foi desativada em 1993, e posteriormente vandalizada, teve equipamentos roubados e tal. Com um pouco de trabalho daria para usar essa bela locação para filmes de ficção. Fora a antena, tem uma vila que abrigava as equipes militares que operavam a estação de escuta num esquema 24/7. Essa instalação anexa também dá um bom lugar para filmes de suspense e terror. Perfeito para cenas de fuga dos zumbis.

EQUAÇÃO MORTAL – Qual curta eu faria ali? Não consigo imaginar nada melhor que uma estação de varredura espacial ligada ao projeto SETI e que acidentalmente localiza uma frequência alienígena. Os dois radioastrônomos de plantão então gravam o sinal e preparam-se para divulgar. Eles começam a beber uísque e dançar, quando um deles tem a brilhante ideia de tentar decodificar o sinal. Descobrem que é uma pergunta matemática complexa. Eles então solucionam a equação, e fazem adaptações no equipamento para enviar a resposta.  Assim que eles enviam,  a estranha frequência é interrompida. Os dois ainda comemoram quando percebem estranhas luzes surgindo no céu. Eles pegam o telefone para comunicar a novidade para a central de pesquisa, mas a linha é cortada. Um deles faz uma copia dos dados para um cd. Eles resolvem levar o disco em mãos. Começa então uma intensa corrida pela sobrevivência. Estranhos helicópteros pretos surgem no deserto e perseguem os dois, atirando. Os cientistas percebem que estão tentando calar a descoberta que poderia mudar o mundo. Os dois conseguem fugir num pequeno jipe e escondem-se num complexo de hotéis abandonados. Gradualmente eles vêem helicópteros militares desembarcando soldados de elite no pátio. A fuga fica cada vez mais perigosa, até que os dois se deparam com um dos militares com o crânio esfacelado. Só então percebem que chamaram a atenção de algo ainda mais assustador que os homens do serviço secreto… 

2- A casa dos soviéticos

[toggle style=”closed” title=”VEJA AS FOTOS”]
[/toggle]

Incrível como na Russia tem coisa abandonada. Este predio enorme é um belo exemplo disso. A Casa dos Soviéticos é um edifício que está localizado na cidade de Kaliningrado  no Kaliningrad Oblast, um exclave da Rússia. O edifício foi construído no território original de Castelo de Königsberg.  Os arquitetos soviéticos planejaram este edifício de 16 andares para ser o centro da parte central de Kaliningrado. Mas então… Lei de Murphy! Os construtores encontraram uma espécie de caverna abaixo das fundações do edifício. Análises do solo mostraram que o chão poderia se romper com o peso dele e todo o complexo ao redor poderia  entrar em colapso. A construção foi interrompida em 1980, após a Comissão Regional do partido perder o interesse no projeto e cortar o financiamento. O edifício foi deixado inacabado por muitos anos, e ganhou notoriedade como um dos piores exemplos de pós-guerra arquitetura soviética. Por ser um prédio, teríamos que pensar um curta focado na sensação de prisão, de confinamento. Ele é quase um labirinto, de modo que eu poderia pensar em algo como uma releitura do mito grego de Teseu e o minotauro, com versão em realidade alternativa.

A BESTA DE KALININGRADO

Depois do fim do mundo ocorrido em 1992, quando as duas potências capitalista e socialista entraram na Terceira Guerra Mundial, trocando misseis nucleares, pouquíssimos sobreviventes do holocausto ainda teimam em se manter de pé. O mundo agora é uma bola fria, fumacenta, com um inverno rigoroso e radioativo. Um pequeno grupo de cinco pessoas quase todos doentes, se abriga no subsolo de uma cidade no coração devastado da CCCP. Entre eles está um casal que pretendia se unir em matrimônio no dia em que estourou o apocalipse da Terra. Sair da proteção do bunker é sempre um risco que eles correm, pois os níveis de radiação são altos lá fora, e vários que saíram não voltaram. Quando a comida começa a acabar, eles se vêem na necessidade de buscar mais alimentos e remédios  Após um sorteio, os dois saem, mas durante a varredura pela cidade, a moça desaparece. O noivo se vê as voltas com corpos carbonizados pelas ruas repletas de neve e fuligem radioativa, mas nem sinal de sua amada. Ele grita por ela, mas não encontra nada. Começa ali uma busca incessante por sua noiva, que dura meses e meses. Um dia, ao passar perto de uma enorme construção ele escuta um grito familiar. -É ela!  Assim, ele se embrenha no edifício abandonado, que tal qual um labirinto, guarda em seu âmago um horripilante mistério. 

 3- A cidade morta de Craco

[toggle style=”closed” title=”VEJA AS FOTOS”]
[/toggle]

O lugar fica na Itália. Em 1891 a população de Craco estava em torno de 2000 pessoas. Graças a uma grave crise agrícola, cerca de 1.300 pessoas deixaram a cidade e se mudaram para a América do Norte entre 1892 e 1922. Pra piorar a crise agrária foi acompanhado por a terremotos frequentes e deslizamentos de terra. Como resultado, em 1963, os 1300 moradores restantes foram transferidos para um vale próximo, chamado a Caverna de Craco. A cidade antiga permanece no mesmo lugar, mas agora está completamente deserta.

Aqui está um bom lugar para dois tipos de filmes: Um western padrão Sérgio Leone e também um curta de fantasia, que é minha escolha para a mini-sinopse:

O bruxo da cidade proibida

Após destruírem sua vila, atearem fogo nas casas e matarem mulheres e crianças, poucas pessoas da aldeia sobrevivem. Um deles é Ukk, um pequeno jovem camponês que se embrenha no pântano para escapar da morte. Ele sabe quem destruiu sua vila e jura vingança ao exército de Surgon, um príncipe e bruxo maligno que desejava aumentar suas terras, por bem ou por mal. Agora o jovem camponês corre desesperado para salvar sua vida. Atrás dele, uma matilha de lobos ferozes vem se aproximando rapidamente.  Ele corre na direção de uma cidadela cravada nas montanhas: “A cidade proibida”.  Então, ante aquela visão, os lobos estancam e recusam-se a segui-lo. Os animais fogem, ganindo de medo. Assustado, o jovem camponês resolve investigar o lugar. Após entrar por diversas passagens e subir escadarias de pedra sem fim, ele encontra uma antiga inscrição na forma de um pergaminho.  No alto da enorme torre retangular, ele encontra uma pequena estátua de cristal na forma de um homenzinho. O jovem lança a estátua do alto da torre para vê-la se espatifar lá em baixo. Quando a estátua atinge a rocha um clarão acontece e Ukk vê um velho caído no lugar. Ele desce pela torre até encontrar o velho, que se revela ASTOR, o irmão mais velho de Surgon, aprisionado no cristal pelo poderoso bruxo maligno. ASTOR também é um bruxo o treina o jovem Ukk nas artes mágicas e antes e morrer, o presenteia com um dragão, que Ukk usa para destruir Surgon e se tornar o senhor do principado.  

4- A torre de yekaterinburg

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”] [/toggle]

No centro de Yekaterinburg (Russia) há uma Torre de TV abandonada inacabada, largada há pelo menos 10 anos. De acordo com o projeto, essa Torre de TV, chamado RTTS (Estação de transmissão de rádio e televisão), iria aumentar a gama de radiodifusão em 2,5 vezes e emitiria o sinal de TV para a região de Sverdlovsk inteira (a torre está atualmente com 194 metros)

Com um cenário inevitavelmente vertical, não tem muita coisa que dê pra inventar além de uma perseguição padrão James Bond com direto a lutas em rapel na beira do precipício.  Claro que uma cena que não pode faltar é um agente russo da KGB, enorme e forte, padrão Zanguev, caindo aos gritos, girando no ar enquanto vai ficando cada vez menor no video até estourar numa poça vermelha no meio da neve, lá em baixo. No fim, só resta nosso herói pendurado precariamente num cabo de aço, sentindo o vento cortante dos montes urais castigando seu rosto ferido pelo combate, segurando entre seus dentes, o microfilme. 

Há também uma outra torre, muito mais alta, com 350 metros de altura e porque não dizer, perigosa, já que é toda de estrutura metálica. Esta foi construída na Russia nos anos 90 e abandonada logo depois. Nos dias frios de inverno quando a temperatura atinge graus literalmente polares, a estrutura congela e começa a estalar.

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”]
[/toggle]

5- A cidade fantasma de Kolmanscop (Namíbia)

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”]
[/toggle]

Kolmanscop é uma cidade fantasma no sul da Namíbia, a poucos quilômetros seguindo na direção do interior a partir do porto de Lüderitz. O lugar era uma pequena vila de mineração mas agora se tornou um destino turístico relativamente popular.
O lugar foi construído após a descoberta de diamantes na área em 1908, para abrigar os trabalhadores do mortal deserto da Namíbia. A pequena vila foi construída como uma cidade alemã, com construções como um hospital, salão de festas, estação de energia, escola, boliche, teatro e sala de espetáculos, casino, fábrica de gelo e abrigou o primeiro equipamento de raio-x no hemisfério sul. O lugar também tinha uma linha ferroviária que o ligava ao porto de Lüderitz.
Kolmanscop declinou após a I Guerra Mundial, quando a cotação do diamante caiu, e a mineradora mudou-se para Oranjemund. A pequena cidade foi abandonada em 1956, mas desde então tem sido parcialmente restaurada. Graças às inclementes forças geológicas do deserto, os turistas podem agora percorrer casas atoladas em areia. Gradualmente a cidade está sucumbindo às enormes dunas, e não tarda, irá desaparecer.

Aqui esta um lugar onde podemos facilmente imaginar o Indiana Jones ou um aventureiro similar investigando um tesouro perdido. As quentes areias do deserto ocultam perigos indecifráveis, e os riscos enfrentados para se chegar até este lugar não serão nada para o herói quando ele decidir tentar sair daqui. Kolmanscop também nos dá potencial para filmes udigrudi, bem non-sense mesmo. Imagina um cara acorda e ao invés de estar em sua casa, num prédio do centro de São Paulo acorda numa cama, num quarto repleto de areia, no meio do nada. Ele não sabe como chegou ali, nem que lugar é aquele, mas sabe que precisa sair de lá e reencontrar o sentido de sua vida. Assim, ele parte numa jornada pelo deserto, sem saber para que direção seguir. Um filme quase todo narrado em off, em que o cenário árido projeta a solidão humana nos dias atuais. 

6-Prypiat a cidade fantasma radioativa

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”]
[/toggle]

Prypiat é hoje uma cidade fantasma que fica perto da central nuclear de Chernobyl em Kiev, no norte da  Ucrânia, perto da fronteira com a Bielorrússia.
A cidade está sendo supervisionada pelo Ministério de Emergências da Ucrânia, como parte da Zona de Alienação de jurisdição.  Pripyat foi fundada em 1970 para abrigar os trabalhadores da Usina Nuclear de Chernobyl. Foi oficialmente proclamada uma cidade em 1979, mas foi abandonada em 1986, após o desastre de Chernobyl. Esta aqui foi a nona cidade nuclear na União Soviética na época e sua população era de cerca de 50.000 antes do acidente. Hoje seu único habitante é o vento, que produz lamentos modulados quando passa pelas árvores repletas de graveto e com poucas folhas. A morte parece estampada em cada esquina, cada lugar.

Por ser um ambiente tão degradado, tão abandonado assim, às pressas, esse é o lugar PERFEITO para filmes de zumbis ou seres disformes, comedores de carne, vitimas mutantes da radiação ou qualquer outra ideia de pesadelo. Difícil não imaginar um cara sozinho, correndo com seu fuzil e poucas balas em meio à vegetação rala, seguindo num mapa para o ponto de extração, sempre de olho no no marcador radioativo que ele carrega, enquanto escuras formas se contorcem, seguindo seu cheiro. 

7- Estação submarina secreta soviética

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”]
[/toggle]

Imagina só que coisa mais videogame: Uma estação secreta de construção de submarinos durante a Guerra fria é desmantelada com a queda do regime comunista e fica largada à própria sorte. Posteriormente vira um museu. Mas o lugar é sensacionalmente maneiro, e lembra muito aquele tipo de base secreta que os supervilões gostam de construir dentro de vulcões em filmes como os do James Bond. Como o lugar é todo debaixo da terra, dá fácil para montar um roteiro que se passa numa base de extração de minério em Marte ou mesmo na Lua. Por ser um lugar confinado, fica maneiro o tipo de suspense psicológico no estilo do “Enigma de outro mundo”. 

8-Manicomio Francesca

A cidade italiana em que o hospital foi erguido foi um grande fabricante de seda. Aqui, a maioria dos moradores trabalhavam nas fábricas do produto. Infelizmente, houve crises periódicas de seda que deixaram milhares de moradores sem trabalho, dinheiro, comida. A Congregação da Caridade foi designada para projetar e construir uma “casa de trabalho” para cuidar desses trabalhadores em 1786. O lugar foi concluído em 1789, e também serviu como uma espécie de fábrica hospitalar, fornecendo abrigo e um lugar para trabalhar para pessoas fora do mercado de trabalho. Expansões para a fábrica-hospitalar foram planejadas, mas as obras se arrastaram por anos devido à ocupação francesa. Quando elas foram concluídas em 1834, o complexo estava sendo usado como uma escola para os filhos dos soldados.

No final de 1860, a necessidade de um asilo provincial para loucos foi se tornando mais e mais urgente. Por não haver dinheiro para construir a unidade a partir do zero, decidiu-se que a academia militar se tornaria o manicômio. Inaugurado em 4 de julho de 1870, o asilo recebeu os seus dois primeiros pacientes.  A população atingiu o pico em torno de 1800, durante a Primeira Guerra Mundial, em seguida, diminuiu gradativamente ao longo dos anos.

Em 1998, a capacidade foi reduzida para 200, um artigo descreveu a vida hospitalar tão difícil, com rigorosos códigos de conduta, não muito diferente de uma prisão. As belas fontes e jardins eram supostamente visitadas apenas pelos médicos, enquanto os pacientes estavam confinados no interior da “ilha” que era o hospital. Ele acabou por ser completamente fechado no final daquele ano.

Este lugar dá calafrios só com o nome. Ele está abandonado há pelo menos 14 anos, e trata-se de uma arquitetura de 223 anos! O lugar tem todo o glamour sobrenatural, perfeito para filmes de fantasmas. Dá uma olhada só nas fotos e vê se só de olhar já não bate um medinho…

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”] [/toggle]

Outro lugar que tem o mesmo tipo de aparência assustadora é o manicômio de Varden, nos EUA. O lugar é um complexo enorme e está abandonado há 24 anos. Olha aí:

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”] [/toggle]

Para este lugar acho que o roteiro precisa ser mais elaborado, envolvendo jovens estudantes que resolvem fazer uma “excursão” pelo lugar. Logo, descobrem que a passagem por onde entraram está lacrada, como se nunca tivesse sido aberta. Eles saem em busca de uma saída do lugar, mas por mais que tentem, não encontram a saída. Gradualmente, os medos vão surgindo, e as desavenças se tornam cada vez mais presentes. Um deles, mais sensitivo diz que sente uma “presença” com eles. Lentamente, começam a ouvir rangidos e passos seguindo-os. A coisa só vai piorando, e eles começam a ver espectros, e ouvir lamúrios assustadores vindos das celas. Quando quase todos eles começam lentamente a sumir, apenas o jovem sensitivo permanece ileso ao assedio dos espectros. Ele foge desesperado pelos corredores escuros do manicômio, enquanto as sombras luminosas o perseguem. Quando ele se vê acuado, sem ter para onde fugir, vê as formas se aproximando e identifica seus rostos pálidos e sem os olhos. São seus parentes. Ele entende então a verdade. Uma série de flashes estouram em sua mente, o acidente, o carro capotando, o fogo. Os pedaços… Uma explosão branca acontece e ele vê acima de si um túnel de luz. O jovem sente então uma mão gélida e escura agarrar seu braço. Ele tenta se desvencilhar mas a mão é mais forte. Ele acorda na mesa de cirurgia. Os médicos estão ao seu redor. Ele foi ressuscitado. 

Quando recobra a consciência, o jovem percebe que foi o único sobrevivente do desastre. 

9- Parque aquático abandonado na Russia.

O lugar lembra fases de jogos FPS tipo Half Life, Doom, Unreal e etc.

Ele é cheio de passagens, escadas, rampas de acesso, pontes, trampolins, lugares com buracos quadrados, redondos, altos e baixos, perfeitos para um sniper se ocultar. Originalmente aqui seria um parque aquático. Foi feito em 1997 para os jogos mundiais de Moscou, mas mesmo depois de dez anos, a obra ficou inacabada, mesmo tendo 43.500 metros de área construída. A estrutura original incluía teto de vidro, estrutura interna climatizada com 5 piscinas, toboáguas, piscina olímpica, hotéis lojas, restaurantes, um centro de fisioterapia, escritórios, unidade medica e tudo mais!  Na pratica é uma construção repleta de perigos, vãos, vergalhões enferrujados, partes desabadas e muito concreto aparente, cheio de pixações e grafites. Hoje planejam demolir tudo para fazer ali um centro comercial e empresarial. Até isso acontecer, o lugar esta ideal para um paintball arretado nível masterful.

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”]
[/toggle]

O lugar se presta bem para um filme policial no padrão Robocop. Futuro decadente, cheio de bandidos. Com criatividade da pra incluir um monte de parkour nesse espaço, o que abre interessantes possibilidades para filmes de ação. Como o Davi esta aqui chorando sem parar, estou sem ideias para escrever na mini sinopse. Assim, pense você uma boa aventura que se passe aqui. (não vejo a hora de acabar este post, meu Deus!)

10-Baterias antiaéreas de Murmansk, Russia

Eu acho que este lugar é uma ruína da Segunda Guerra mundial, a julgar pelo estado de degradação do metal, que hoje é um amontoado de ferros oxidados. O lugar tem vista para o mar e se resume a um complexo de casamatas e tuneis cortados na rocha de onde vez ou outra se vislumbra um puta canhão enorme todo destruído, tanques e outros pedaços de equipamentos bélicos corroídos pela ação implacável do tempo. Com um pouco de esforço, da pra fazer alguns curtas de Segunda Guerra ali. Algumas partes parecem cavernas, o que aumenta as possibilidades de  filmagem. O ambiente como um todo lembra muito os cenários de jogos.

[toggle style=”closed” title=”VER AS IMAGENS”]
[/toggle]

 

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

30 respostas

  1. A Rússia tem mesmo muito espaço sobrando para largar tudo isso a esmo pelo seu território!
    As fotos dos manicômios realmente dão medo, me lembraram o filme a Ilha do medo

  2. Cara, o manicômio de Varden é o mais assustador, imagina passar uma noite ali? mas uma coisa tive certeza com este post, os russos realmente não batem bem, cada coisa gigante e sem função.

    1. Da primeira vez que entrei aconteceu isso também, mas aí fiz o seguinte, entrei no site novamente e deixei carregar tudo, só depois cliquei nas setas para ver as imagens, deu certo. tenta aí que vale a pen